O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
3 min para ler 10 Compartilhado 121 Comentários

Por que produtos eletrônicos são tão caros no Brasil?

Nós, brasileiros, convivemos com uma triste realidade quando o assunto é o preço dos produtos eletrônicos vendidos no país. Na maioria das vezes, pagamos muito mais caro pelo mesmo produto vendido em outros países. Abaixo você confere as duas principais razões para isso.

Impostos

Até aqui nenhuma novidade, pois a enorme carga tributária brasileira impacta diretamente no preço das mercadorias que consumimos. Os impostos servem basicamente para duas finalidades: aumentar a arrecadação pelo governo e também para equilibrar o mercado para que produtos baratos vindos do exterior não prejudiquem a industria nacional.

mobile payment telekom maywallet credit card 07
Os impostos ainda são os grandes vilões dos preços dos eletrônicos no Brasil / © ANDROIDPIT

Os principais vilões dessa conta são o ICMS  (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação), o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e o Imposto sobre Importação. Juntos com os demais taxas, a tributação responde por aumentar o preço final dos produtos em até 80%.

A regra é simples: quanto menor a necessidade de um bem, maior será a taxação. É por isso que games e consoles são tão caros, pois não são considerados produtos de primeira necessidade. Assim, alguns produtos recebem uma taxação maior (eletrônicos e afins) e outros uma taxação menor (aqueles que são considerados de primeira necessidade).

AndroidPIT gear 360 review 1528
Gear 360: exemplo de produtos que chega custando mais 100% o valor cobrado no exterior / © AndroidPIT

Tome como exemplo a Gear 360, a câmera recém lançada pela Samsung que, na Europa custa, 360 euros, o equivalente a R$1.290,00. Nessa semana, o mesmo produto foi lançado por aqui por R$2.599,00, um aumento de mais de 100% no valor.

É difícil estipular toda a carga tributária incidente sobre o produto, mas levemos em conta que o custo total de trazer o produto para o Brasil o encareça em 80%. Então, o que seria responsável pela restante do aumento de preço? O lucro!.

Aumento da margem de lucro das empresas

Ora, se consideramos que os impostos incidentes sobre os produtos eletrônicos cheguem ao máximo de 80%, a única explicação para um aumento superior a este limite está na margem de lucro das empresas.

androidpit money cash 2
Aumento da margem de lucro das empresas também é responsável pelo encarecimento dos produtos por aqui / © ANDROIDPIT

Não que elas não devam lucrar com a venda de seus produtos, pois esta é justamente a ideia de um sistema capitalista. Mas não podemos perder de vista que, no valor de 360 euros cobrados pela Gear 360, também já está incluída a margem de lucro dos fabricantes e dos varejistas.

Assim, é inegável que as empresas aumentam essa margem para serem distribuídas com as filiais nacionais. Porém, a maioria delas acabam culpando os impostos, sem assumir a sua parcela de responsabilidade pelos altos preços.

O caso mais clássico foi o do PlayStation 4, que custava US$399 dólares nos Estados Unidos e foi lançado no Brasil pelo preço absurdo de R$ 4 mil. Isso em uma época que a cotação do dólar estava por volta de R$2,30. E sabe qual foi o principal argumento da Sony para justificar o então valor irreal? A carga tributária para a importação do aparelho. 

Infelizmente não vemos muito esforço, por nenhuma das partes responsáveis pelos altos preços, em tornar os dispositivos eletrônicos em geral mais acessíveis por aqui.

E você, acha que as empresas poderiam lançar produtos mais acessíveis se realmente quisessem?

10 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  •   77
    Steven 3/jul/2016

    Reportagem muito superficial que simplesmente coloca a culpa nas empresas. Mais uma vez o Flavio Prado não foi a fundo antes de escrever e parece que isso está virando uma rotina por aqui. Então, vou ajudá-lo com algumas coisas que você esqueceu de colocar no seu texto:
    1. Produtos importados: a). coloque na conta o custo brasil. A falta de portos faz com que os navios fiquem parados por dias antes de descarregar. Há 5 anos atrás, o dia custava 40.000 reais para o importador. b). Taxas de alfândega são muito altas, além das diárias que o importador paga quando o produto fica retido. E nós sabemos que nenhum produto entra no Brasil sem ficar retido muitos dias. c). dificuldades criadas para vender facilidades. Sabemos que isso acontece e nem vou me aprofundar nesse caso. d). Seguro. O importador é obrigado a pagar seguros altíssimos por estar trazendo produtos ao Brasil. Além do seguro de importação, há o seguro para o transporte, pois o roubo de carga é um negócio em franca expansão no nosso país. e). Perdas. Este é o país onde os funcionários têm menos cuidados com os produtos que vem de fora ou mesmo estão aqui dentro, por isso, há um custo extra com embalagens reforçadas e com a perda de produtos que são estragados no transporte.
    2. Produtos fabricados no Brasil. a). A maior parte das peças vem de fora e passa pelo mesmo problema do produto acabado importado, sendo que se encaixam em todos os itens acima. b). Após o produto sair da fábrica, temos os itens c), d) e e). Custos trabalhistas. este é um dos países onde o empregado é mais caro para o empresário. Calcula-se que o custo do empregado é de 110%, ou seja, se ele ganha 1.000 por mês, o empresário pagará ao todo 2.100. Imagina os diretores, funcionários graduados e etc. que ganham bem mais. f). Leis trabalhistas - Hoje um funcionário que tenha trabalhado mais de 1 ano, consegue fácil na justiça pelo menos 10 vezes o valor de seu salário. Para isso basta arrumar uma testemunha que minta bem, pois a testemunha se sobrepõe a qualquer documento ou perícia. g). Brasileiro. O brasileiro, ao contrário do que se diz, não é um povo trabalhador. basta comparar com a Europa ou EUA. Aqui o empresário necessita de 2 funcionários (ou mais) para fazer o mesmo trabalho de 1 europeu. Quem já esteve dos dois lados vai concordar com a minha afirmação. Quem nunca esteve, vai ficar revoltado, mas isso é normal. Pergunte a qualquer empregado brasileiro quando é o próximo feriado. Ele dirá os próximos 2 ou 3 e alguns saberão todos do ano. Depois, pergunte o que ele tem que fazer amanhã no trabalho que ele dirá que verá quando chegar lá.

  • Claudio R. 3/jul/2016

    E não vai melhorar tão cedo!
    As fabricantes usam as coisas ruins que acontecem no Brasil a favor delas

  • Renata Teles 3/jul/2016

    Pior ainda é o preço dos carros, mesmo montados aqui no Brasil são vendidos com um preço 3 x maiores do que em outros países... e o povo não deixa de comprar carro zero, cada vez carro popular tá aumentando os preços.. daqui uns dias um uno estará valendo 100 mil reais... enquanto o salário mínimo mil reais... Nos EUA o preço condiz com o produto porque americanos não aceitam pagar caro, enquanto que no Brasil achamos bonito pagarmos caro, é demonstrar status!!

  • Felipe Lima 3/jul/2016

    A questão é: as fabricantes olham para o nosso país e vê o governo nos fazer de otários, sendo assim elas acham que podem nos fazer de otários também e vai ficar tudo bem. Além de aumentarem o preço de seus produtos vendidos nacionalmente, elas agora criaram a moda de trazer produtos inferiores com o mesmo valor ou maior, até. Só espero que os brasileiros não comprem essas porcarias que estão sendo despejadas aqui( Alô LG G5 e Moto Z) e que as fabricantes vejam que não somos porcos pra aceitar qualquer coisa que nos dão, ou melhor, nos tentam vender.

  • Renata Teles 3/jul/2016

    Sem contar que os melhores produtos eles exportam, como o café por ex, os melhores grãos são exportados, só ficamos com as sobras ruins e ainda pagamos mais caro do que os países que importaram esses produtos.

121 Comentários

Escreva um comentário:

  • Eu compro eletrônicos no Paraguai e na Argentina. Vão para Foz do Iguaçu e atravessem as fronteiras (não precisa de visto) e comprem nesses países. Economia de 20 a 30% e sai bem mais barato que ir pros Estados Unidos pagar mais de 3 mil em passagem e hotel. Essa lenda que Paraguai falsifica produtos para barateá-los é mentira. Eles vendem originais mais baratos por cobrarem menos impostos.


  • Pra quem gosta de tecnologia principalmente, o Brasil é uma droga.. só mandam refugo pra cá, custando o olho da cara..


  • O governo é o preservativo, as empresas são as picas, e o povo que paga é o c*!! Então quem acaba enrabado são o povo.


  • Todos têm culpa.
    Nós brasileiros trouxas que sabemos que estamos sendo roubados e pagamos esses valores absurdos e não reclamamos.
    As empresas que sabem que o brasileiro e trouxa e vai comprar e com isso superfaturam os preços
    O governo por ser corrupto desgraçado e é obrigado a subir taxas de juros importacao etc.

    E com isso agente paga caro por ter um governo que só quer nos afundar.

    Queria ter coragem de importar pra nunca mais comprar aqui nada.


  • Faltaram algumas coisas:

    1- Desinformação do consumidor. Pouquíssima gente sabe que importar um produto pode sair mais barato do que comprar aqui dentro. Melhor dizendo, pouquíssima gente sabe importar.

    2- Burrice financeira instalada. Explico: a incapacidade das pessoas em perceber que não vale a pena comprar produtos caros só por moda ou por que gostam. Fora isso, meio mundo pega o que quer comprar e divide em milhares de vezes, "posso pagar a prestação? SIM! Então vou comprar" - e lá se vai o resto do ano com a corda no pescoço.

    Enquanto não pararem de comprar, enquanto não tiver produto encalhado na prateleira, os preços não baixam.


  • Corrupção + Impostos + Fabricantes Mercenárias + Varejistas que exploram + Trouxas que pagam o que pedirem = preços do Brasil!


  • Concordo plenamente. Não é somente imposto e sim lucro, tem vários economista provando que existe sim o chamado Lucro Brasil. Vários exemplo são usados, vários produtos são usados para provar o chamado Lucro Brasil, onde as fábricas aqui ganham muito mais das fábricas lá de fora. Veja que a mão de obra do Brasil é mais barata que a mão de obra da Europa e Estados Unidos, e mesmo assim os produtos lá são baratos. Vi gente mencionando exemplo sobre falta de portos, falta de estrutura, concordo com isso, mas as fábricas aproveitam disso tudo para enfiar a faca. Veja que quando o governo corta o imposto de algum produto, elas não repassam todo o corte de impostos para o consumidor, elas abaixam pouco, para faturar mais ainda.


  • Os eletronicos são caros por causa dos impostos; não precisa de textão!!!!!


  • o brasileiro além de pagar mais caro. ainda se GABA


  • Como assim? "Os impostos servem basicamente para duas finalidades: aumentar a arrecadação pelo governo e também para equilibrar o mercado para que produtos baratos vindos do exterior não prejudiquem a industria nacional"? É isso mesmo? A maior carga fiscal do planeta só serve para bancar a corrupção e prejudicar o contribuinte!!! Esse país é uma piada !!! De muito mal gosto !!!


  •   77

    O PlayStation 4 foi um caso muito particular. A Sony lançou o equipamento a um preço abusivo no Brasil para afastar os brasileiros da sua plataforma, já que havia reclamação no mundo inteiro de que o brasileiro entrava nos jogos somente para avacalhar com as partidas online. Nos jogos, o brasileiro é odiado no mundo inteiro. A Sony até tentou colocar a culpa nos impostos e lucros dos varejistas, mas ficou muito clara a sua estratégia quando a Microsoft trouxe o XBOX One por quase metade do preço do PS4.


  • imposto sobre imposto, sobra pro consumidor.


  • Infelizmente é a realidade, em relação aos eletrônicos e aos automóveis e outros produtos também, se achamos muito caro e mesmo assim ainda compramos, para quem vende, se compramos é por que o preço está bom, mas se todos se unirem e pararem de comprar carros, produtos eletrônicos e outros produtos com uma tributação absurda, vocês iam ver o que eles iriam fazer para que voltássemos a comprar os eletrônicos, carros e etc
    Parabéns a todos os comentários, informações muito importantes.


  • Nosso país sequer produz um simples semicondutor(100%nacional), logo, penso que não deveriam nem sequer cobrarem taxas de importação de eletrônicos tecnológicos.
    Proteção de mercado. Reserva de mercado!
    De quem?!
    Somos um país de prestações de serviços apenas.
    Ruins e caros!


  • Pois é verdade , sou brasileiro e vivo na Europa e nunca vi uma desigualdade tão grande no custo de vida do Brasil em relação a outros países. Os preços da Europa chega a custar 1/4 DO PREÇO do brasil o mesmo produto.

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi