O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
410 Compartilhados 52 Comentários

O Nexus foi um presente para os geeks. O Pixel será para o bolso do Google

A série Nexus sempre apresentou seus momentos de altos e baixos (mais de "altos", verdade seja dita) e, em geral, sempre foi uma linha de smartphones admirada pelos usuários Android, ainda que meio restrita. Agora, com o Pixel, o Google passa a levar a sério - de verdade - a competição com outros smartphones top de linha no mercado.  

Em 2010, o Google apresentou o primeiro modelo da linha Nexus - o Nexus One - e que seria considerado o mais próximo de um "Google Phone" que temos notícia. O smartphone foi fabricado pela HTC, mas, diferente da maioria dos modelos Android, ele não estava ligado a contratos com operadoras e, mais importante, não tinha um software modificado pela fabricante. 

O Nexus seguinte foi para as mãos da Samsung, mas foi com a LG que a série alcançou o seu auge: os Nexus 4 e 5 representaram alternativas econômicas ao mercado e que garantiam ainda que o sistema estaria sempre atualizado e com especificações bastante decentes. Estes dois telefones, principalmente o Nexus 5, eram ferramentas excelentes para desenvolvedores e telefones ideais para os usuários Android mais puristas. 

androidpit nexus5 problems 14
O Nexus 5 é lembrado como um dos melhores telefones da historia do Android. / © AndroidPIT

As versões seguintes da linha foram algo, digamos, diferentes. O preço de saída do sucessor do Nexus 5, dessa vez fabricado pela Motorola em 2014, era consideravelmente maior que seu antecessor e não trazia nenhum atrativo maior ao grande público que justificasse essa diferença. Além disso, ele foi apresentado de uma maneira totalmente extravagante. Mas isso não será nada com o que estamos a ponto de presenciar. 

Pixel pode, finalmente, ser a resposta que buscamos por um legítimo "Google Phone"

As raízes da nova série Pixel podem ser encontradas na restruturação interna do Google e a sua incorporação dentro do recém-criado conglomerado Alphabet. Sundar Pichai, novo diretor-executivo da Big G, deixou algumas pistas pelo caminho.

Em fevereiro deste ano, começaram os rumores de que o Google lançaria uma série de dispositivos com uma ideia mais aproximada do que a Apple faz com seus smartphones, ou seja, um maior controle no desenvolvimento e produção de hardware e software. E nesse ínterim, ninguém pronunciou as palavras "Nexus" ou "Pixel". 

Meses mais tarde, Pichai explicou que a empresa estaria, de fato, mais envolvida no design dos seus próprios telefones e que o Google poderia adicionar funções extras a versão pura do Android que equiparia seus futuros dispositivos, algo nunca visto em um Nexus.

Depois, ficaram apenas as dúvidas se os novos Nexus continuariam sendo Nexus. Viraram Pixel. E o Google parece ter deixado de lado a sua velha ideia de smartphones, por uma nova concepção, que deve ser capaz de competir entre os melhores top de linha do mercado. O interessante tablet Pixel C foi o primeiro produto gerado a partir deste conceito.

AndroidPIT Google Pixel C 8773
Os novos telefones do Google não serão os primeiros Pixel. A empresa já lançou o tablet Pixel C/ © ANDROIDPIT

Essas suspeitas ganham solidez com os últimos rumores, segundo os quais os novos telefones do Google poderiam ter um preço inicial de salgados 649 dólares (R$ 2.124, sem taxas e impostos), o que significa que, na Europa, esse valor poderia subir para cerca de 700 euros (R$ 2.560, sem taxas e impostos).  Não que seja a primeira vez que um Nexus traga essa preço, mas, levando em conta que este é o modelo mais, digamos, "econômico", essa ideia de se aproximar mais do "jeito Apple" de fazer smartphones começa a ser posta em prática. Pelo menos no preço.

Os smartphones da linha Nexus nunca foram capazes de competir com outros modelos top de linha para o grande público (tampouco com os iPhones), até porque sua proposta era outra. No entanto, criar condições para competir com os dispositivos da Apple é um cenário tentador para o Google, já que muitos dos serviços que geram lucros ao Google nos iPhones passariam a ser ainda mais controlados pela empresa em um eventual sucesso da linha Pixel.

RM
Rui Maciel
O Google terá de apresentar um diferencial que não é encontrado em nenhum outro Android para que o Pixel entre no radar do usuário.
O que você acha?
863 participantes
50
50

O mundo está preparado para um "Google Phone" top de linha?

O Google, claramente, está apostando forte na linha Pixel. A maneira como a empresa está promovendo sua apresentação (você pode ver logo abaixo) deixa que claro que a sua relação com o novo "Google Phone" mudou. Agora, Sundar Pichai e cia. estão preparados para fazer com que os dispositivos passem a competir de igual para igual com os principais tops de linha do mercado. E isso significa maior rentabilidade.

De qualquer forma, será difícil prever o êxito que a nova linha Pixel terá, ainda mais cobrando os preços que foram espalhados pela internet afora. Para competir com o Galaxy S7, P9, Mi 5, iPhones e afins, os dispositivos precisam apresentar um senhor diferencial. 

Em um ano em que o Google está lutando em diversas frentes de produtos (Allo, Duo, Home, etc) para diversificar suas receitas, a empresa mostra ousadia em um mercado acirrado como o dos smartphones. Agora é esperar para ver se ela consegue cair nas graças dos usuários com a linha Pixel. 

E você acha que os smartphones Pixel trarão algum diferencial que valha a pena o investimento?

52 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi