O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
4 min para ler 112 Compartilhado 34 Comentários

Se você deseja ter o Android Auto saiba que ele já chegou caro!

O Google acaba de anunciar a chegada ao Brasil do Android Auto, a versão do seu sistema operacional móvel para carros. Com funcionamento simples, basta que você conecte seu smartphone, via cabo, no painel do veículo, e ele espelhará na tela todas as funções do telefone com o qual é compatível. O que você realmente deve saber sobre o Android Auto é que esta tecnologia não é para todos os bolsos.

A tentativa de tornar a plataforma mais democrática

Durante a apresentação do Android Auto, pude notar a sincera tentativa do Google em mostrar que a plataforma pode ser mais acessível a todos os usuários. Uma das indicações disso é que ele será compatível com smartphones que tenham o Android Lollipop (5.0) ou superior. A justificativa é que, segundo a gigante de buscas, a base de usuários do Lollipop cresce a passos largos entre os usuários do sistema e pode se tornar a mais difundida no país em pouco tempo.

O Android Auto estará disponível da primeira quinzena de abril

Outra indicação de que a empresa quer ver o Android Auto no maior número de carros possível é a possibilidade de ter acesso à plataforma sem, necessariamente, ter de comprar os modelos que já trazem a tecnologia embarcada. Isso porque já existem módulos automotivos que podem ser comprados separadamente. Um deles é o AVIC F70TV, da Piooner.

modulopioneerandroidauto
Pioneer AVIC F70TV: a tentativa do Google em tornar o acesso ao Android Auto mais democrático/ © ANDROIDPIT

O dispositivo é equipado com tele de 7 polegadas, TV Digital, GPS, controle remoto e operação multitouch. Uma vez com o smartphone conectado a ele, é possível utilizar todos os recursos da plataforma. O microfone também já vem embutido no módulo, logo, os comandos de voz funcionam a contento. Mas, que fique claro: não é algo exatamente barato: seu preço sugerido é de R$ 2.799.

Mas é bem melhor do que gastar R$ 34 mil em um veículo novo, não? Ok, talvez em uma economia em crise como a nossa, R$ 2.800 doa quase tanto quanto R$ 34 mil, eu sei.

O Google quer ver o Android Auto no maior número de carros possível 

A voz é quem manda

Outro fator que o Google quis deixar bem claro quando apresentou o Google Auto: os comandos de voz são quem mandam na plataforma e são com eles que você vai operar boa parte das funcionalidades. Isso pode limitar alguns dos recursos que você mais preza no seu aparelho, mas a segurança vem em primeiro lugar.

O preço sugerido é de R$ 2.799

Mesmo assim, será possível enviar e receber mensagens (que serão “faladas” para o usuário),inclusive via WhatsApp; acessar dados relevantes como o clima e tempo de percurso, usar o Google Now para outros tipos de informações (como descobrir um restaurante próximo) e ainda acionar os serviços de música compatíveis (Spotify, Deezer, Google Play Música, entre outros).

painelandroidautoum
A voz comanda quase todas as funcionalidade do Android Auto/ © ANDROIDPIT

E no quesito “mapas”, o Google Maps será o serviço padrão do Android Auto. Segundo o Google, o Waze também será integrado ao sistema, mas o projeto ainda está em fase desenvolvimento, sem data para chegar.

Durante os testes que fizemos com a plataforma em um carro em movimento, alguns dos recursos demoraram um pouco para engatar, mas mais por causa da lentidão das redes 3G/4G. No geral, foi legal observar que o sistema entendeu bem os comandos de voz, algo que o Google afirmou que ainda precisa passar por um certo refinamento antes de chegar ao público em geral.

Alguns recursos demoraram um pouco para engatar por causa da lentidão das redes 3G/4G

O Android Auto estará disponível da primeira quinzena de abril, quando o usuário poderá baixar o app no Google Play.

Conclusão

Considerando a quantas anda nossa economia, o Google pode não ter escolhido o melhor momento para trazer o Android Auto ao país. Afinal, ou você compra um carro novo que tenha a tecnologia embarcada ou desembolsa quase R$ 3 mil para comprar um módulo que traga a plataforma. Em nenhum dos casos, trata-se de um investimento pequeno.

Mas o Android Auto ganha pontos por ser fácil de usar, agregar alguns dos apps mais populares entre os usuários e privilegiar segurança ao permitir que os comandos de voz predominem na usabilidade. Agora é ver quem estará disposto a investir pequenas fortunas para transformar seu carro em um smartphone. 

E aí, o que você achou do Android Auto? Considera ter um desses no seu carro?

112 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

34 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi