O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
8 Compartilhados 1 comentário

Governo quer regulamentar pagamento via celular

 

Muitos países já utilizam a tecnologia NFC (Near Field Communication ou Comunicação em Campo Próximo) para efetuar saques e pagamentos com o celular em detrimento ao cartão de crédito. Especialmente pela segurança e funcionalidade. O governo brasileiro ainda não sabe qual tecnologia vai utilizar, mas deve enviar ao Congresso um projeto de lei que regulamenta os pagamentos eletrônicos por meio de telefones celulares. A previsão é que ainda no segundo semestre, especificamente agosto, o projeto de lei seja analisado no Congresso.

Este é um grande passo para o mercado nacional, não apenas em termos de tecnologia, mas também financeiro, já que facilitará o acesso da população a variadas formas de pagamento de forma segura, ou seja, o pagamento em “cash” não necessitará de cédulas se você possuir um smartphone. Porém, para que não vire bagunça, o projeto deve ser muito bem elaborado e, segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, ministério e Banco Central (BC) debatem juntos a questão:

“Pode fazer pagamento, mas pode fazer empréstimo? Com certeza isso tem que ser regulamentado pelo BC. Se uma empresa de telecomunicações começar a emprestar dinheiro, certamente o BC vai querer controlar isso”

Segundo o Estadão, o ministro já assinou um termo de compromisso com a Huawei do Brasil, segundo este acordo, “o Brasil será líder em serviços de 4G em 450MHz, com a vantagem da tecnologia LTE 450 MHz.” O debate sobre tecnologia e mercado financeiro se faz necessário há muito tempo, regulamentar o pagamento via celular em um país que conta com mais de 251 milhões destes dispositivos é dar um passo à frente em termos de desenvolvimento nacional.

O que você acha, este tipo de tecnologia funcionará no Brasil?

Imagem: Techguru.com.br

1 comentário

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi