Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

8 min para ler 10 Comentários

Qual a diferença entre memória RAM, ROM e armazenamento interno?

O smartphone que você carrega no bolso tem memória e essa característica precisa ser levada em consideração na hora da compra. Porém, você lê nas propagandas termos como RAM, ROM, interna. O são esses tipos de memória? Qual deles é mais importante para a compra de um smartphone? Vamos falar sobre todos eles agora.

O que é memória RAM?

RAM é a sigla Random Access Memory, que significa memória de acesso aleatório em português. Como seu nome diz, ela é volátil, não armazena informação como um cartão de memória, como um disco rígido, como um pen drive. Ela é temporária e toda a informação contida nela é perdida quando se desliga a energia do aparelho, ou em processos específicos.

Mas ela é assim por um bom propósito, e é essencial para nossos smartphones (e até para computadores, notebooks e outros eletrônicos) funcionarem bem e de forma eficiente. Dentro dos aparelhos, são os módulos físicos usados como memória primária.

gerenciadores
Gerenciador de RAM da ASUS e da Samsung / © AndroidPIT (captura de tela)

Normalmente, apenas informações temporárias são mantidas na memória RAM que o smartphone precisa em um determinado momento, como o sistema operacional ou aplicativos abertos (mesmo em segundo plano) que são carregados na RAM quando você inicializa o dispositivo.

A quantidade de RAM afeta quanta multitarefa você pode fazer em um dispositivo. Quanto mais RAM, mais memória temporária seu telefone tem para manipular dados. O fato de ser aleatória significa que o dispositivo pode ler e escrever sobre ela em qualquer posição sem ter que esperar uma fila de processos. Isso agiliza a busca por informações já que, ao contrário da memória ROM ou microSD, é muito fácil de acessar o local físico no qual os dados são armazenados.

Chip ram
A memória RAM de um computador é fisicamente muito maior do que a de um smartphone / © androidPIT

Na memória RAM se carrega tudo o que é basicamente necessário para fazer funcionar um dispositivo, ou seja, o sistema operacional, os aplicativos em uso e os que estão sendo executados em segundo plano. Como novos usos para o sistema e novos apps são requisitados a todo momento, é preciso uma memória rápida, que possa ser sobrescrita a qualquer momento sem comprometer informações importantes.

A RAM só funciona quando o dispositivo está ligado. Ou seja, este tipo de memória não é capaz de armazenar informações uma vez que o dispositivo for desligado (ou que acabe sua bateria). É por isso que se faz necessário esperar um pouco na hora em que ligamos o smartphone, pois é preciso dar tempo para o sistema carregar a RAM. Daí vemos aquelas animações na entrada.

O que é memória ROM?

A RAM é uma memória voltada para a leitura e escrita, mas a ROM é uma memória voltada apenas para leitura (Read Only Memory, memória exclusiva de leitura). Os dados armazenados na ROM não podem ser alterados, ou pelo menos não facilmente ou rapidamente.

É um tipo de memória não volátil, ou seja, os dados permanecem mesmo no caso de uma falha de energia, ou do desligamento do aparelho. O acesso a todas as células de memória leva o mesmo tempo (diferentemente dos discos rígidos), e é por isso que os dados do sistema operacional são normalmente armazenados dentro de memórias ROM para garantir uma inicialização rápida e evitar alterações feitas pelos usuários.

No entanto, o conteúdo da ROM pode ser alterado em casos especiais. DVDs ou CDs são um exemplo de memórias ROM que não podem ser atualizadas, enquanto um console possui uma memória ROM que pode ser atualizada.

AndroidPIT lineage os hero
Lineage OS é uma das Custom ROM mais famosas / © AndroidPIT

A ROM em smartphones mais antigos costumava conter as partições do sistema do Android (sistema, fornecedores, por exemplo) para impedir que os usuários excluíssem ou editassem arquivos dentro dele. E é aí que as ROMs personalizadas receberam esse nome, porque foram carregadas na memória somente para leitura dos smartphones.

Mesmo hoje, há uma tendência de ainda chamar as partições de sistema de um smartphone por esse nome, apesar do fato de que, tecnicamente, a memória em que essas partições são encontradas agora não é do tipo ROM.

As ROMs incorporadas nos smartphones são muito mais rápidas do que as dos discos rígidos de computadores tradicionais e também são soldadas diretamente na placa-mãe.

O que é memória interna (armazenamento)?

Por fim, temos essa que possui o nome mais diferente. A memória interna de um smartphone pode ser o eMMC (MultiMediaController incorporado) ou o UFS (Universal Flash Storage). Ela pode ser expandida por meio de um microSD em alguns casos e contém dados do usuário, como fotos, vídeos, músicas, documentos e dados do aplicativo.

É uma memória permanente e não será perdida quando você desligar o dispositivo. Além disso, só pode ser modificada com a sua autorização enquanto usuário. Nos smartphones, o uso da ROM foi substituído por partições dedicadas na memória interna (eMMC ou UFS) configuradas para o modo somente leitura via software.

E é a memória interna que, em um smartphone ou até em outros eletrônicos, traz o maior número, atualmente em GB. Enquanto a memória RAM de um smartphone tem alcançado, normalmente, um máximo de 8 GB, a memória interna já atinge números como 256 GB.

files go captura de tela
Files Go, do Google, ajuda a liberar sua memória interna / © AndroidPIT (captura de tela)

Além disso, ao passo que a memória RAM de um smartphone não pode ser expandida após a fabricação do aparelho, a memória interna pode ser aumentada nos casos em que o aparelho tenha um slot para cartão de memória, o microSD. Com isso, smartphones atualmente podem chegar aos 1 TB de espaço para que o sistema utilize e para que você acomode seus arquivos.

Android e iOS gerenciam a RAM de forma diferente?

Quem usa Android costuma ser a pessoa que, geralmente, quer mais e mais RAM para o seu sistema fominha. Enquanto isso, tá lá o iOS, nos dias de hoje, com iPhones embarcados com 3 GB de RAM. Mas como? O uso e gerenciamento da RAM em ambos os sistemas operacionais é muito parecido e eficiente, com uma diferença significativa na forma como cada plataforma opta por trabalhar os aplicativos em segundo plano.

Enquanto o Android (com base no Linux) opta por terminar um aplicativo em segundo plano quando a memória disponível chega ao seu limite para liberar espaço para um novo app, o iOS consegue comprimir um número maior de dados dos aplicativos rodando no background em comparação com o Android no nível do sistema e acaba por conseguir oferecer o carregamento de mais aplicativos até ter que terminar com estes.

ios 12 vs android p 0516
Os dois sistemas gerenciam bem a memória RAM. Apenas fazem isso de maneira diferente / © AndroidPIT

É claro que há uma diferença grande nos próprios apps para cada plataforma e sabemos disso. Enquanto os apps para iOS podem ser mais enxutos por rodarem em uma plataforma mais enxuta por si só, os apps para Android carregam mais informação para poderem rodar com eficácia.

Temos um artigo que detalha essas diferenças entre os sistemas, confira:

Não confunda mais ROM com memória interna

Às vezes, por conveniência, falamos sobre a memória de um smartphone com termos como "X" GB de RAM e "YY" GB de ROM. Teoricamente, isso está errado. Você deve dizer "X" GB RAM e "YY" GB de memória interna, dos quais alguns GBs são reservados para o sistema.

Darth Vader micro SD ANDROIDPIT
Alguns fabricantes permitem expandir sua memória interna, outros não / © AndroidPIT

O termo ROM, nesse caso, é impreciso porque as partições do sistema Android residem no mesmo chip eMMC ou UFS que a memória interna (que pode ser lida ou gravada livremente), mas a primeira é definida como somente leitura por meio de software. Para recapitular:

  • A RAM é útil para que o seu smartphone carregue o sistema operacional e todos os programas e aplicativos que você usa, melhorando a multitarefa e a velocidade de troca de apps;
  • No campo de smartphones, a ROM indica a área de armazenamento reservada para algumas partições do sistema configuradas para o modo somente leitura;
  • A memória interna é aquela em que você pode armazenar todo o seu conteúdo pessoal, e quanto mais espaço houver, mais fotos, vídeos e aplicativos que você pode armazenar no seu smartphone
  • Espero que o artigo tenha esclarecido algumas das dúvidas sobre a memória do smartphone. Se você tiver alguma dúvida, nos informe nos comentários abaixo e faremos o melhor para respondê-las.

E aí, este artigo foi útil para você? O que mais você gostaria de saber sobre este tema?

10 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

Artigos recomendados