O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
9 min para ler 619 Compartilhado 167 Comentários

Moto G 2015 vs. Redmi 2: era uma vez o rei do custo/benefício

O ano de 2015 será concorrido para a terceira geração do Moto G. Diferente dos anos anteriores, agora o dispositivo da Motorola enfrentará concorrentes à altura, como o Redmi 2. A Xiaomi resolveu apostar em um dispositivo de gama média para marcar sua estreia no Brasil, e após o lançamento oficial do Moto G 2015, temos a certeza de que este modelo foi uma excelente escolha da empresa chinesa. Confira o nosso comparativo entre o Moto G 2015 e o Redmi 2.

Moto G 2015 vs. Redmi 2: Design e acabamento

Ambos os dispositivos possuem projetos visuais distintos. O Redmi 2 usa policarbonato liso e levemente emborrachado. O modelo possui linhas retas e as laterais são ligeiramente arredondadas, mas só temos essa percepção quando manuseamos o aparelho. A tampa traseira do Redmi 2 é removível, bem como a sua bateria. O dispositivo é bem sólido e compacto, pesa apenas 133 gramas e tem 9,4mm de espessura.

Xperia redmi 2 tela
Parte frontal do Redmi 2. / © ANDROIDPIT

O Moto G 2015 é totalmente o aposto do Redmi 2, com linhas menos retas e menos compacto. O dispositivo pesa 155 gramas e possui 72,4 mm na parte mais espessa. A Motorola apostou em um visual mais esportivo e robusto, que passa a sensação de maior resistência quando manuseamos o aparelho. O Moto G 2015 é feito de policarbonato rígido e usa um padrão na parte traseira. A pegada é confortável e sentimos muito bem o aparelho na mão.

Moto G 2015 hero 1
Parte frontal do Moto G 2015. / © ANDROIDPIT

O Redmi 2 possui somente dois botões físicos, que estão posicionados na parte direita do dispositivo. Além desses, temos os botões capacitivos na parte frontal inferior do dispositivo. Esses botões não são retroiluminados. O botão de menu abriga um LED para notificações em sua parte inferior. A sequência dos botões é a mesma utilizada pela Samsung, ou seja, o botão voltar está ao lado direito e não esquerdo.

Xperia redmi 2 botoes capacitivos
Botões capacitivos do Redmi 2. / © ANDROIDPIT

O Moto G 2015 não traz nenhum botão físico ou capacitivo na parte frontal. Os botões de energia e volume estão posicionados na parte direita do dispositivo. Ao invés de botões frontais, a Motorola inseriu um alto-falante mono na parte inferior do celular, e outro dedicado para ligações na parte superior do Moto G 2015. 

Moto G 2015 micro usb 1
Alto-falante mono do Moto G 2015. / © ANDROIDPIT

Moto G 2015 vs. Redmi 2: Tela

Ambos os dispositivos entregam uma tela com resolução HD (720 x 1.280 pixels). O Redmi 2 possui 4,7 polegadas com 312 ppp, enquanto o Moto G 2015 entrega 5 polegadas com 294 ppp. O painel presente em ambos os dispositivos é LCD com tecnologia IPS para reforçar os ângulos de visão. As cores são mais balanceadas e vívidas no Redmi 2, enquanto no Moto G 2015 elas parecem um pouco mais "lavadas". A resolução HD se mostra melhor nas 4,7 polegadas de tela do Redmi 2, visto que no Moto G é possível enxergar pixels e serrilhamentos com mais facilidade.

xiaomi redmi 2 androidpit
Tela do Redmi 2. / © ANDROIDPIT

A proteção contra riscos e arranhões presente no Redmi 2 é a Dragontrail, da japonesa Asahi Glass, enquanto no Moto G 2015 encontramos o Gorilla Glass 3, da Corning. Ná prática, você não irá notar nenhuma característica que possa distinguir as duas proteções. O contraste é mais equilibrado e intenso no Redmi 2, enquanto o brilho é mais forte no Moto G 2015.

Moto G 2015 speaker 1
Tela do Moto G 2015 com resolução HD./  © ANDROIDPIT

Moto G 2015 vs. Redmi 2: Software

O Redmi 2 roda com o sistema MIUI 6 baseado no Android KitKat 4.4.4. A interface da MIUI é intuitiva e traz uma série de recursos para personalização. A usabilidade do sistema lembra bastante o iOS da Apple, visto que o SO não apresenta uma gaveta para aplicativos e dispõe de um recurso para organização de aplicativos em pastas na tela inicial. Do Google, além da Play Store, encontramos 15 aplicativos tradicionais, como YouTube, Chrome e Gmail. O sistema possui seu próprio ciclo de atualizações que é distribuído para os usuários inscritos no programa de testes a cada quinze dias.

redmi2miui
Tela inicial do Redmi 2 na MIUI 6. / © ANDROIDPIT

O Moto G 2015 não poderia vir com outra versão que não fosse a mais recente do Android, neste caso o Lollipop 5.1.1. A Motorola manteve  o visual pouco modificado, com experiência entre hardware e software otimizada. Segundo a fabricante, o dispositivo receberá o Android M assim que o Google oficializar a nova versão e enviar, claro, o código no novo sistema operacional para a fabricante. No total, o Moto G 2015 vem com 32 aplicativos pré-instalados de fábrica, entre programas da Motorola e do Google. 

lollipopmotogterceiro
Moto G rodando com Lollipop 5.1. / © ANDROIDPIT

Moto G 2015 vs. Redmi 2: Câmera

A câmera traseira do Xiaomi Redmi 2 possui 8 megapixels e abertura de f/2.2. Entre suas funções está o autofoco inteligente, modo HDR e panorama. O sensor é capaz de entregar imagens com boa definição e cores precisas. A câmera frontal do Redmi 2 possui 2 megapixels e traz um recurso que calcula a idade do usuário com base em seu rosto. Além desse recurso que conhece a idade, temos o modo "Beautify', que adiciona alguns filtros que embelezam o rosto do usuário de acordo com a faixa etária definida pelo dispositivo. 

redmicapturadacaeramacro
Redmi 2: imagem capturada em ambiente aberto sem HDR. / © ANDROIDPIT

O Moto G 2015 possui 13MP na câmera traseira com abertura de lente f/2.2. O modelo captura imagens com boa fidelidade de cor e equilíbrio de luz. O flash de LED comum presente no Moto G 2014 deu lugar para uma versão dual-tone, que divide a mesma luz de LED em dois tons diferentes para compensar a exposição ambiente. A câmera frontal do Moto G 2015 é de 5MP com um ângulo de visão de 72 graus. Esse ângulo maior permite que mais pessoas sejam enquadradas em uma selfie.

motogmacrosemhdr
Moto G 2015: imagem capturada em ambiente aberto e sem HDR. / © ANDROIDPIT

Realizamos um comparativo mais completo das câmeras do Redmi 2 e do Moto G 2015. Você pode conferir este artigo através do link abaixo:

Moto G 2015 vs. Redmi 2: Especificações técnicas

O Redmi 2 é embalado pelo processador Snapdragon 410 (64 bits) quad-core de 1,2GHz, com 1GB de memória RAM. O desempenho inicial da MIUI é satisfatório, mas se torna ligeiramente lento após a instalação de alguns aplicativos. Alguns menus apresentam certa lentidão em alguns momentos entre uma transação e outra. O multitarefa da MIUI pausa ou desliga aplicativos para contribuir com a performance do sistema e otimização da memória RAM. A MIUI opera com recursos independentes do código-fonte do Android, ou seja, mesmo tendo como base um sistema de 32 bits, a ROM da Xiaomi consegue oferecer suporte à arquitetura 64 bits presente no processador da Qualcomm. O sistema faz uma novidade no modo Dual-SIM, visto que a frequência LTE pode ser operada simultaneamente pelos dois chips (4G/4G), e não somente 2G/4G ou 3G/4G.

O Moto G 2015 também é embalado pelo processador Snapdragon 410, mas este rodando a 1,4GHz, e com 2 GB de RAM. Todas as versões do Moto G 2015 acompanham 4G nativo. A GPU Adreno 306 roda a 400MHz por segundo e consegue processar jogos mais robustos, além de todas as animações e transições do sistema sem engasgos ou atrasos. Nessas especificações, o Lollipop 5.1 rodou sem problemas e não apresentou superaquecimentos durante a usabilidade do dispositivo.

Resultados obtidos em testes benchmarks servem apenas para comparativos técnicos e não representa a real experiência do usuário com o dispositivo. Abaixo, podemos perceber que o Moto G 2015 obteve uma ligeira vantagem em relação ao Redmi 2, no entanto, a versão encaminhada para testes pela Motorola possui 2GB de RAM e 16 de armazenamento (XT1543). Essa variante só está disponível através do serviço Moto Maker, onde os usuários podem adquirir 2 GB de memória RAM por R$ 130,00. Provavelmente, a versão com 1GB de RAM irá apresentar um resultado semelhante ao do Redmi 2, visto que o Lollipop 5.1 não roda de maneira tão fluida com 1GB de RAM, além de todos os aplicativos que estarão instalados no dispositivo.

antutuvsmotogterceiro
Benchmarks AnTuTu do Redmi 2 (esquerda) e Moto G 2015 (direita). / © ANDROIDPIT

Moto G 2015 vs. Redmi 2: Bateria

O Redmi 2 acompanha um carregador compatível com a tecnologia de carregamento rápido, capaz de recarregar o dispositivo mais rapidamente. A bateria de 2.250 mAh consegue chegar em entre 9 e 12 horas com uso moderado. A MIUI possui diversos recursos para poupar energia do dispositivo, podendo estender essa vida útil em até 14 horas. O Moto G 2015 possui uma bateria de 2.470 mAh, capaz de chegar até 18 horas em uso moderado com o Wi-Fi e 12 horas com o 3G ativo. Como em qualquer dispositivo o 4G é o principal responsável por drenar a bateria mais rapidamente.No caso do Redmi 2 essa drenagem é ainda maior, visto que o modelo possui a função Dual-4G.

Moto G 2015 vs. Redmi 2: Conclusão

Comparando o Redmi 2 com o Moto G 2015, temos a impressão de que a Motorola não acertou a mão na terceira geração do Moto G. A versão mais básica do Moto G 2015 merecia sim 2GB de memória RAM. Manter o dispositivo de entrada com as mesmas especificações do modelo predecessor não torna o Moto G tão competitivo, como era sua filosofia de mercado inicial. Particularmente, o recurso de resistência à água poderia ser oferecido como opcional no Moto Maker, o que permitira a empresa reduzir os custos em impermeabilização e melhorar as configurações do modelo de entrada que, em comparação com o Redmi 2, não traz nenhum custo/benefício.

O Redmi 2 traz uma autonomia de bateria semelhante, câmera superior, uma nova experiência com software e tela com resolução mais apropriada (tamanho vs. resolução). A versão de entrada do Moto G 2015 (1GB de RAM) sai por R$ 899 contra os R$ 499 cobrados pelo Redmi 2, o que torna a escolha pelo dispositivo da Motorola ainda mais inviável. A versão do Moto G com 2GB de RAM é uma opção mais interessante, no entanto, opte por essa versão apenas se todos os recursos extras oferecidos pela Motorola forem essenciais para você, visto que o investimento nessa variante pode chegar até R$ 1.039. Neste comparativo eu opto pelo Redmi 2.

E aí, qual dispositivo desse comparativo é o seu favorito?

619 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

167 Comentários

Escreva um comentário:

  • Quem precisar de película de vidro para Redmi2 e o Pró manda uma zap para 11956186098 o melhor custo !


  • Sinceramente nao tenho um o meu e um Lg mas pela experiencia que tenho com o Moto g 2014 2 geraçao acho que mesmo nao tendo grandes alteraçoes pra quem nao tem nenhum moto g ou deseja mudar seria minha opçao


  • xiaomi só vai crescer se partir p/ venda nas outras lojas on line... venda restrita no site oficial não dará certo... se não apenas os geeks se tornarão publico da marca


    • Com certeza, se vc perguntar na rua vc conhece Xiaomi... nem 10% vai responder que conhece.... duvido que em 5 anos ela seja pelo menos conhecida que nem Samsung, Motorola, LG.... só para nós que não somos leigos em celulares....


  • Ai porque as fabricantes continuam apostando em botões capacitivos? Além de feio, o aparelho remete a celulares baratos e ultrapassados.


    •   32

      As empresas continuam apostando em botões capacitivos para ter um melhor aproveitamento de tela.
      A empresa que mais vende smartphones Android no mundo confirma isso, pois ela ainda os utiliza.
      Se são bonitos, ultrapassadas ou remete a smartphones baratos, isso esta a cargo do consumidor julgar, enfim isto esta relacionado a uma questão de estética e escolhas pessoais.


  • A bateria do meu redmi 2 não dura de 9 a 12 horas como dito no artigo. Uso ele com uma boa freqüência. Whatsapp, facebook, email para trabalho, WiFi ligado direto, ainda jogos em alguns intervalos e vejo vídeos, navego na internet e algumas fotos. Saio de manhã e só volto a carregar na hora de dormir. Já cheguei a ficar de um dia para outro sem carregar.
    Bateria muito melhor do que o meu antigo moto x.


  • xiaomi é xiaomi né sou fan deis de o começo,me lembro quando falava pro pessoal do m2 que era top e tal ai os bacacas falam q isso é xing ling ta ai a prova agora a empresa é um monstro,se os rumores forem verdadeiros que vem o mi note ai a concorrência ta fudida kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


  • poderiam fazer um comparativo do moto g 2015 com o galaxy E5 !!!


  • 238,22 a diferença !


  • compro o Redmi2 por 508,90 com Frete ou compro MotoG 2015 8gb por 747 reais ??? quero opiniões balizadas por favor....


  • Vocês querem que o Redmi 2 seja comparado com o Moto E? Aquele smartphone com câmera frontal VGA, sem flash na câmera principal, com resolução de tela que não é nem HD? A única coisa em que ele se assemelha ao Redmi 2 é o preço. A comparação com o Moto G faz muito mais sentido!! E ainda o vence!! RIP Motorola.


  • Meu Moto G 2014, nada de gastar dinheiro por impulso,


  • O moto E custa 599 (contra 499 do redmi 2), acredito que ele deveria ser comparado pois tem hardware e preço PARECIDO.


    • Vocês querem que o Redmi 2 seja comparado com o Moto E? Aquele smartphone com câmera frontal VGA, sem flash na câmera principal, com resolução de tela que não é nem HD? A única coisa em que ele se assemelha ao Redmi 2 é o preço. A comparação com o Moto G faz muito mais sentido!(Copiei de um cara aí em cima)


  • MASOQ? O Moto G custa quase o dobro, a comparação devia ser feita com o Moto E!!
    De qualquer forma, acho a versão MIUI a melhor versão do Android já feita e até, prefiro a 6 no KK que o Android 5.1.1.
    Quero só ver quando chegar os Mi mid e high, realmente ficará difícil escolher, pois troco meu Samsung GN na hora por um Mi Note.


  • A matéria comparativa deveria ser mais profissional e menos tendenciosa. Não tenho nenhum dos dois modelos mas pretendo comprar o novo Moto G. Acredito que os modelos não foram bem escolhidos para tal comparação!

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi