Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

3 min para ler 34 Comentários

Xiaomi publica foto sugerindo que pode voltar ao Brasil (ou quase isso)

A Xiaomi é uma das marcas favoritas de quem importa produtos da China. A empresa, no entanto, saiu do Brasil em 2016 dizendo que não iria "lançar produtos no curto prazo". Agora, no entanto, a marca deu uma pista de que pode estar planejando retornar ao país.

Como mencionei acima, a Xiaomi deu uma pista de que pode retornar ao Brasil, embora nada tenha sido confirmado oficialmente. Em seu Facebook, a empresa postou dois stories com as frases "Can you guess where xiaomi is going next?” e “Here’s a hint..”, que em tradução livre é algo como "você pode adivinhar para onde a Xiaomi está indo?" e " Aqui uma dica". A terceira e última imagem leva o usuário a página Xiaomi Mystery, que deve ser uma espécie de diário dos novos lançamentos da Mi em mais países.

Quando deixou o país, em 2016, Hugo Barra, então vice-presidente internacional da marca, disse ao AndroidPIT que o modelo de negócio da empresa seria redesenhado para se adequar ao mercado brasileiro para o futuro. Devido a empasses tributários, a Xiaomi desfez sua operação no Brasil com apenas dois lançamentos em seu portfólio, o Redmi 2 (e a versão Pro) e a Mi Power Bank

Antes de deixar o país, contudo, a empresa tentou homologar junto à Anatel novos produtos, como a Mi Band 2 e o Redmi Note 4G, o que demonstrava o interesse que a companhia tinha de permanecer no país.

xiaomidreambra
Stories da Xiaomi / © AndroidPIT (captura de tela)

É claro que as imagens postadas no stories da página oficial da Mi podem dizer apenas que a empresa esteja avaliando entrar com força na América Latina, não necessariamente no Brasil, mas o que já é suficiente para nos deixar empolgados. Vale lembrar que alguns modelos da empresa já são vendidos oficialmente no Paraguai, no Uruguai e na Colômbia. 

Além disso, o site em português que oferecia suporte aos produtos que foram lançados por aqui está fora do ar, restando apenas a página do Facebook da Mi Brasil, que fez um último post em 29 de junho de 2016, deixando menos evidente um provável retorno oficial da marca no momento.

Por outro lado, a Xiaomi segue expandindo suas lojas pelo mundo, com previsão de inaugurar 500 estabelecimentos e investir forte na Europa, onde estreou a marca Phocophone recentemente no Reino Unido, por exemplo. Agora é esperar para que esses stories não sejam uma brincadeira e que o Brasil realmente esteja na rota da chinesa.

34 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados