O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site.

6 Compartilhado 38 Comentários

Projeto Tango: como funciona a câmera ToF do Lenovo Phab 2 Pro

Em junho de 2016, a Lenovo apresentou o Lenovo Phab 2 Pro, o primeiro dispositivo a oferecer a tecnologia de realidade aumentada do Google. Parte do Project Tango, o dispositivo chegou com suporte para a câmera Time-of-Flight (ToF), capaz capturar as dimensões do ambiente dos usuários. Saiba como essa tecnologia funciona no vídeo abaixo.

O Tango Project ficou conhecido no início de 2014, quando o Google lançou o Peanut Phone e o Yellowstone Tablet, embora ambos tenham sido construídos apenas para desenvolvedores. Agora, o Phab 2 Pro pode ser comprado em algumas regiões e já possui até uma série de aplicativos disponíveis na Google Play Store.

O grande trunfo dos dispositivos Tango são as câmeras. Além do sensor RGB normal, temos o módulo ToF. Neste módulo, encontramos um laser infravermelho de 850 nanômetros que emite pulsos de luz com até 100MHz. Assim, usando a luz refletida pelo ambiente, é possível medir a distância, de cada e todo pixel. A amplitude do sinal também é capturada a ponto de termos a medida exata de cada da distância de pixel. Em quadros múltiplos, essas medições são inseridas com a mais alta precisão.

AndroidPIT lenovo phab 2 pro tof camera 4461
Módulo da câmera Time-of-Flight do Lenovo Phab 2 Pro / © AndroidPIT

O sensor Real3, desenvolvido pelas empresas Infineon e PMD na Alemanha, está disponível em três versões. O Phab 2 Pro possui um sensor IRS1645C de 224x172 pixels. Isso pode parecer pouco, mas é suficiente para criar uma imagem 3D de uma sala. O smartphone não captura apenas uma imagem, mas é capaz de avaliar cada frame de vídeo e combinar as imagens 3D artificiais sobre o modelo 3D do ambiente.

Com uma freqüência de pulso a laser de 100MHz, e um intervalo de 10 nano segundos, se multiplicarmos pela velocidade da luz e dividirmos por dois, isso equivale à distância máxima de varredura de cerca de 1,5 metro. A fim de aumentar o alcance, a frequência de pulso pode ser variada entre cada quadro individualmente.

Isso permite à câmera fotografar quadros com um menor alcance e maior precisão de digitalização, a fim de capturar gestos de mão, por exemplo. Essa característica também mescla quadros de freqüência mais baixa, a fim de medir uma sala um pouco maior. E todo este processo funciona independentemente da luz ambiente.

Por fim, a câmera com a lente olho de peixe serve para medir mudanças de posição extremamente rápidas que o smartphone realiza em uma sala mediante a análise de imagens digitais. Além disso, o Android Nougat oferece suporte de forma nativamente às câmeras Time-of-Flight.

Agora, confira tudo isso em vídeo:

E aí, você curtiu o que um smartphone com tecnologia de realidade aumentada pode fazer?

6 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  •   44
    ALCIDES há 9 meses

    Ideia excelente. Muita aplicação para mapeamento de interiores e até em ajuda para evacuação de recintos. Tecnologia com pedigree!!!

38 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações