O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
17 Compartilhado 138 Comentários

Review do Moto G Edição Turbo: Saiba onde comprar o dispositivo

O Moto G Edição Turbo foi lançado recentemente pela Motorola com três diferenciais: carregamento turbo, 2 GB de memória RAM e processador Snapdragon 615 de oito núcleos. A nova aposta intermediária da empresa compete diretamente com opções já consagradas em 2015, como o Quantum GO e o próprio Moto X Play. Descubra se as novas características do Moto G Turbo compensam sua compra através da nossa análise completa.

Atualização: Adicionamos novas opções de compras no tópico "Onde comprar", ao final deste review.

Destacar mudanças recentes

Avaliação

Prós

  • Acabamento
  • Carregamento turbo
  • Experiência com o software
  • Processamento

Contras

  • Preço
  • Tela

Motorola Moto G Turbo – Data de lançamento e preço

O Moto G Turbo foi lançado pela Motorola em novembro e já está disponível para compra através da loja oficial da Motorola, além das principais lojas do varejo. O preço sugerido pelo fabricante é de R$ 1.139,00 à vista, entretanto, descontos podem ser encontrados em diversos sites e lojas online e físicas. Separamos as melhores ofertas que você encontrará para o Moto G Turbo no tópico "Onde comprar".

Motorola Moto G Turbo – Desenho & Qualidade de Construção

Em linhas gerais, o Moto G Turbo é idêntico ao Moto G 2015. O acabamento é construído em policarbonato rígido nas laterais, que imitam alumínio e conferem numa maior robustez ao segurar o aparelho. A parte traseira do dispositivo é feita em policarbonato emborrachado com textura em linhas diagonais. O acabamento traseiro é confortável e anatômico.

Na caixa, a mesma do Moto G 2015, por sinal, a empresa envia o essencial. Temos um fone de ouvido do tipo earbud de qualidade duvidosa, com construção abaixo da média para um dispositivo nessa faixa de preço. Uma capa extra na cor azul escuro e um carregador de viagem com tecnologia de carregamento turbo acompanhado por um cabo USB.

itensmotogturbo
Acessórios que acompanham o Moto G na caixa./ © ANDROIDPIT

A pegada do dispositivo é confortável, a ergonomia aliada ao tamanho do Moto G Turbo são seus pontos fortes. O dispositivo não é escorregadio ou desproporcional. Carregá-lo no bolso ou manuseá-lo com apenas uma mão são tarefas simples e que não atrapalham na usabilidade. 

A traseira ligeiramente côncava do Moto G Turbo herdou das edições predecessoras algumas características visuais, como o detalhe em alumínio que envolve a câmera e o flash de LED dual-tone. A logomarca da empresa está impressa em baixo relevo na parte inferior desse detalhe em alumínio e, consequentemente, essa leve concavidade ajuda no manuseio do dispositivo e durante a captura de autorretratos.

traseiramotogturbo
Detalhes da parte traseira do Moto G Turbo.  / © ANDROIDPIT

A entrada do fone de ouvido fica posicionada na parte superior do Moto G Turbo ao lado do microfone que é utilizado como bloqueador de ruídos e para filmagens com a câmera. A tampa traseira é removível e permite acesso aos slots dos cartões SIM e do microSD. A bateria é fixa e não pode ser removida pelo usuário.

tampasmotogturbo
Bateria fixa e capas adicionais do Moto G Turbo./ © ANDROIDPIT

O alto-falante do dispositivo é mono, o que pode decepcionar muitos usuários que utilizam o Moto G 2014 e pretendem trocar o modelo da geração passada pela edição Turbo. As bordas frontais do Moto G Turbo são bem aproveitadas e o contorno em alumínio ao redor dos speakers frontais conferem um ar sofisticado ao modelo.

De modo geral, o acabamento do Moto G Turbo é bem aproveitado e confortável. Não existem diferenças visuais entre a edição Turbo e o Moto G de terceira geração lançado no país no início do segundo semestre.

Motorola Moto G Turbo – Tela

A tela do Moto G Turbo possui 5 polegadas e resolução HD (1280 x 720 pixels), com 294 ppi e tecnologia LCD TFT. O painel possui cores pouco pronunciadas e contaste baixo. A resolução HD deixou de ser atraente desde que a Motorola elevou o preço da linha Moto G acima dos 1.000 reais. O Moto G Turbo, principalmente por ser uma versão com extras em relação ao Moto G 2015, merecia uma resolução melhor.

O ângulo de visão da tela é ótimo, no entanto, a legibilidade do painel em ambientes com forte iluminação é um pouco comprometida. O brilho em ambientes fechados é intenso, não muito em comparação com telas AMOLED, mas, ainda sim, a luz do display é suficiente para o uso cotidiano dentro de casa ou no ambiente de trabalho.

gavetaappmotogturbo
Tela HD do Moto G Edição Turbo. / © ANDROIDPIT

A tela do Moto G Turbo é protegida pela tecnologia Gorilla Glass 3, da Corning, que a torna um pouco mais resistente contra riscos e arranhões corriqueiros. Diferente do Moto X Play, as configurações de tela do Moto G Turbo não possuem opções para calibragem de cores, contraste ou nitidez, o que ajudaria um pouco na vivacidade das cores.

Motorola Moto G Turbo – Características Especiais

IP67 - Proteção contra água e poeira

O Moto G Turbo oferece uma certificação diferente do Moto G 2015. O modelo de terceira geração é resistente apenas à submersões acidentais por até 30 minutos.

Com a Edição Turbo temos a certificação IP67 que, diferente da IPX7, torna o dispositivo resistente à poeira

Essa mudança não separa muito uma edição da outra, visto que a grande diferença aqui é que o usuário não precisará se preocupar com a exposição do dispositivo na poeira. Você poderá remover a poeira com água, ainda sim, os compartimentos internos não serão danificados caso a poeira entre no dispositivo.

watermotogturbo
O Moto G Turbo é resistente à água e poeira.  / © ANDROIDPIT

Coloquei o Moto G Turbo na água por diversas vezes, tanto em recipientes pequenos de até 500ml até submersões em piscinas de 1 metro. Não notei quaisquer problemas no alto-falante ou no desempenho geral do dispositivo com o passar dos dias. É importante que a tampa traseira esteja bem fixada no corpo do dispositivo, principalmente a parte que envolve o detalhe traseiro ao redor da câmera.

Dual-SIM 4G Inteligente

Toda a linha Moto 2015 conta com a função Dual-SIM inteligente, que nada mais é do que o reconhecimento automático da melhor operadora disponível pelo software que gerencia o micro-SIM. Com o Moto G Turbo não seria diferente, pelo contrário, a Motorola manteve a função e suas características inalteráveis.

Quando o micro-SIM e inserido pela primeira vez no Moto G Turbo um pop up notifica o usuário sobre a disponibilidade dessa função. A partir daí, basta realizar a configuração pelo software e ativar a opção de reconhecimento automático. A função ajuda bastante, principalmente pelo fato do Dual-SIM não ativar automaticamente o pacote de dados da operadora selecionada pelo software. Assim, você não será cobrado pelo uso da sua internet de supresa.

Motorola Moto G Turbo – Software

O Moto G Turbo roda com Android Lollipop 5.1 e sem muitas interferências na interface do usuário. O app moto reúne as funções especiais de movimentos e a Moto Tela. É possível chacoalhar o dispositivo para ativar a lanterna ou a câmera traseira. O Assist permite que diversos lugares sejam adicionados e comandos pré-programados que executaram funções específicas. 

lollipopmotogturbo
O Moto G Turbo roda com o Android Lollipop 5.1. / © ANDDROIDPIT

O Moto G Turbo será levado para o Android 6.0 Marshmallow, no entanto, não existe previsão oficial por parte da Motorola. É possível que o dispositivo receba o software logo após o Moto G 2015, principalmente pela diferença nos chipsets de cada modelo.

Não existe nenhuma função específica ou um recurso bônus no Moto G Turbo que mereça ser destacado. O software do dispositivo permanece da mesma forma que as demais edições da linha Moto G, incluindo modelos mais antigos da série.

motogturbosoftwareandroid
Interface do usuário do Moto G Turbo. / © ANDROIDPIT

Motorola Moto G Turbo – Performance

O Moto G Turbo, por sua vez, é embalado pelo processador Snapdragon 615 (MSM8939) de 64 bits com oito núcleos Cortex A53. O processador é formado por quatro núcleos de 1,0 GHz e outros quatro núcleos com 1,5 GHz. A memória RAM é de 2 GB e o armazenamento interno possui 16 GB de capacidade. Tive a oportunidade de testar a versão com 2GB de memória RAM do Moto G 2015, logo, o desempenho do Moto G Turbo não me surpreendeu. Essa quantidade de memória RAM e a velocidade máxima do processador são requisitos mínimos para um dispositivo que roda com Lollipop 5.1.1 e que mais tarde receberá o Android Marshmallow.

O multitarefa roda bem em conjunto com outros aplicativos executados em segundo plano, como redes sociais, apps de produtividade e até mesmo alguns jogos mais parrudos, como o Asphalt Nitro. De modo geral, o desempenho do Moto G Turbo pode ser comparado ao do Moto X Play, o que torna a existência da variante turbo ainda mais incógnita.

gamemotogturbo
Moto G Turbo rodando o Asphalt Nitro. / © ANDROIDPIT

O jogo Implosion rodou com certa dificuldade no início, mas, após algumas jogadas, o desempenho gráfico do jogo foi nivelado ao processamento do dispositivo. Não notei nenhum congelamento entre as animações do sistema ou engasgos entre a transição de um app para outro. O dispositivo aguenta facilmente tarefas um pouco mais exigentes.

Abaixo, você confere os resultados do Moto G Turbo entre os principais testes de benchmarks do mercado:

antutumotogturboedition
Resultado do Moto G Turbo no AnTuTu. / © ANDROIDPIT
geekbenchmotogturbo
Pontuação do Moto G Turbo no Geekbench 3. / © ANDROIDPIT
vellamomotogturbotest
Resultado do Moto G Turbo no Vellamo. / © ANDROIDPIT

Motorola Moto G Turbo – Áudio

Com o Moto G Turbo, a Motorola deu continuidade à péssima ideia de remover o alto-falante estéreo que equipava o Moto G 2014. O som do dispositivo é bom, carece um pouco de graves, mas os agudos são bem pronunciados. O posicionamento do alto-falante na parte frontal ajuda na imersão durante a execução de jogos e vídeos. A reverberação acústica quando o dispositivo é depositado sobre alguma superfície plana não muda muito.

O som do alto-falante para ligações é alto e com boa pronuncia. Não tive qualquer dificuldade de usar o dispositivo em ambientes com ruído sonoro, como no ônibus e no metrô.

Motorola Moto G Turbo – Câmera

O Moto G Turbo possui um sensor de 13 MP com autofoco, geolocalização, HDR e foco por exposição manual. A da lente possui abertura de f/2.0, que torna as imagens noturnas menos borradas e com a exposição mais controlada. O trabalho feito pela Motorola nas câmeras da linha Moto 2015 foi ótimo, e com o Moto G Turbo não seria diferente.

As imagens capturadas pelo sensor traseiro do Moto G Turbo são bem nítidas e com cores equilibradas.

A câmera frontal possui 5MP e é voltada para selfies, com abertura de 48 graus e flash virtual na tela. A abertura maior permite que mais pessoas sejam capturadas em um único autorretrato e o flash virtual é um brilho mais claro do que o convencional exibido na tela durante a captura de uma selfie.

Confira os resultados obtidos com a câmera do Moto G Turbo a seguir:

De modo geral, a câmera do dispositivo é boa, não foge daquilo que temos entre os demais intermediários do mercado. A câmera do Moto G Turbo é ligeiramente melhor do que o sensor do Quantum GO e fica atrás do Moto X Play e do Zenfone Selfie.

Motorola Moto G Turbo – Bateria

A bateria do Moto G Turbo possui 2.470 mAh, capacidade um pouco abaixo da média para essa faixa de preço. O tempo de carregamento é o grande diferencial desta versão que, diferente do Moto G 2015, acompanha o Carregador Turbo de 15W na caixa. O carregamento completo do dispositivo acontece em aproximadamente 1 hora e 10 minutos, quando o carregador é conectado na tomada. No computador esse tempo muda um pouco quando a porta utilizada é a USB 2.0. Com o USB 3.0 do meu Macbook o Moto G Turbo levou 1 hora e 32 minutos para carregar completamente a bateria.

Dificilmente o Moto G Turbo aqueceu, mesmo quando o 4G era utilizado ou durante as partidas mais longas do Asphalt Nitro. O dispositivo atingiu 8 horas e meia de uso moderado pelo Wi-Fi, com acesso esporádico em redes sociais e sincronização de contas desativada. O rendimento mínimo do dispositivo foi de 2 horas em uso do 4G, redes sociais e jogos casuais esporadicamente.

Confira os resultados na tabela abaixo:

Tempo médio de carregamento pela tomada 1 hora e 11 min
Tempo médio de carregamento pela porta USB 3.0 1 hora e 32 min
Tempo médio de uso no Wi-Fi 8 horas e 33 min
Tempo médio de uso no 4G 5 horas e 8 min
Rendimento mínimo no 4G 2 horas

Condições médias de uso: brilho em 36%, GPS desativado e carregador original do fabricante conectado a tomada com potência de 15W compatível com a tecnologia Quick Charger.

Motorola Moto G Turbo – Especificações Técnicas

Dimensões: 142,1 x 72,4 x 11,6 mm
Peso: 155 g
Tamanho da bateria: 2470 mAh
Tamanho da tela: 5 polegadas
Tecnologia da tela: LCD
Tela: 1280 x 720 pixels (294 ppi)
Câmera frontal 5 megapixels
Câmera traseira 13 megapixels
Flash: Dual-LED
Versão do Android: 5.1.1 - Lollipop
RAM: 2 GB
Memória interna: 16 GB
Memória removível: microSD
Chipset: Qualcomm Snapdragon 615
Número de núcleos: 8
Velocidade máx. 1,5 GHz
Conectividade HSPA, LTE, Bluetooth 4.0
${device:motorola/683}

Veredito Final

É um pouco difícil de entender qual é a proposta da Motorola com o Moto G Turbo. O Moto G 2015 chegou no mercado com o valor acima da média, assim, o Carregador Turbo, um processador mais atualizado e 1 GB a mais de memória RAM já deveria ter sido considerado pela empresa antes mesmo de seu lançamento.

O Moto G Edição Turbo não compete com o Moto X Play pela experiência de uso, mas, de certa forma, o lançamento acaba ofuscando o seu próprio predecessor pelo conjunto oferecido. Pelo preço, particularmente, eu investiria no Moto X Play no lugar do Moto G Turbo. A linha moto G não é mais uma referência no segmento intermediário, a exemplo disso temos o Quantum GO e o Zenfone 2 de 16 GB.

Claro, o dono mudou, e a Lenovo precisa correr atrás dos lucros que não foram obtidos no decorrer dos últimos anos, principalmente pela linha enxuta e econômica lançada em 2014. Assim, o update do Moto G 2014 para o Moto G Turbo acaba não compensando muito, e a melhor escolha intermediária da Motorola é o Moto X Play.

E aí, o que você achou do Moto G Turbo?

17 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Tobias 11/dez/2015

    Não entendi.

    Aqui: "a Lenovo precisa correr atrás dos lucros que não foram obtidos no decorrer dos últimos anos, principalmente pela linha enxuta e econômica lançada em 2014."

    Mas em www.androidpit.com.br/motorola-lenovo-empresa : "o presidente da Motorola, Rick Osterloh, confirmou que a empresa teve um crescimento de 100% em apenas um ano. Assim, a Lenovo passa a [ser] dona de uma das companhias com o melhor resultado de 2014."

    Ou é uma coisa ou é outra, non è vero?

138 Comentários

Escreva um comentário:

  • Boa tarde... EU tenho um moto g2 o meu aparelho nunca atualizou, fui ao um quiosque da Motorola e a atendente me falou que si não atualizou nao atualiza mais q eu teria que troca o aparelho si eu quisesse a última versão. Achei isso um absurdo...... Então td ano eu vou precisar troca de aparelho Motorola por favor me responda isso.


  • Oi o moto G3 turbo já é 6.0 ele é versão maswhimelon será q vai atualizar me responda por favor obrigada.


  • Olá!!meu moto g turbo editions 3g , quando comprei,ele já atualizou para o 6.0 ,será que ele vai receber atualização direto para o 7.0 ? Muito obrigada


  • Gostei muito do celular, ja atualizei pro android 6.0 agora to esperando a motorola atualizar ele pro 6.0.1


  • Pelo preço, os fones que vem no kit do dispositivo, acredito eu, que não compense muito a aquisição desse smartphone, e faltou uma tela com resolução em Full HD, em detrimento de outros com melhor performance.


  • Se movimentar ele para cima e para baixo liga o flash como acontece no moto g3 normal???


  • Comprei esse moto g turbo por 859,00, estou esperando chegar, espero que não me arrependa, tenho um Moto g 1 atualmente.


  • Dispenso. A nova política de preços da Motorola não atrai em nada, sendo que os preços aumentaram antes da alta do dólar, vide os lançamentos de 2014.


  • Pensem muito antes de comprar este dispositivo. Por este preço tem moto x2 e lg g3 que tem resolução e hardware muito melhor.


  • Por 850,00 em 8 X s/juros vale a pena?


  • Sinal que a Motorola realmente deu um tiro no pé, e não é por causa da Lenovo ter adquirido a empresa. Em setembro de 2014, logo que foi lançado, comprei um Moto G 2014 XT1068 em um grande varejista de comércio eletrônico do Brasil e paguei a bagatela de R$ 610,00 com frete grátis. Agora vamos desconsiderar o aumento global dos aparelhos com o fim da Lei do Bem e foquemos nos preços praticados pela Motorola. Em que pese a alta do dólar notamos que o Moto G 2014 em seu lançamento e o Moto G 2015 tiveram uma evolução de preços bem distinta. Hoje o Moto G 2015 facilmente ultrapassa os R$ 1.000,00 e, no meu entender, isso se deve majoritariamente à política de preços que a Motorola adotou. Percebam que a compra da empresa pela Lenovo não pode ser considerada, haja visto que o modelo 2014 em si já era uma produção by Lenovo. Então a Motorola agora faz uma aposta arriscada. Primeiro pelos lançamentos mal resolvidos como esse Moto G Turbo, que nem chega perto do X Play a não ser no preço. Segundo com os recentes pronunciamentos da Lenovo a respeito do fim da linha Moto G e E. Creio que a Motorola deixará de ser a minha primeira aposta na troca do meu novo aparelho, que poderá ser em novembro desse ano. Até lá, o Moto G 2014 me atende perfeitamente, até agora.


  •   13

    Que link gigante é este?


  • M4 na cabeça. Esse aí não vale o que custa.


    • M4 VOCE TEM LUVAS PARA AQUECIMENTO JA TIVE UM E UMA PORCARIA QUANDO AQUECE PERDE EM DESEMPENHO E TRAVA . O MOTOROLA E O UNICO APARELHO QUE SE DA BEM COM O PROCESSADOR Qualcomm Snapdragon.


  • Melhor ir de moto x play então

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi