O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
8 min para ler 18 Compartilhado 74 Comentários

Xiaomi Redmi 2 vs. Motorola Moto E 2015: feitos da maneira correta pelo preço certo!

Está cada vez mais difícil olhar para a faixa de entrada e encontrar um smartphone com boa relação custo/benefício. Os fabricantes estão criando subcategorias entre modelos intermediários e topos de linha e, com isso, assistimos o esquecimento total da gama de entrada. Os dois dispositivos desse comparativo são referências entre os modelos com custo de até R$ 500, e também podem ser classificados como intermediários sem nenhum problema. Confira a seguir uma disputa entre o Moto E 2015 e o Redmi 2, dois dispositivos feitos da maneira correta e vendidos pelo preço certo.

Xiaomi Redmi 2 vs. Motorola Moto E 2015: Design e acabamento

O design de um dispositivo é sempre um ponto particular, portanto, não irei atribuir uma nota para esse quesito. Irei apenas mencionar algumas diferenças entre a construção de ambos.

O Moto E de segunda geração é um dispositivo que possui uma construção sólida e totalmente aderente. O dispositivo não apresenta linhas retas em sua construção, além de possuir a traseira ligeiramente côncava. O Moto E pesa 145 gramas e possui 12.3 milímetros de espessura em sua parte mais grossa.

motoecapateaser
Design e parte frontal do Moto E 2015. / © ANDROIDPIT

O Redmi 2 é totalmente o oposto do Moto E 2015, com linhas mais retas e construção menos anatômica. Entretanto, a pegada com o dispositivo é muito boa, visto que suas dimensões são mais compactas. O dispositivo pesa 133 gramas e possui 9.4 milímetros em sua parte mais espessa, ou seja, mais fino e leve do que o Moto E 2015.

Xperia redmi 2 tela
Acabamento frontal do Redmi 2. / © ANDROIDPIT

Ambos os dispositivos são totalmente construídos em policarbonato levemente emborrachado. Outra semelhança está no alto-falante, visto que em ambos os fabricantes optaram por um único speaker mono. Enquanto os botões para navegação do sistema são capacitivos no Redmi 2 e sem retroiluminação, a Motorola optou em trazer os mesmos botões de forma virtual (dentro da tela. Durante o meu teste com ambos os dispositivos, pude notar que o acabamento da Motorola é mais resistente e reforçado, enquanto o corpo do Redmi 2 se mostrou ligeiramente mais frágil.

Xiaomi Redmi 2 vs. Motorola Moto E 2015: Tela

Para muitos usuários este pode ser um ponto incomparável, no entanto, temos que levar em consideração que esses dispositivos são modelos de entrada e estão destinados à um publico menos exigente. O Redmi 2 possui uma tela de 4,7 polegadas com resolução HD (720 x 1.280) e 312 ppi. O painel utilizado pela Xiaomi é o LCD, com tecnologia IPS para melhorar a visibilidade em ângulos inclinados. As cores são balanceadas e o contraste é equilibrado. A resolução HD é totalmente aproveitada nesse tamanho de tela.

Xperia redmi 2 botoes capacitivos
Tela HD do Redmi 2. / © ANDROIDPIT

O Moto E 2015, por sua vez, possui uma tela de 4,5 polegadas com resolução de 540 x 960 pixels e 245 ppi. As cores não são tão vívidas como no Redmi 2, assim como o contraste que é menos intenso. No entanto, o painel possui um nível de nitidez aceitável e com bons ângulos de visualização. A tecnologia utilizada pela Motorola é a TFT em um painel de LCD.

test du motorola moto e 2015 01
Tela do Moto E 2015. / © ANDROIDPIT

A camada que protege os painéis conta riscos e arranhões não é a mesma em ambos os modelos. No Moto E de segunda geração temos o Gorilla Glass 3 da Corning, enquanto no Redmi 2 a proteção é o Dragontrail, da Asahi Glass. Pode-se dizer que ambas as proteções são eficientes, embora na prática, o revestimento utilizado no dispositivo da Xiaomi seja ligeiramente mais resistente.

Xiaomi Redmi 2 vs. Motorola Moto E 2015: Software

O sistema operacional é o item mais divergente entre ambos os modelos, e não me refiro apenas à versão do Android embarcada de fábrica por ambos os fabricantes. O Redmi 2 roda com o sistema MIUI 6 compilado a partir do Android KitKat 4.4.4, oferecendo uma experiência de uso mais parecida com o iOS. Na ROM da Mi, não temos uma gaveta para aplicativos, visto que as telas iniciais adicionadas pelo usuário são responsáveis em exibir os apps instalados no dispositivo.

Entretanto, mesmo com um sistema compilado a partir do KitKat 4.4.4, a MIUI 6 consegue estar à frente Android Lollipop, com recursos adicionais e suporte extra para o hardware, como para processadores baseados em 64 bits. Separamos os melhores recursos contidos na MIUI 6 que você não encontrará no Android Lollipop. Confira este artigo no link abaixo:

jogosempastaredmi
Interface do sistema MIUI versão 6. / © ANDROIDPIT

No Brasil, o Android Lollipop 5.1 já está disponível para o Moto E de segunda geração. O dispositivo oferece uma experiência diferenciada com o software, inclusive, muito próxima ao Android puro que encontramos na linha Nexus. O dispositivo possui um sensor de aceleração que permitiu a inclusão de recursos presentes no Moto X 2014, como o "Câmera Instantânea", em que se gira o pulso duas vezes para ativar a câmera.

Além dos bons recursos de software disponibilizado pela Motorola, o dispositivo conta com TV Digital por padrão. Preparamos uma seleção com as melhores dicas de uso para o Moto E 2015. Você pode conferir este artigo na integra através do link abaixo:

test motorola moto e 2015
Interface do Android presente no Moto E 2015 (em francês). / © ANDROIDPIT

Xiaomi Redmi 2 vs. Motorola Moto E 2015: Desempenho

Ambos os dispositivos são embalados pelo processador Snapdragon 410 de 64 bits, com 1 GB de memória RAM. O chipset roda com quatro núcleos de 1,2 GHz (Cortex-A53) em ambos os modelos. A versão 4G do Moto E 2015 possui a GPU Adreno 306, assim como no Redmi 2. No modelo 3G, a Motorola optou em utilizar a GPU Adreno 302 em conjunto com o processador Snapdragon 200. O Redmi 2 é comercializado em uma única variante com 4G/3G.

A performance obtida pelo Moto E 2015 com Snapdragon 410 é satisfatória. O sistema roda liso e sem engasgos entre suas animações e transições de menus. A Motorola integrou bem o hardware do dispositivo com o software, assim como é feito em seus dispositivos de gama média e alta. A MIUI 6, por sua vez, não roda de maneira tão fluida como o software do Moto E 2015, embora eu não tenha notado engasgos ou congelamentos durante meu uso com o sistema. De modo geral, a ROM da Xiaomi roda com uma ligeira lentidão entre suas transições, mas consegue executar redes sociais e jogos casuais sem quaisquer problemas. 

Ambos os dispositivos devem atender bem os usuários que buscam por uma experiência livre de problemas com o software. Além do desempenho satisfatório em ambos os modelos, tanto a Motorola quanto a Xiaomi são comprometidas com seus usuários em termos de atualizações do sistema. O Moto E 2015 é um dos poucos dispositivos de entrada (senão o único) que roda com a versão mais recente do Android, enquanto o Redmi 2 está garantido para receber a MIUI 7 assim que possível.

Xiaomi Redmi 2 vs. Motorola Moto E 2015: Especificações técnicas

Xiaomi Redmi 2 vs. Motorola Moto E (2015) – Especificações Técnicas

  Xiaomi Redmi 2 Motorola Moto E (2015)
Dimensões: 133,9 x 67,1 x 9,4 mm 129,9 x 66,8 x 12,3 mm
Peso: 134 g 145 g
Tamanho da bateria: 2200 mAh 2390 mAh
Tamanho da tela: 4,7 polegadas 4,5 polegadas
Tecnologia da tela: LCD LCD
Tela: 1280 x 720 pixels (312 ppi) 960 x 540 pixels (245 ppi)
Câmera frontal 2 megapixels 0,3 megapixels
Câmera traseira 8 megapixels 5 megapixels
Flash: LED Não disponível
Versão do Android: 4.4.4 - KitKat 5.0.2 - Lollipop
Interface: MIUI Stock Android
RAM: 1024 MB 1024 MB
Memória interna: 8 GB 8 GB
Memória removível: microSD microSD
Chipset: Qualcomm Snapdragon 410 Qualcomm Snapdragon 410
Número de núcleos: 4 4
Velocidade máx. 1,2 GHz 1,2 GHz
Conectividade LTE, Dual-SIM HSPA, LTE, Bluetooth 4.0

Xiaomi Redmi 2 vs. Motorola Moto E 2015: Bateria

Com o Android Lollipop 5.1, o Moto E 2015 (4G) está segurando até 8 horas com uma única carga em uso moderado. O dispositivo possui uma bateria com capacidade de 2.390 mAh. A versão 3G consegue atingir até 10 horas em uso moderado, alternando entre redes moveis e Wi-Fi. Existem algumas funções incluídas no software que ajudam a prolongar a duração da bateria.

Xperia redmi 2 tampa removivel
Redmi 2 possui bateria com autonomia melhor. / © ANDROIDPIT

A bateria do Redmi 2 possui 2.250 mAh e, devido à otimização da MIUI com o hardware do Redmi 2, essa capacidade é suficiente para chegar em até 9 horas com uso intenso. Em uso moderado, essa autonomia pode ser elevada em até 10 horas. A MIUI também oferece alguns modos para economia de bateria, que ajudam a prolongar essa autonomia em até 12 horas com uso moderado.

Xiaomi Redmi 2 vs. Motorola Moto E 2015: Conclusão

Ambos os dispositivos entregam uma ótima relação custo/benefício. A tela pode ser um contra para o Moto E 2015, mas o modelo da Motorola oferece uma experiência com o software mais próxima do puro, além de alguns recursos extras, como a TV Digital. A proposta do Redmi 2 é mais agressiva, com bateria de longa duração, tela bem definida e nova experiência com o software proporcionada pela MIUI 6. Entretanto, ambos os fabricantes estão comprometidos com as atualizações de software e, acima de tudo, desenvolveram excelentes opções que podem ser adquiridas por menos de 500 reais. A escolha final pode estar ligada à marca ou ao dispositivo que oferece o preço mais acessível possível. Neste comparativo minha escolha é o Redmi 2.

E aí, qual dispositivo do nosso comparativo é o seu favorito?

Xiaomi Redmi 2 vs. Motorola Moto E 2015: Onde comprar

O Redmi 2 pode ser adquirido exclusivamente através do site da Xiaomi por R$ 499. O Moto E 2015 está disponível em versões com 8 GB e 16 GB de armazenamento e conectividade 3G ou 4G. Abaixo, separamos as melhores ofertas para o Moto E 2015 entre os principais varejistas. Confira a seguir.

18 Compartilhado

74 Comentários

Escreva um comentário:

  • Tenho os dois , digo são bem fluídos . Mas o redmi ganha por sua tela melhor a bateria é a mesma coisa.


  • Galera e agora com essa promoção do Redmi 2 PRO? vocês que já estavam elogiando bastante, como classificariam o aumento para 16gb e memoria 2gb por apenas 100 reais a mais? vale a pena? alguem ja comprou? por que os comentarios sobre o redmi são tão contraditorios? rsrsrs


  • Moto E é legalzinho pois tem na versão 16GB DTV, porém tem tela pior e menor, bateria pior, câmera nitidamete bem pior, é mais grosso (mais volumoso para portar no bolso), bateria é fixa e tem autonomia inferior ao Redmi2 mesmo que já esteja usando Lollypop e o Redmi ainda no kitkat. O povo fala do Android puro mas o fatp é o MIUI tende a estar sempre a frente do Android puro, já está chegando o MIUI 7 (basedo em Lollypop) que promete, entre outras coisas, ganho de performance na bateria, ou seja, o Moto E ficará ainda mais para trás no quesito bateria. O MIUI está sempre sendo aprimorado, independente dos releases do Android.
    O Moto E tem melhor performance, maaaas é preciso observar que está no Lollypop e o Redmi2 ainda no Kitkat, e que performance diferente num mesmo hardware é puramente diferença no software, e o MIUI é um projeto em franco crescimento. Outro ponto é que o o Redmi2 tem praticamente todos os sensores, equanto que o Moto E não tem nem mesmo compass.
    Enfim, acho que o Redmi2 é melhor que o Moto E.


  • Eu ficaria com o RedMi 2 por oferecer melhor Hardware. Em questão de confiabilidade ficaria com a Motorola. Sem mais.


  • Hoje o moto E recebeu atualizações importante nos APP de TV , na câmera e na galeria , agora é possível criar pastas de forma rápida e muito eficiente.


  • redmi2 > moto e >>>>>>zéfone 5


  • Câmera melhor, bateria melhor, tela melhor>> redmi-2


  • Celular de entrada não existe um melhor , existe o menos pior rsrs , depois de ter um s3 e um s4 eu só compro celular de entrada , só jogo clash of clans , não tiro fotos e gosto de músicas e internet então o motoE está mais do que bom para o tipo de usuário que eu sou. E ter o Android puro é sempre muito mais vantajoso , a motorola tem feito um bom trabalho quando o assunto é atualizações , e espero que venha logo o Android M para o meu motoE.


  • Eu tenho o motoE 16gb segunda geração e da pra selecionar a rede 4G nos dois chip , a câmera deixa a desejar inclusive a noite e não tem flash , no claro fora de casa até da pro gasto , a bateria é boa dura até um dia inteiro dependendo do uso , É um celular mais ou menos mediano rsrs , e realmente é um celular pra quem não é muito exigente.


  • Confio mais no sistema quase puro da Motorola. O que deixa o sistema mais fluido. O preço do Redmi 2 é tentador, mas vou esperar a Xiomi ficar popular no mercado.


  • redmi 2 sem bluetooth :3


  • readmi2 com certeza


  • Bruno me parece que no Redmi2 o 4g está presente nos 2 Sims por favor confirme abcs


  • Prefiro o Moto E2 por causa da memória interna, que é o dobro do Redmi 2.


  • Nem deveria existir esse comparativo já que os concorrentes direto do Redmi 2 é o Moto G terceira geração e ZenFone 5 que ganha um pouco por ter 2gb de ram porém bateria péssima e ser 3G e com câmera tbm pior.

    Então bate de frente com hardwares iguais o moto g 3 e redmi 2 sendo em algumas coisas a câmera do Redmi 2 superior ao do Moto G 3, perdendo basicamente em fotos noturnas, frontal e por não ser RESISTENTE a água (mas não dá pra usar debaixo d'água na piscina por exemplo). Mas perde logo por ser 899 reais inicialmente enquanto o Redmi 2 é de 499 a vista ou 549 em 10x.


  • Xiaomi venceu esse fainth kkk


  • Redmi2 melhor!

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi