Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

2 min para ler 35 Comentários

Quero ver elogiar: Xiaomi também deve lançar celular com Android Go e 1 GB de RAM

O Android Go é um sistema leve e bastante interessante, projetado para rodar em celulares básicos. Apesar da proposta boa, essa versão da plataforma chega tarde e, aparentemente, as fabricantes estão errando a mão ao cobrar muito por pouco, fugindo da proposta do sistema em si. A Xiaomi é mais uma fabricante que deve entrar na onda do Android Go.

O que a Samsung, Motorola, Multilaser, Quantum e Xiaomi têm em comum? Quem respondeu que todas essas marcas lançaram ou irão lançar aparelhos com 1 GB de RAM em pleno ano de 2018, acertou. Reguladoras dos Estados Unidos, a FCC, e também da Rússia, a IMDA, revelaram que um modelo da chinesa Mi deve ser lançado em breve com ficha técnica simples, sob o nome de M1903C3GG.

Ambas as certificações mostram parcialmente a ficha técnica do batizado Redmi Go, que terá Wi-Fi 2.4 GHz, Bluetooth 4.2 e dimensão de 141 x 71 mm. Por se tratar de uma aparelho com Android Go, espera-se que o mesmo tenha 1 GB de RAM e 16 GB de espaço interno, conforme levantado pelo site Nashville Chatter. Esse site também aposta que a dimensão diagonal de 141 mm seja suficiente para comportar uma tela de até 5,9 polegadas.

M1903C3GG side
Certificação do Redmi Go / © Nashville Chatter

Mais detalhes sobre o Redmi Go devem ser divulgados nas próximas semanas. O lançamento ainda é desconhecido, mas estima-se que ele deva ser vendido em países emergentes onde há operações da Xiaomi por aproximadamente 99 euros (R$ 450 sem impostos).

Será que teremos um aparelho tão bom quanto o Xiaomi Mi A1?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Soterio Salles há 1 mês

    Continuo dizendo que o Android Go é falta de vergonha na cara do Google que deveria é otimizar o Android como um todo pra rodar em hardware mais modesto...
    Galera das Custom ROM bem que poderiam ganhar uns empregos já que eles fazem milagres no port de versões atuais do Android para aparelhos antigos e com hardware limitado.
    Não importa quem fabrica, se é com Android Go já não acho legal.

  • Luiz Henrique há 1 mês

    "Quero ver elogiar". O problema não é as configurações do aparelho e sim o preço. Apesar de estar bem mais razoável que o das outras fabricantes, continua caro. Paguei R$300,00 num Redmi Note 5a, o dólar está mais caro agora, ok, mas mesmo assim R$450,00 é um valor caro para esses aparelhos. Deveriam custar no máximo R$200,00 ~ R$300,00.

35 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Na verdade e pra otários gastarem continuamente as empresas querem grana , blablablablá fica prós incautos que acham que as marcas estão preocupadas com usuários. No máximo mantém departamentos atentos de como arrancarem mais algum trocado deles.....


  • Muita gente esquecendo que os aparelhos da "linha" Android Go não contam com o Android Comum, eles usam o Android Go, uma versão mais leve do Android, e com gerenciamento de Ram melhor.


  • Se o Android Go tivesse chegado em 2015, teria sido uma fantástica inovação. Mas, agora, quase 2019? Todos os aparelhos decentes (e mesmo os mais baratos) já contam com 2Gb de RAM. Alguns com processadores octa-core por menos de 700 reais. Ou seja, o Android Go nasceu defunto. Mas... se custassem 450 reais no máximo, aí seria interessante pra comprar pra crianças.


  • Nossa, gente é um android go... normal ter 1gb de Ram.. não vai substituir os Redmi ...é só uma versão pra quem não ta mto acostumado com smart... pra começar .... pronto não adianta fica falando que 1gb em 2019 e n sei o que... se n acha o suficiente só não comprar..


  • Para as pessoas que estão falando da questão de usar 1GB de ram que vai prejudicar, e que as marcas estão erradas, está na hora de começar a ler antes de bostejar pelos dedos e criticar um projeto que nem se sabe se vai dar certo.
    Talvez o gerenciamento esteja otimizado e consumo de ram sejam muito baixos .
    Assim como em uma Android tv .


  •   4
    Conta desativada há 1 mês Link para o comentário

    Só serve para uma coisa essa bomba ae, jogar nos inimigos, para usar não da, 1gb em pleno 2019 praticamente ? tá fumando o que xiaomi ? android tem que te no minimo 2gb, vei até a apple saiu do 1gb do android e a xiaomi dando esse vacilo ae , pqp..


  • 1 GB de Ram, ainda insistem em tempos atuais, acho um grande desperdício.

    Conta desativada


  • Continuo dizendo que o Android Go é falta de vergonha na cara do Google que deveria é otimizar o Android como um todo pra rodar em hardware mais modesto...
    Galera das Custom ROM bem que poderiam ganhar uns empregos já que eles fazem milagres no port de versões atuais do Android para aparelhos antigos e com hardware limitado.
    Não importa quem fabrica, se é com Android Go já não acho legal.


    •   42
      Conta desativada há 1 mês Link para o comentário

      Ainda me assusto com o desempenho totalmente otimizado proporcionado por roms como ViperOS e Pixel Experience rodando Facebook, Messenger, Maps e Google tradicionais com direito a Assistente em um Moto G 2013 com apenas 1GB de RAM enquanto a fabricante por trás do Android impõe limitações desnecessárias em dispositivos novos apenas para gerar lucro...

      Parece até que esses smartphones novatos estão sendo fabricados com SOC MediaTek ou Rockchip...


    • Isso aí não tem nada a ver com a Google e sim com as fabricantes dos celulares


  • Olha o redator querendo causar treta entre fanboys.
    O problema de aparelhos Android GO são apenas dois:
    1) Limitação de memória RAM pra apenas 1 gb. Erro cavalar da Google.
    2) Preços. Alguns aparelhos da linha Android GO estão sendo lançados por preços exagerados, afinal, são aparelhos voltados pro mercado de entrada.

    Isso não tem nada a ver com marca X ou Y.
    E SIM, esse Xiaomi com Android GO está mais caro do que devia.


    • Bem 99 euros não é caro para eles... E o preço cai considerávelmente depois de 6 meses estará uns 50 a 60 euros... Aqui eles lançam a 700 reais e só 1 anos depois está custando 500 quando se fossem aparelhos de 350 reais desde o início era justo


  • "Quero ver elogiar". O problema não é as configurações do aparelho e sim o preço. Apesar de estar bem mais razoável que o das outras fabricantes, continua caro. Paguei R$300,00 num Redmi Note 5a, o dólar está mais caro agora, ok, mas mesmo assim R$450,00 é um valor caro para esses aparelhos. Deveriam custar no máximo R$200,00 ~ R$300,00.


  • Ia ser tão bom um Android go com 2/3 GB de RAM

Mostrar todos os comentários