O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
5 min para ler 13 Compartilhado 21 Comentários

Como funcionam os recursos de segurança do WhatsApp, Telegram e Facebook Messenger

Em tempos em que os principais messengers do mercado alardeiam que seu produto é o mais confiável para preservar a privacidade do usuário, fica a pergunta: como funcionam os recursos de segurança dos principais apps mensageiros do mercado? Para responder isso, analisei os três mais populares: WhatsApp, Telegram e Facebook Messenger. Confira!

Como funciona a segurança de dados no WhatsApp

Em meio a bloqueios do Brasil e na mira de autoridades do mundo inteiro, de olho na troca de mensagens entre criminosos, o WhatsApp deu o passo definitivo em seus recursos de criptografia neste ano. Isso porque seus administradores anunciaram na última semana que todos os meios de comunicação do app (mensagens de texto, chamadas de voz e o envio de arquivos) passam a estar protegidos por meio da criptografia de ponta-a-ponta.

Basicamente, essa tecnologia de encriptação significa que a mensagem sai do remetente fortemente codificada e só é decodificada quando chega e é lida (ou ouvida) pelo destinatário. Ou seja, quando há uma troca de diálogos entre duas pessoas – ou um grupo – usa-se uma espécie de “cadeado virtual”, onde só o destinatário pode abri-lo. 

whatsapp update criptografia 0
Agora o WhatsApp criptografou todos os seus meios de comunicação / © ANDROIDPIT

Além disso, ainda que as conversas fiquem temporariamente armazenadas nos servidores do WhatsApp (elas deixam os servidores assim que o destinatário abre a mensagem), é impossível para os administradores do messenger terem acesso as mesmas, já que neste estágio elas também estarão sob um forte sistema de criptografia. 

Agora, o desafio é explicar para juízes e delegados porque é impossível entregar os diálogos via WhatsApp de suspeitos sob investigação (sim, Brasil, estou olhando para você). Isso talvez seja mais difícil do que quebrar a criptografia do Messenger. 

WhatsApp Messenger Install on Google Play

Como funciona a segurança de dados no Telegram

O Telegram ganhou destaque no mundo dos messengers por se classificar como o mais seguro do mundo. O app apareceu em agosto de 2013, no auge do escândalo Edward Snowden / NSA e promoveu como principal diferencial os seus pesados recursos de criptografia. 

O Telegram utiliza um sistema de encriptação próprio, que leva o nome de MTProto. Desenvolvido por uma equipe de matemáticos russos, a plataforma é baseada em criptografia AES simétrica de 256-bits, RSA 2048 e troca de chaves seguras Diffie–Hellman. Em outras palavras, é bem seguro. 

Assim como o WhatsApp, a troca de mensagens também utiliza o padrão “ponta-a-ponta” em seus chats secretos e não deixa rastros nos servidores da empresa, além de contar com mensagens auto destrutivas, que não permitem o encaminhamento para outros usuários. De acordo com a empresa, a única coisa que os chats secretos não possuem é armazenamento na nuvem — eles só podem ser acessados em seus dispositivos de origem.

TELEGRAM
O Telegram conta com um sistema de criptografia próprio / © ANDROIDPIT

Outra vantagem que o Telegram vende é que ele se trata de um messenger aberto, em que qualquer pessoa pode verificar seu código-fonte, protocolo e API e ver como é o seu mecanismo de funcionamento. E sua estratégia de marketing baseada em segurança parece que vem dando certo. 

Durante a Mobile World Congress 2016, a empresa afirmou que registrou um aumento de 61% no número de usuários em um ano. Além disso, durante o bloqueio do WhatsApp no Brasil, o Telegram teria ganho 5,7 milhões de usuários do país. Considerando que a sua interface é quase um clone do messenger americano, a migração é compreensiva.

Telegram Install on Google Play

Como funciona a segurança de dados no Facebook Messenger

Em comparação ao WhatsApp e Telegram, o Facebook Messenger é o comunicador menos, digamos, rígido no quesito segurança. O que não quer dizer que a rede social não se preocupe com esse assunto, claro. 

A criptografia do Messeger entra em ação quando as mensagens estão em trânsito entre o dispositivo do usuário remetente, os servidores da companhia onde elas ficam armazenadas e o destinatário. No entanto, isso significa que o Facebook pode entregar as mensagens privadas à Justiça se a lei do país permitir.

androidpit facebook messenger tips 4
Facebook Messenger: comunicador deve ganhar recursos de segurança mais robustos / © ANDROIDPIT

Mas o Messenger do Facebook também ganhará reforço em sua segurança muito em breve. O site The NextWeb informou que, a exemplo do que a rede social já faz para a sua comunicação via e-mail, o comunicador também passará a usar a criptografia PGP (Pretty Good Privacy).

Esse padrão trabalha a partir do sistema de chaves, sendo uma pública e outra privada. Dessa  forma, apenas quem tiver a chave privada, poderá abrir as mensagens enviadas pelo remetente. Em outras palavras, esse sistema de criptografia fornece autenticação e privacidade criptográficas na comunicação de dados. O único problema é que sua implementação é mais chata de executar se comparado a outros padrões.  

Facebook Messenger Install on Google Play

Conclusão

O WhatsApp conseguiu recuperar o terreno perdido ao implementar a criptografia End-to-end em todos os seus meios de comunicação, o que pode estancar uma eventual fuga de usuários que não se sintam seguros com o messenger. Com isso, o comunicador mais popular do mundo deve manter a liderança por mais alguns bons anos. 

O Telegram continuará popular, principalmente por aqueles que colocam a segurança em primeiro lugar. A empresa saiu na frente no quesito privacidade e seus recursos de criptografia e deve continuar investindo nisso para continuar a atrair usuários. Mas a não ser que o WhatsApp sofra um colapso de proporções apocalípticas, é muito difícil que o messenger russo consiga alcançá-lo na base de usuários. 

Já o Facebook Messenger, mesmo com um nível de segurança menor, corre por fora e pode surpreender a médio prazo. Isso porque a rede social vem investindo forte nele, com serviços diversos, incluindo o de pagamentos. Logo, oferecer uma criptografia forte é essencial para que os usuários fiquem mais tranquilos ao utilizá-los. E é aí que o PGP pode funcionar muito bem, até porque ele é utilizado em plataformas de assinaturas digitais. 

Enfim, que vença o melhor! 

Você confia nos recursos de segurança dos principais messengers do mercado? 

13 Compartilhado

21 Comentários

Escreva um comentário:

  • Chamando os delegados e juízes brasileiros de burros? Como assim?! Que maldade...


  • Interessante. Mas uma é certa, o Telegram é imbatível nesse segmento.


  • Odeio aquele momento quando vou na rua e alguém me manda com uma geladeira em cima -.-"


  • Bom que se dizem preocupados com a segurança e privacidade dos seus usuários, mas eu fico com um pé atrás, na questão dos apps do Zuckerberg, pois tratam-se de apps comerciais, onde seu proprietário vende anúncios com os dados recolhidos dos dois, como mencionado pelo Bruno Cabral. Será que ninguém da empresa dele vai ter acesso, como fará, se as informações são coletadas por esses para vender no Facebook? Porque não abre o código fonte para que se possa verificar se realmente é entregue o que eles falam? Gostaria de uma justificativa para tal fato. Como o Tio Mark Zuckerberg, não vai abrir o jogo, vou preferir ficar com o Telegram!


  • Ainda acho que o Telegram dá uma surra em todos eles. Mas OK! =)


  • Seguro mesmo é o Chat Secreto do Telegram hahaha


  • Mais um argumento pra nudes seguros... "Pow gata é criptografado, tem perigo não...". Esse já marquei como um tópico favorito.


  • Apesar da privacidade ser muito importante, acho que a criptografia destes apps devia ter um "meio termo". No caso de um crime, as conversas realizadas deveriam ser descobertas, pois se por exemplo houvesse vítimas, estas teriam um "descanso" psicológico ao saber quem causou e as causas desse crime. Quem diz crimes, diz outras coisas, afinal quem não deve, não teme.

    Claro que gosto da privacidade e sei que hoje em dia isso é cada vez mais escasso, um exemplo é o Windows 10, mas se não fiz nada de mal, não tenho problemas em mostrar ás autoridades certas coisas/assuntos.

    Mais uma coisa, na prática o Whatsapp é criptografado, mas ao contrário do Telegram, o código é fechado e não é possível para nós verificar se é mesmo criptografado, e visto que a empresa de Zuckerberg tem um imenso histórico de troca de informações para NSA, FBI e CIA, não teria plena "à vontade" nesse assunto, apesar de não ter nada a esconder.


  • Facebook Msssenger contar com criptografia? Já tava mais do que na hora v:


  • otima noticia gostei bastante


  • boa leitura gostei


    • Foi resumido pra caramba, mas até que ficou bom.

      o do Whatsapp não temos muito segredo (se bem que não foi comentado o que não fica encriptado, fora tbm as suas informações são usadas para ele oferecem via app do facebook, que vc convide um colega do whatapp para o facebook - mostrando numero de telefone e nome do usuário, uma séria "brecha").

      E enfatizou um recurso que no caso é o mesmo do Whatsapp, os Chats Secretos do Telegram que são end to end.

      Mas tbm esqueceram de informar que existe sim uma criptografia muito forte nos chats comuns e grupos, porém como o Telegram é sincronizado em nuvem (whatsapp é local somente), a criptografia é "Cliente/Servidor" e funciona de uma forma diferente mas muito importante e segura tbm.

      Inclusive o fato de ser código aberto e disponibilizar APIs, é para que os desenvolvedores possam verificar o código e caso achem brechas, poderem informar. E as APIs são liberadas para que outros devs criem suas versões, mas todos se comunicam entre sí. Lembra do Whatsapp PLus? era o Whatsapp mas com recursos beeem melhores mas foi bloqueado. NO telegram vc pode isso pois ele libera, inclusive o desenvolvedor do whatsapp plus saiu fora e criou o Plus Messenger usando a API do Telegram, faz mega sucesso, tem o zapzap brasileiro tbm que é um cliente Telegram, Challegram entre outros, e todos users se comunicam entre sí do Telegram oficial. Mas cada um adquire qual melhor app que possa "sana" suas necessidades.

      Isso é uma boa para empresas que necessitam de algo especifico para ambiente de comunicação interno. Usam as APIs e depois adicionam seus sistemas embutidos.


      O Messenger é o pior, recebeu nota 1/2 de 7 em segurança.

      Whatsapp recebeu 6 de 7 e o Telegram e Signal 7 de 7.

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi