Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

4 min para ler 29 Comentários

Galaxy i7500: o primeiro Android da Samsung que (quase) ninguém lembra

Líder do mercado mundial de smartphones há um bom tempo, a Samsung oferece o ótimos aparelhos desde sempre. Não é à toa que a gigante sul-coreana ocupa o primeiro lugar no ranking mundial com uma certa folga de vantagem em relação a Huawei, que se encontra na segunda posição (mas que está se aproximando).

Além dessa hegemonia toda, a Samsung também é uma das grandes responsáveis por todo o sucesso que o Android se tornou, colocando o robozinho verde na preferência dos usuários, superando iOS e Windows Phone.

E, se tratando de Samsung, muitos acham que o primeiro smartphone da gigante sul-coreana rodando Android foi o Galaxy S, porém, se engana quem pensou isso, pois antes do lançamento do Galaxy S a Samsung já tinha lançado outro smartphone embarcado com o sistema operacional do Google. O Galaxy i7500 foi o dispositivo que deu início a caminhada da fabricante para chegar no topo do mundo.

samsung galaxy i7500 D NQ NP 654355 MLB25989619672 092017 F
Samsung Galaxy i7500 / © sammobile.com

Anunciado em abril de 2009 e lançado somente em junho do mesmo ano, o i7500 vinha equipado com processador Qualcomm MSM7200A de apenas um núcleo. O dispositivo ainda contava com 128 MB de memória RAM e 8 GB de armazenamento rodando a versão do Android 1.5 (Cupcake).

O dispositivo tinha tela AMOLED de 3,2 polegadas e trazia câmera de 5 MP com flash para tirar fotos e gravar vídeos. O i7500 trazia em seu tanque uma bateria removível (saudade das baterias removíveis) de 1.500 mAh.

Curiosidades do Galaxy i7500

  • Interface modificada: não era a TouchWiz ainda, mas a Samsung, desde seu primeiro smartphone Android, trouxe uma interface modificada em relação a interface padrão do Android 1.5 Cupcake. É certo que as modificações eram sutis, mas a empresa modificou o teclado e adicionou alguns atalhos próprios.
  • Design diferente: desde aquela época, a Samsung sempre tentou ser diferente do que o mercado oferecia e trazia algo mais original. O Galaxy i7500 tinha uma aparência bem diferente do que todos estavam acostumados a ver nos modelos de smartphones da época, trazendo um layout das teclas diferenciado e com ar mais futurista, como você pode ver na imagem abaixo:
igalaxyfirstphone
Galaxy i7500 / © Samsung
  • Sem atualizações (ou quase sem): até hoje, a Samsung tem fama de demorar muito para atualizar seus aparelhos. Existem modelos que nem atualizações recebem. Com o i7500 não foi diferente, pois o smartphone foi atualizado para o Android 1.6 Donut apenas na Europa. Dentro do seu período de vida, nenhuma atualização foi disponibilizada em outros países e o mais estranho foi que depois de dois meses do seu lançamento o Google liberou o Android 2.0.
  • Donos do i7500 furiosos: como eu disse acima, a Samsung não fez questão nenhuma de atualizar o aparelho no resto do mundo. Enquanto outros dispositivos de fabricantes concorrentes atualizaram sua versão do Android para a recém-chegada versão 2.0 Eclair, a gigante sul-coreana fez pouco caso, provocando assim uma grande revolta por parte dos usuários. E o pior é que a Samsung tinha prometido que o dispositivo seria atualizado para o Android 2.0 Eclair.
  • Travamentos e mais revolta: além de não contar com a mais nova versão do Android 2.0 Eclair, o sistema começou a apresentar falhas, como lentidão e travamentos constantes. Assim, os donos que tinham o dispositivo ficaram revoltados a ponto de chamarem a empresa de traidora. E a Samsung nada de lançar a tão aguarda e prometida atualização para o Android 2.0 Eclair.

Em sua primeira experiência com o Android, a Samsung não se deu muito bem. Apesar do i7500 possuir algumas peculiaridades como visual diferente e futurista, Android modificado e especificações boas para época, o smartphone acabou não sendo bem visto por conta da falta de comprometimento da Samsung.

Hoje a gigante sul-coreana é bem diferente do que era anteriormente, não à toa a empresa é líder no mercado já faz um bom tempo. Os erros do passado contribuíram para o seu sucesso. Entretanto, é preciso ficar de olho, pois as chinesas vêm crescendo e fazendo cada vez mais um bom trabalho.

E você, já conhecia o Galaxy i7500?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Bruno Salutes
    • Admin
    • Equipe
    há 2 semanas

    O artigo do Deivis está ótimo, e essa questão de coerência é descabida. São temas diferentes e que estão sendo explorados por ângulos distintos. A Samsung está no hall das marcas que impulsionaram o Android em sua trajetória, mas é também, individualmente, a principal responsável pela popularização do sistema mundialmente.

29 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Eu tive o privilegio de ter um desses! Na época que comprei a maior concorrência eram os BlackBarry e Android só pela HTC (importado). No meu caso foi "a" revolução que eu esperava, porque eu não aguentava mais mexer com aquelas porcaria de BlackBarry, que dava um trabalho danado pra configurar o e-mail. Quando peguei esse i7500 e percebi o quanto era mais fácil de mexer, foi a maravilha do ano! Lógico que ele tinha muitas limitações e teve sim uma única atualização de firmware, que não atualizou o Android, mas deixou seu OS mais consideravelmente mais estável. Depois de pegar as manhas e se acostumar com os limites do celular, dava pra ser muuuuuuuito mais produtivo com ele do que com um BlackBarry! Usei o aparelho por quase um ano e meio até cair na piscina :(
    Depois entrei no Galaxy S... outra revolução!


  • saudade do meu LG L3 II o primeiro Android a gente nunca esquece.


  • Eu usei um Xperia com o Android 2.1 Ecclair


  • isso mesmo. Esse carinha erra o Galaxy 3. daí, foi Y, S, M....


  • se não me engano este ai era o galaxy 3.... irmão do galaxy 5 (GT i5500)


    • Você se enganou mesmo. Esse é o Samsung Galaxy i7500 ele foi produzido antes do Galaxy S.
      O Galaxy 3 foi lançado depois do Galaxy S e tem o número de modelo GT-I5800 que tem especificações inferiores ao primeiro Galaxy porém Android mais atualizado e já vinha com a Touchwiz.


  • SAMSUNG - EMPRESA TECNOLÓGICA GLOBAL - COMPORTAMENTO RETRÓGRADO E LOCAL

    Senhores,

    Observem que ja no seu início de vida, a empresa se demonstrou arrogante perante seus clientes. Pois o posicionamento segue como sempre. A SAMSUNG está agindo como a Nokia estava, pouco antes do Symbian desaparecer e ser engolido pelo IOs e pelo Android.

    Tentem imaginar isso:

    Você possui um smartphone de uma das marcas mais famosas e valiosas do mercado de tecnologia mundial, avaliado em cerca de 500€ e viaja a trabalho para um país qualquer, fora da Europa. Por infelicidade, você deixa o seu dispositivo cair e a tela fica preta, impedindo o funcionamento de sua preciosa, importantíssima – e cara – ferramenta de trabalho. Desesperado, você recorre a uma assistência OFICIAL DA MARCA e solicita o conserto, PAGANDO PELOS SERVIÇOS. A assistência informa que poderia realizar o conserto para o mesmo dia, mas não o fará, porque o fabricante não permite que ele conserte equipamentos comprados fora do país onde você está. A você não resta outra alternativa a não ser comprar outro equipamento.

    Pois saiba que a história é REAL E ACONTECEU COMIGO.

    Para não haver nenhum mal entendido:

    EU QUERO PAGAR O CONSERTO, FORA DA GARANTIA, A ASSISTÊNCIA QUER E PODE REALIZAR O REPARO E A SAMSUNG NÃO PERMITE QUE FAÇAMOS O REPARO. UM ABSURDO!!!

    Há alguns dias estive na Assistência Técnica da Samsung em Lisboa, DECSIS, pela terceira vez, para consertar um smartphone Samsung Galaxy A5, modelo SM-A520F/DS, que foi vitimado por uma queda e está com o display sem funcionar. Saliento que fui muito bem atendido nas 2 primeiras vezes em que tive que recorrer aos serviços da DECSIS.

    Desta vez, ao invés da eficiência e agilidade habituais, para minha surpresa, fui informado pela representante que a SAMSUNG não os permite mais consertar os modelos que não sejam destinados ao mercado europeu. Como o modelo em questão foi produzido pela SAMSUNG DO BRASIL, destinado ao mercado brasileiro, eles não estavam autorizados a consertar o equipamento.

    Indignado com a informação dada pela DECSIS, fiz contato com a SAMSUNG DE PORTUGAL por telefone e fui informado pela atendente que, confirmando a posição informada pela DECSIS, o serviço não poderia ser realizado por conta de eventuais incompatibilidades com as “ferramentas utilizadas para reparar os diferentes modelos”.

    Estou absolutamente decepcionado com o posicionamento da SAMSUNG que, em minha opinião, contraria a lógica, afronta os interesses dos seus clientes, é totalmente incompatível com uma empresa que vende modernidade, tecnologia e se pressupõe global e, por fim, subverte a premissa de mobilidade que os smartphones tem em sua essência.

    Não posso aceitar que a SAMSUNG mantenha-se refratária com relação a esta questão e venho, através deste canal, expressar meu veemente protesto com relação a tal decisão e solicitar que este posicionamento seja revisto imediatamente e que eu seja autorizado a realizar o reparo de meu equipamento, no representante autorizado da marca no qual confio, usufruindo dos benefícios implícitos de tal atendimento, como por exemplo, a garantia, a simpatia e a qualidade dos serviços executados.

    Infelizmente, minha voz não produziu eco dentro da Samsung e espero contar com o apoio deste canal e de seus leitores contra esta posição retrógrada, arbitrária e contrária aos interesses dos consumidores da marca.


  • Tenho um desses na gaveta da minha casa :-D Ganhei de um aluno (quando comecei minha graduação em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, fazia bico como professor de aula de reforço para alunos do primário) e fui pesquisar mais a respeito. Quando vi que se tratava de uma bela relíquia para droiders entusiastas, deixei lá, guardadinho. O meu ainda liga, mas nem o touch nem os botões funcionam :-(


  • Conhecia sim, mas, estava de olho no modelo I8510, o Inov8, com o sistema Symbian.


  • meu primeiro Android foi o Galaxy 5 por incrível que pareça mais cheguei a ver esse do artigo agora depois que encontrei a xiaomi e a miui to casado no civil mais antes do Galaxy eu usava um Nokia c4 era top saudade de meus tempos de Nokia eu amava Lumia e WP se o Android não fosse tão fraguementado


  • Tive um desses, inclusive foi com ele que tive meu primeiro contato com as custom roms, era um projeto chamado gaosp, era muito bom no twmpo


  • Nunca vi um desses de perto, meu primeiro contato com o Android foi já no 2.0 num Motorola Milestone de um amigo.
    Da Samsung só fui ter um Android quando lançaram o Galaxy S aqui no Brasil, foi inclusive meu primeiro aparelho com Android e muita gente confundia ele com um iPhone.


  • Aparelho muito bonito e interessante para sua época!


  • Enquanto isto, na época, o meu Optimus ME recebia 2.0/2.1 Eclair e 2.2 Froyo.


  • Redator tão sem noção que ele mesmo fez um artigo há um tempo atrás falando da trajetória do Android e mencionando o primeiro smartphone embarcado com o S.O. e agora vem dizer que a Samsung é a responsável pelo sucesso do Android. Putz, coerência, cadê?

Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados