Desmistificando Pulseiras Inteligentes (Smart Band): O que saber antes de comprar a sua

  • Respostas:0
  • AbertoNão stickySem resposta
  • Posts no fórum: 1

26/jul/2016 5:21:31 via Web

Olá amigos,

Confesso que textos sobre conhecimentos básicos para facilitar a compra de uma destas pulseiras inteligentes são escassos na internet. A maioria se limita a uma infinidade de resenhas de lançamentos aleatórios de grandes marcas (muitos produtos que já não existem mais), textos que mais atrapalham do que ajudam àqueles que pretendem adquirir um produto destes. Portanto procurarei abordar pontos que sempre mencionaria para ensinar quem pretende fazer sua primeira compra.

Escrevi esta resenha para um amigo que pediu detalhes sobre a pulseira que XIAOMI SMART BAND 1S que utilizo. Estou adaptando o texto para disponibilizar para a comunidade do fórum. Portanto peço desculpas se parecer comercial da marca XIAOMI, já que originalmente se trata de impressões pessoais sobre a escolha que fiz ao comprar um destes aparelhos.

Pois bem, inicialmente temos que ter em mente os usos básicos que estes aparelhinhos possibilitam. Eles normalmente combinam forças com seu smartphone, que portanto deverá ser razoável e com configurações mínimas de suporte (Android 4.3 ou superior ou iOS 7.0 ou superior para a maioria dos produtos). Eles não precisem estar eternamente conectados (salvo pulseiras inteligentes inferiores), não havendo consumo da bateria de seu celular que mereça destaque. Um básico terá:
- função de contar passos, para fins fitness;
- função de apuração de qualidade do sono;
- função silenciosa de despertardor de sono por meio de vibração;
- função silenciosa para avisar chamadas telefônicas em curso, Whats, Messenger, avisos de Calendário do Google, dentre outros, através de vibração;
- função de lembretes personalizados em geral, através de vibração e mensagens luminosas ou em OLED;
- dentre outras funções, como relógio, batimento cardíacos, GPS, giroscópio apurado para medição de velocidade, bússula, etc.

Devemos ter em mente que quanto mais funções um aparelho tiver, e quanto mais as ativamos, menor a autonomia da bateria dele em seu pulso até a próxima carga. Atualmente, como apenas utilizo o aparelho para contagem de passos, apuração da qualidade de sono, despertador, e aviso de chamadas telefônicas, tenho uma autonomia de 25 à 35 dias de uso sem necessidade de nova carga.

Mas nem todos os aparelhos prometem o que está descrito em anúncios. Muito cuidado com marcas de segunda linha e com preços atrativos. Não recomendaria à ninguém, pois muitos apresentam hardwares e baterias com design visando custos ao invés de qualidade. Aqui entram as produções baratas que importadoras brasileiras insistem em destinar ao mercado brasileiro, como Multilaser, Atrio, etc.

Cito a principal razão que deverá ser o motivo de escolha de sua próxima pulseira inteligente: a vida útil que o gadget terá em vista de constantes atualizações de aparelhos celulares e Sistemas Operacionais aos quais o seu gadget irá se conectar (algo que lembraria os drivers de um PC). Muitas vezes, possuímos pulseiras inteligentes com hardwares monstros e de indiscutível qualidade, como a SONY SMARTBAND SWR10, porém cujas atualizações foram abandonadas pela fabricante após apenas 2 anos de seu lançamento, com donos insatisfeitos não as podendo utilizá-las vendendo aos montes em MercadoLivres da vida (dizem que ainda funciona em celulares Sony... mas já ouvi falar que até para a própria marca a gigante japonesa fez feio).

Neste importante quesito, pelo o que estudei acerca, apenas três marcas se destacam como uma garantia para uso por um longo período, devido atualizações constantes pelas fabricantes:
- FITBIT
- GARMIN
- JAWBONE

Tratam-se de empresas especializadas e com anos de tradição neste mercado, cujo reconhecimento de boa assistência técnica é importante patrimônio delas.

Pois bem, o problema é que isto se reflete no investimento que você terá que arcar.

Aí para aqueles que falta dinheiro, mas que ainda desejam qualidade, há outras fabricantes disponíveis.

Estas outras empresas OU são aventureiras desastradas neste mercado, como a SONY ou a LG (fuja delas), OU iniciaram atividades por um curto espaço de tempo para estarem entre as preferidas (chamo seus lançamentos de apostas). Neste caso, só muita garimpada da vasta informação disponibilizada pela rede poderá amparar a escolha para sua próxima compra caso você aceitar o risco.

Pessoalmente, digo que dentre uma boa destas apostas estão as pulseiras inteligentes da chinesa XIAOMI, cujo principal diferencial está em disponibilizar um código aberto para controle do gadget -- qualquer programador tem acesso ao controle de todas as funções da pulseira para disponibilizar em seu software --. Minha XIAOMI MI BAND 1S, por exemplo, embora possua um software original da XIAOMI destinado para Android tenebroso de feio, com ausência de inúmeras funções (incrível, mas é verdade), permitiu que programadores autônomos fizessem seu trabalho a um custo adicional de R$10 pelo software em separado. Penso que isso pesa neste quesito vida útil do aparelho, o que a fez se tornar uma interessante opção de compra a um custo muito acessível (de R$50 à R$300 na Aliexpress, dependendo do modelo e se for você for taxado pelo Fisco brasileiro).

Espero ter dado uma mão auxiliar nesta compra, ou apenas para fins de conhecimento gerais. Vocês podem pesquisar melhor e ficarem à vontade em questionar detalhes!

Abraços!