O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
2 min para ler 304 Compartilhado 36 Comentários

Xiaomi vende 10 mil unidades do Redmi 2 em seus dois primeiros eventos de venda

Desde que chegou no Brasil, a Xiaomi só tem motivos para comemorar. Após os contratempos do primeiro evento de vendas do Redmi 2, a empresa soube contornar a situação e deu início ao segundo evento que aconteceu hoje (14/07), por volta do 12:00. Em seus dois primeiros eventos foram vendidos 10 mil unidades do dispositivo, além de acessórios oficiais. Confira mais detalhes abaixo.

A Xiaomi ouviu as reclamações que sondaram o primeiro evento de vendas do Redmi 2. A empresa incluiu a possibilidade de pagamento por boleto, e deu início ao segundo evento na tarde dessa terça-feira. O estoque composto por 10 mil unidades do Redmi 2 se esgotou somente nesses dois primeiros eventos realizados (o primeiro ocorreu em 07/01), além de 4 mil acessórios comercializados no mi.com, como capinhas, Mi Fones de Ouvido e películas protetoras.

Para Leo Marroig, diretor da Mi para a América Latina, o resultado positivo dos primeiros eventos pode ser atribuído à adesão e participação dos usuários e Mi Fãs. Confira o depoimento: “O início da operação no Brasil superou nossas expectativas, estamos animados com a enorme adesão e muito contentes com a grande participação dos Mi Fãs no desenvolvimento da Xiaomi no Brasil".

Os usuários que adquiriram produtos através do boleto bancário, poderão concluir o pagamento até o final do horário bancário de amanhã (15/07). Todas as compras podem ser acompanhadas através do site da Mi Brasil, e informações sobre assistência técnica e garantia estão compiladas no artigo especial que preparamos sobre o Pick Mi. Acesse o artigo através do link abaixo:

E aí, será que a Xiaomi conseguirá bater seu primeiro recorde durante os próximos eventos de venda?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Augusto Alencar 14/jul/2015

    em site aberto, eles tem que fazer pedido de um grande lote pq não sabe quanto vai vender. além de ocorrer prejuízo fm casa das vendas serem superestimadas. ocasionando em lote preso, tendo que pagar alojamento disso, por maior tempo.
    a Xiaomi não já é uma empresa consolidado como Americanas que pode ir lá que tem.
    além que esse processo a faz economizar não descontando os gastos no preço dos produtos, prejudicando consumidores.
    parece que ninguém leu as táticas da Xiaomi pra manter preço baixo no Brasil, terra de ladrão e de imposto.

  • Paulo Nascimento 14/jul/2015

    Pelo visto o brasileiro gosta d bosta, já que acabou os 9 mil redmi 2

36 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi