O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
1.769 Compartilhado 347 Comentários

Review do Galaxy S6: confira onde comprar o dispositivo

Atualizado: Onde comprar

Depois de pelo menos dois anos sem causar frisson no mercado de dispositivos móveis, a Samsung conseguiu chamar a atenção para o seu novo carro-chefe, o Galaxy S6. O dispositivo chegou com um projeto de design renovado, uma construção de hardware exclusiva da fabricante sul-coreana e um software mais enxuto com relação às versões anteriores da TouchWiz. Durante o meu teste com o Galaxy S6, minhas expectativas iniciais sobre o dispositivo se confirmaram: com pouquíssimas falhas, o novo high-end da Samsung é o atual melhor smartphone lançado no mercado em 2015. Abaixo, você confere tópico a tópico o que me levou a chegar a esta conclusão.

Nota: atualizamos as seções de "Software" e "Onde Comprar" o Galaxy S6.

Avaliação

Prós

  • Novo projeto de design: vidro e metal
  • Carregamento rápido
  • Qualidade das imagens na tela de 5,1 polegadas
  • Reformulação da TouchWiz
  • Boa performance da câmera em baixa luz
  • Desempenho do Exynos 7420

Contras

  • Não oferece suporte para cartão microSD
  • Não é à prova d'água
  • Espessura da lente da câmera
  • Alto-falante localizado na parte inferior do dispositivo

Melhor oferta: Samsung Galaxy S6

Melhor preço

Samsung Galaxy S6 – Data de lançamento e preço

O Galaxy S6 foi anunciado no dia 1º de março, durante o MWC 2015 e foi lançado no Brasil no dia 14 de abril. Oito meses após seu lançamento, o preço do aparelho caiu de R$ 3.299 (modelo de 32GB) para uma média de R$ 2.400,00.

O dispositivo possui variantes na cor branca, preta e dourada. A Samsung também aproveitou o evento de lançamento do Galaxy S6 no Brasil para anunciar sua nova loja online, que oferecerá o catálogo de produtos da marca com diversas opções de pagamento.

Ao final desta review, você confere onde comprar o Galaxy S6.

Samsung Galaxy S6 – Desenho & Qualidade de Construção

Logo após o lançamento do S6, escutei que se colocarmos o Galaxy S5 ao lado do Galaxy S6, olhando apenas para a parte frontal, as diferenças são mínimas. Aproveitei para fazer este teste, e a imagem você confere abaixo. Apesar da semelhança que percebemos, a qualidade do material e o projeto como um todo são completamente diferentes. Mesmo que tenhamos o logo da Samsung na parte superior de ambos os celulares, o característico botão físico da home e a moldura metálica, o acabamento do Galaxy S6 é de um dispositivo premium, enquanto o Galaxy S5 parece barato ao lado do seu sucessor. A prova disso é a segunda imagem, que através de um outro ângulo mostra que a mudança do plástico para o metal faz uma grande diferença na construção de um smartphone.

galaxy s6 galaxy s5 comparacao
O Galaxy S6 (esquerda) é mais compacto, mesmo com o mesmo tamanho de diagonal de tela (5,1 polegadas) do Galaxy S5 (direita). / © ANDROIDPIT
galaxy s6 galaxy s5 comparacao lateral
A moldura em metal do Galaxy S6 (esquerda) é um claro upgrade do projeto da linha Galaxy S. / © ANDROIDPIT

Dito isso, é fácil perceber que o Galaxy S6 representa uma mudança de padrão da série Galaxy S quando o assunto é a escolha de materiais. O novo carro-chefe foi montado numa moldura de metal e sua parte traseira é feita de vidro que leva a assinatura Gorilla Glass 4. O dispositivo é extremamente leve, como uso o Xperia Z2, sei que o vidro na parte traseira é importante para a pegada e o peso do dispositivo, mas quase não se sente o Galaxy S6 nas mãos de tão leve.

Ao adotar o vidro e o metal como material de construção, a Samsung passa a oferecer um dispositivo com uma aparência bem mais nobre, e finalmente um carro-chefe da fabricante sul-coreana possui não apenas funções de software e performance, mas também o visual de celular premium. Na parte frontal, o GS6 também traz o Gorilla Glass 4 e, de acordo com a fabricante, o vidro é até 50% mais resistente do que a tecnologia anterior. Infelizmente, não tive a oportunidade estressar essa característica ao máximo, mas mesmo na minha bolsa em contato com chaves e moedas, o aparelho não sofreu um arranhão. Vale dizer também que ele caiu de uma altura de cinquenta centímetros (concreto) e não apresentou nenhuma deformidade.

samsung galaxy s6 hands on 23
Tanto a parte frontal.../ © ANDROIDPIT
samsung galaxy s6 hands on 02
... quanto a parte traseira do Galaxy S6 usam a tecnologia Gorilla Glass 4. / © ANDROIDPIT

O fato do aparelho ter as laterais arredondadas deixa uma sensação bem firme quando seguramos o mesmo na mão, e as bordas laterais foram desenhadas com atenção aos detalhes. Entretanto, é preciso dizer que quando você segura o mesmo com a mão direita apenas, pode acabar por vezes clicando sem querer na tecla para voltar ações. Assim, com uma diagonal de tela de 5,1 polegadas e espessura de 6,8 mm, a Samsung conseguiu colocar o botão de energia e os de volume em posições muito fáceis de encontrar usando o aparelho com apenas uma mão. Logo abaixo do botão para ligar o dispositivo, temos a bandeja para cartão nano-SIM:

samsung galaxy s6 sim
A bandeja de suporte para o nano-SIM está localizada abaixo do botão de energia e quase não se nota o corte no metal. / © ANDROIDPIT

Algo que não me agrada no conjunto da obra é o fato de que o sensor da câmera extravasa a parte traseira, o que deixa uma impressão nada harmônica. Entretanto, essa é uma característica das câmeras dos dispositivos da Samsung, tanto na linha Galaxy S quanto Note. Ainda na parte traseira temos o flash de LED de suporte para a câmera em comunhão com o sensor de monitoramento cardíaco. Já na parte frontal temos um excelente aproveitamento à primeira vista da parte frontal para a tela e o botão físico da "home", que também serve como leitor de impressão digital.

Samsung Galaxy S6 home button
Os botões de navegação e o botão da home no Galaxy S6 possuem as mesmas funções presentes no Galaxy S5, com exceção do atalho rápido para a câmera no botão de início. / © ANDROIDPIT

De forma geral, não tenho dúvidas de que este é o smartphone com o melhor projeto já assinado pelos engenheiros da Samsung.

Samsung Galaxy S6 – Tela

O Galaxy S6 possui uma tela de 5,1 polegadas de diagonal, com resolução Quad HD de 2.560 x 1.440 pixels e 577 ppi. São nada menos do que 77% de pixels a mais em comparação com o Galaxy S5, e a maior densidade de pixels num aparelho deste tamanho (577 ppi). A tecnologia continua a ser SuperAMOLED, o que significa que o dispositivo mostra  a cor preta em alta qualidade e bom contraste. Neste quesito a Samsung nunca decepciona, produzindo displays brilhantes, extremamente nítidos e com cores bem vivas. Desta vez, posso dizer que a questão com supersaturação foi corrigida e a qualidade das cores na tela são muito nítidas, mas o brilho é um pouco acima da média dos dispositivos da Samsung. Contudo, nada que não possa ser corrigido ao equilibrar o brilho da tela e, claro, optar entre a exibição adaptável ou cinema AMOLED como modo de tela.

samsung galaxy s6 front
As cores na tela de resolução 2K do Galaxy S6 são nítidas e o reconhecimento do conteúdo em ângulos de visão próximos aos 80º é possível. / © ANDROIDPIT

A experiência de uso do Galaxy S6 para multimídia é superior ao do seu antecessor, sem dúvidas, mas não chega a impressionar tanto quanto a da sua variante Edge, devido a curvatura lateral da tela. No entanto, quando comparamos com a qualidade das imagens no Galaxy S5, a nitidez chama bastante a atenção, porém, as cores são mais quentes na tela do carro-chefe de 2014.

Por fim, vale mencionar que apesar da minha boa experiência com o reconhecimento do toque na tela, durante um teste de duas horas jogando Homem Aranha, muitos movimentos não tinham a reação de toque esperada. Mas vale lembrar que o game é conhecido por falhar no quesito de responsividade ao toque.

Samsung Galaxy S6 – Características Especiais

No quesito características especiais, posso dizer que o Galaxy S6 possui dois recursos que merecem este título: sensor de impressão digital e carregamento sem fio. O leitor de impressão digital já estava presente no Galaxy S5, entretanto o reconhecimento era bastante problemático. No novo smartphone da linha Galaxy S o recurso é extremamente responsivo e, apesar da configuração do bloqueio de tela ser um pouco demorado, ele funciona perfeitamente bem.

samsung galaxy s6 bottoms
No botão da home do Galaxy S6 está localizado o leitor de impressão digital. O reconhecimento da digital do usuário pelo sensor é extremamente responsivo. / © ANDROIDPIT

Apesar de não ter a oportunidade de testar o carregamento sem fio durante o meu review do dispositivo, visto que o acessório não vem no kit do aparelho, é preciso mencionar que o dispositivo conta com o recurso de carregamento Qi. Logo que o Galaxy S6 foi lançado, tive a chance de usar essa função e, assim como já tínhamos no Galaxy Note 3, por exemplo, ela é uma mão na roda, visto que você fica livre de conectores para carregar o aparelho, bastando apenas depositar o celular sobre o acessório. Com um design circular, ele é prático e ocupa um espaço menor que o ocupado pelo GS6.

samsung galaxy s6 software
O carregador Qi do Galaxy S6 foi apresentado durante o MWC 2015 e, infelizmente, deve ser adquirido a parte. / © ANDROIDPIT

Samsung Galaxy S6 – Software

Durante o evento unpacked do Galaxy S6 e do Galaxy S6 Edge, o que pude notar com relação à experiência de uso da TouchWiz foi a de que finalmente a Samsung trouxe um propósito ao design da sua interface de usuário. Com uma estrutura mais lógica e uma significativa redução de botões desnecessários nos menus e configurações, a equipe de designers da fabricante sul-coreana deixou a TouchWiz mais intuitiva e simples de usar. Depois de testar o S6 por mais tempo, posso afirmar que a skin da Samsung está mais enxuta, leve e fluida.

sensor monitoramento cardiaco s health
O sensor de batimentos cardíacos está mais preciso e fácil de usar. / © ANDROIDPIT

Assim como vimos a Google investindo em animações e cores com o lançamento do Android Lollipop, a Samsung fez o mesmo com a TouchWiz. Coincidência ou não, a TouchWiz está mais colorida e brilhante, e é inevitável a não associação à Optimus UI do LG G3.

galaxys6android511
O menu rápido da TouchWiz e a atualização para o Android 5.1.1 no Galaxy S6. / © ANDROIDPIT

O Galaxy S6 chegou de fábrica rodando Android 5.0.2 e todas as características do Material Design são percebidas especialmente na barra de notificações e atalhos rápidos. Nesse meio-tempo, o dispositivo foi atualizado para o Android 5.1.1 e tem update garantido para o Android 6.0 Marshmallow. A interface de usuário da Samsung passou por uma reformulação para trabalhar em conjunto com o Lollipop, e ficou mais leve, simples de ser usada e intuitiva. Todo aquele ranço que tínhamos da UI azul da Samsung deu lugar para um software mais colorido e integrado com as cores de cada aplicativo.

multijanelas galaxy s6
O recurso de janelas múltiplas continua disponível no Galaxy S6 e com a otimização da TouchWiz ficou mais simples de usar, basta pressionar o botão multitarefas longamente e qualquer aplicativo poderá ser usados em duas janelas. / © ANDROIDPIT

Assim, em relação à TouchWiz posso dizer que definitivamente a UI da Samsung teve uma melhora bastante positiva. O que vem chamando a atenção pelo fato da Sammy enxugar a TouchWiz foi um número menor de bloatwares embarcados no Galaxy S6. Você ainda não pode desinstalar os apps da fabricante, mas pode desativá-los em sua grande maioria.

Entre raras exceções, quase tudo pode ser desativado ou desinstalado na nova versão da TouchWiz. Para se ter uma ideia, todos os Google Apps embarcados, com exceção do "Configurações Google", podem ser desativados. Além deles, os aplicativos da Microsoft também: OneDrive, OneNote e Skype. Os aplicativos sociais embarcados também, tais como o Instagram, Facebook, Messenger e WhatsApp. Contudo, muito pouco pode ser desinstalado. Logo, a Samsung ainda oferece uma liberdade relativa aos usuários.

janelas flutuantes galaxy s6
No Galaxy S6, assim como no Note 4, é possível usar aplicativos nativos da Samsung em diferentes tamanhos, disponíveis como janelas flutuantes. / © ANDROIDPIT

Samsung Galaxy S6 – Performance

O Galaxy S6 vem embalado pelo primeiro processador mobile de 14nm do mundo, o Exynos 7420, com suporte para 64 bits, oito núcleos e o novo sistema de memória LPDDR4. Além disso, o fato do Galaxy S6 não oferecer suporte para expansão do armazenamento de dados, a equipe da Samsung resolveu oferecer uma nova memória flash com base no padrão Universal Flash Storage (UFS) 2.0, para possibilitar uma performance maior, mais rápida e com menos consumo de energia.

O que me parece uma espécie de tentativa de compensação, visto que isso permitirá ao ao consumidor médio assistir a vídeos de alta qualidade, jogos e outros entretenimentos de alta largura de banda, ao mesmo tempo em que estiver executando variados aplicativos, downloads e uploads de arquivos, e não precisará se preocupar com interrupções destas funcionalidade.

galaxy s6 benchmark 64 bits
O resultado do benchmark do Exynos 7420 na plataforma de 64-bits chega aos mais de 60 mil pontos. / © ANDROIDPIT

O Exynos 7420 possui oito núcleos e gira a uma velocidade de 2,1 GHz, possui uma GPU Mali-T760 e 3GB de memória RAM. Estas especificações em conjunto com a TouchWiz otimizada oferecem uma performance fluida, sem engasgos ou qualquer fechamento repentino de aplicativos.

Assim, deslizar entre as telas, usar a barra de rolagem para cima ou para baixo no navegador, lançar a gaveta de aplicativos ou mesmo abrir e fechar apps é extremamente rápido. Claro que para um teste de desempenho que seja equiparável ao uso diário de um usuários médio deveria ser feito por pelo menos um mês de uso contínuo com o dispositivo, mas de modo geral, o Galaxy S6 fica acima da média em quase todos os quesitos, com uma falha bastante grande quando o assunto é autonomia de bateria.

Contudo, quando o assunto é a resposta de reconhecimento do sensor de impressão digital e do atalho rápido para a câmera clicando duas vezes seguidas no botão da home, a reação do aparelho é de menos de 3 segundos.

Ainda com relação à GPU Mali-T760, é preciso dizer que oferece uma experiência gráfica de alta qualidade. Durante o meu teste, joguei Real Racing 3, Game of Thrones TellTale Games Series, O incrível Homem Aranha e Dead Trigger 2, e todos os games apresentaram uma qualidade de imagens acima da média. Apenas o GoT S1 apresentou um atraso no movimento dos personagens, mas isso tem muita mais a ver com a qualidade do aplicativo que com a performance do dispositivo.

Samsung Galaxy S6 – Áudio

O alto-falante do Galaxy S6 entrega um áudio 1.5X mais alto do que o seu antecessor e, infelizmente, está posicionado na parte inferior do dispositivo. Quem costuma ler meus reviews sabe sobre a minha preferência por colunas de áudio na parte frontal do dispositivo, assim como temos no HTC One M9, no Xperia Z3 e mesmo na segunda geração do Moto G, por exemplo. Um celular com uma tela QHD deve, além de uma excelente imagem, oferecer uma qualidade de áudio superior, entretanto, a Samsung ainda optou por manter o aparelho na média de dispositivos que encontramos no mercado quando o assunto é áudio.

samsung galaxy s6 hands on 08
Review completo do Galaxy S6: O alto-falante está localizado na parte inferior, próximo à porta micro USB. / © ANDROIDPIT

Aqui, para quem usa toda a potência de processamento de dados do novo Exynos 7420 e dos gráficos da GPU Mali-T760 para jogos, terá as expectativas frustradas, visto que para muitos games será necessário segurar o aparelho em modo paisagem, e a consequência será abafar o áudio com uma das mãos.

Assim, a qualidade de áudio do alto-falante do Galaxy S6 é satisfatória, usa tecnologia estéreo nos fones de ouvido, mas não se compara com aquilo que temos hoje no Xperia Z3 e HTC One M9.

Samsung Galaxy S6 – Câmera

A câmera traseira do Galaxy S6 possui 16 megapixels, ao passo que a frontal conta com 5 MB. Ambas as câmeras contam com o modo HDR em tempo real, lente F1.9, e modo especial para fotos com pouca luz (que une diversas imagens para melhorar sua qualidade). Completam as funções da câmera traseira um foco seletivo, um infravermelho para o balanço de branco em fotos e vídeos, a ativação rápida e os modos de câmera lenta, câmera acelerada e profissional, vídeo em 4k, entre outros.

samsung galaxy s6 camera settings
A câmera do Galaxy S6 possui um software limpo e uma excelente performance em ambientes com iluminação precária. / © ANDROIDPIT

No meu teste da câmera do Galaxy S6 oportunidade de fazer um teste da câmera do Galaxy S6 foi possível perceber que a câmera do novo carro-chefe da Samsung entrega uma performance acima da média em quase todas as situações que é colocada à prova. O desempenho pode deixar a desejar em imagens macros e pode conter imagem granuladas em ambientes pouco iluminados, mas neste último caso nem uma outra câmera o faz também. Aliás, como já demonstramos aqui no AndroidPIT, quando comparamos o resultado do sensor da câmera do Galaxy S6 com o do iPhone 6 e LG G Flex 2, por exemplo, em ambiente de pouca luminosidade, a nova flagship da Sammy entrega imagens com qualidade superior:

Abaixo, disponibilizo uma galeria de imagens que mostra como o sensor da câmera do Galaxy S6 se comporta em diferentes aplicações de uso:

Além disso, a Samsung resolveu usar o botão da "home" para algo funcional e, ao clicarmos duas vezes sobre ele, a câmera é ativada a partir da tela de bloqueio.

Depois de receber o update do sistema operacional para Android 5.1.1, o Galaxy S6 integrou o esperado recurso de câmera para suporte ao formato de imagem RAW. Além disso, tivemos a adição de menores valores de ISO.

Samsung Galaxy S6 – Bateria

O que salva a autonomia de energia do Galaxy S6 é sem dúvida o intenso trabalho de gerenciamento da bateria do aparelho e as opções de carregamento oferecidas pela Samsung, porque a capacidade de 2.550 mAh não corresponde à altura do hardware do carro-chefe de 2015 da fabricante sul-coreana. Some a isso o fato de que não é mais possível remover a bateria, e você terá uma média de uso entre 16 e 18 horas com do aparelho (caso você seja um usuário médio).

Galaxy S6 bateria benchmark
À esquerda, o teste de bateria do AnTuTu benchmark posiciona o Galaxy S6 em um lugar não tão privilegiado quanto o de performance; à direita, vemos que como era de se esperar, a tela com resolução QHD consome grande parte da energia do aparelho. / © ANDROIDPIT

Como disse acima, o Galaxy S6 conta com a tecnologia WPC e PMA de carregamento sem fio, que torna o celular compatível com qualquer carregador sem fio disponível no mercado que suporte WPC e PMA. Além desse suporte universal, o carregamento com fio também ficou 1,5 vezes mais rápido no Galaxy S6 com relação ao Galaxy S5. Dessa forma, após somente 10 minutos conectado à tomada, o aparelho possui energia equivalente para aguentar mais 4 horas de uso.

Este foi um dos recursos que mais me chamou a atenção durante a apresentação dos executivos da Samsung no MWC 2015. Aliás, esta não é a primeira vez que coloca à prova o carregamento rápido em dispositivos Android, o primeiro foi o Nexus 6, depois o Moto Maxx e agora o Galaxy S6. Assim como nos outros dois celulares da Motorola, a Samsung foi bem sucedida. Quando a bateria estava em cerca de 13%, comecei a carregar o Galaxy S6 com o adaptador de carregamento rápido, que vem no kit do smartphone. Ao mesmo tempo, coloquei o Galaxy S5 para carregar a partir do zero. Depois de 1h50min o Galaxy S6 estava 100% carregado, já o Galaxy S5 apresentava apenas 33% de energia, carregando no mesmo espaço de tempo.

carregador rapido galaxy s6 adaptador
O carregamento rápido da Samsung entrega mais tempo com o aparelho com apenas 10 minutos de carregamento. / © ANDROIDPIT

Desta forma, reafirmo o que disse acima, o que salva a bateria do Galaxy S6 são os acessórios e as tecnologias de carregamento disponíveis, bem como a performance do processador Exynos 7420. Ainda com relação ao software, a Samsung oferece os modos de economia de bateria normal e de baixo consumo. Ambos limitam o uso dos recursos do aparelho. 

Samsung Galaxy S6 – Especificações Técnicas

O Galaxy S6 chega em três variantes de armazenamento interno: 32, 64, 128GB, oferece suporte para internet de 4ª geração, scanner de impressão digital e traz o mesmo sensor para monitoramento dos batimentos cardíacos. Aliás, no que toca o sensor de monitoramento dos batimentos cardíacos, vale dizer que pelo fato de ter sido movido da parte de baixo da câmera para a lateral direita, o recurso está respondendo muito melhor ao toque e ficou mais preciso.

    • Tipo:
    • Smartphone
    • Modelo:
    • SM-G920
    • Fabricante:
    • Samsung
    • Dimensões:
    • 143,4 x 70,5 x 6,8 mm
    • Peso:
    • 138 g
    • Tamanho da bateria:
    • 2550 mAh
    • Tamanho da tela:
    • 5,1 polegadas
    • Tecnologia da tela:
    • AMOLED
    • Tela:
    • 2560 x 1440 pixels (576 ppi)
    • Câmera frontal
    • 5 megapixels
    • Câmera traseira
    • 16 megapixels
    • Flash:
    • LED
    • Versão do Android:
    • 5.0.2 - Lollipop
    • Interface:
    • TouchWiz
    • RAM:
    • 3 GB
    • Memória interna:
    • 32 GB
      64 GB
      128 GB
    • Memória removível:
    • Não disponível
    • Chipset:
    • Samsung Exynos 7420
    • Número de núcleos:
    • 8
    • Velocidade máx.
    • 2,1 GHz
    • Conectividade
    • HSPA, LTE, NFC, Bluetooth 4.1

Veredito Final

Quando comecei a trabalhar no AndroidPIT, o Galaxy S3 havia sido recém-lançado e pude viver todo o bom momento que a Samsung acumulava desde o lançamento do Galaxy S2. Porém, com o anúncio do Galaxy S4 e do Galaxy S5, as coisas ficaram mornas para a gigante da tecnologia. O Galaxy S6 é claramente um novo sopro para a linha Galaxy S e, depois das mudanças que a fabricante fez na pesada TouchWiz, muitos usuários que nunca imaginaram usar a skin da Samsung em conjunto com o sistema operacional da Google irão mudar de ideia. Eu me encaixo nesta estatística.

Ao mesmo tempo em que a Samsung terminou com dois recursos que eram referência para quem usa os aparelhos da fabricante sul-coreana (suporte para cartão microSD e bateria removível), também trouxe mudanças no design do hardware e do software. Ainda é difícil dizer como um vídeo 4K será salvo na nuvem em caso de problemas no armazenamento interno do aparelho, pois a Samsung está apostando na nuvem como memória extra para um smartphone sem a capacidade de expandir a memória. Agora, como havia dito no meu review preliminar do Galaxy S6: se a Apple vem fazendo isso há anos e não tem problemas, talvez a Samsung também tenha sucesso entre quem não ligue para essas duas características.

Confirmando as minhas impressões, os engenheiros da Samsung resolveram parar de adicionar recursos aos dispositivos de gama alta e começaram a otimizar aqueles que realmente importam para uma melhor experiência de uso.

Por fim, não posso deixar de falar sobre o elefante branco na sala: o preço do Galaxy S6 no Brasil.O modelo mais básico custava a partir de R$ 3.299, podendo ser encontrado por bem menos 8 meses após seu lançamento. Na minha opinião, é um dos melhores smartphones que podemos encontrar no mercado. Como de costume, as operadoras de telefonia móvel devem oferecer planos com os quais o dispositivo chegue com o preço um pouco mais baixo mediante um contrato.

E você, o que achou do Galaxy S6? Na sua opinião, a Samsung vai conseguir atender àqueles usuários mais críticos? Deixe-nos saber sobre as suas impressões do aparelho nos comentários abaixo.

Os comentários favoritos dos leitores

  • Dione Pires 1/mar/2015

    Vendo ou troco RIM Super conservado e saudável criado na água mineral. valor 3.000 ou S6 edge. :p

  • Raul Pereira 1/mar/2015

    Simplesmente Parabéns a Samsung. Sem palavras para o melhor smartphone que já ví, simplesmente perfeito. Hardware, Software e Design imbatíveis. Eis a tecnologia da Gigante Coreana, eis o verdadeiros smartphone top de linha.

  •   29
    Elerson 26/mar/2015

    Quase mesmas especificações, explica isso ai, quero entender?

  • David Silva 1/mar/2015

    E o seu moto x o que ele faz? O que ele tem pra você ter comprado?
    R$1.500 num celular que não tem nada, pra mim é um dinheiro mal investido

  • Aquiles 2/mar/2015

    Moto voz, Moto tela, etc (Etc quer dizer mais nada).
    Agora vamos a realidade:
    Tela; inferior aos demais tops
    Câmera; inferior aos demais tops
    Hardware; igual aos demais tops
    Bateria; inferior aos demais tops
    Funções; nem se compara ao que os outros tops oferecem
    Preço; menor que os demais tops pq não oferece o que os outros high end tem.

347 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi