O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
1 min para ler 19 Compartilhado 9 Comentários

Galaxy Note 3 e seu novo sistema de gerenciamento de energia

Até agora muito se falou sobre as novas funções de software e do design do Galaxy Note 3. Uma importante novidade, contudo, foi pouco mencionada: o novo Note 3 conta com um chipset Qualcomm QFE1100 que não apenas irá reduzir o consumo de energia do aparelho, mas também o calor associado ao uso intenso (como no caso da rede 4G).

atalho
O Galaxy Note 3 tem um novo sistema de gerenciamento de energia. / © AndroidPIT

Com o novo chipset, o hardware do Galaxy Note 3 poderá rastrear mudanças na frequência da antena e ajustar o consumo de energia. A tecnologia é chamada “Envelope Tracking”, e será capaz de limitar o uso de energia apenas ao que é necessário no momento da transmissão. Atualmente, os aparelhos funcionam com energia máxima o tempo todo ou se ajustam quando a antena está pouco ativa.

atalho
À esquerda vemos o sistema atual; à direita, a nova tecnologia "Envelope Tracking". / © Qualcomm

Ao usar essa tecnologia, a Qualcomm alega ser capaz de reduzir o consumo de energia do transmissor em até 20%, e reduzir o calor em até 30%. Por enquanto, ela aparecerá apenas no Galaxy Note 3, mas em breve será empregada em outros aparelhos.

Seria esse o começo relativamente pouco notado da tão aguardada inovação no que concerne às baterias e ao consumo de energia dos smartphones?

Fonte: Qualcomm

19 Compartilhado

9 Comentários

Escreva um comentário:
  • Eu queria um bom rastreador igual da Apple! O que adianta tanta tecnologia, se me roubarem nunca mais acho ele, pq é só formatar, zerar e começar tudo de novo

  • será que nós estamos preparados p/ novas tecnologias?

  •   60

    +Tiago falou tudo , isso sim é inovação.

  • Tiago P.
    • Blogger
    11/set/2013 Link para o comentário

    A ideia é essa! A mudança nas frequencias de rede pelas antenas é uma das coisas que mais ocasiona o alto consumo da bateria e aumento da temperatura! A comunicação entre antenas/torres de rede e aparelhos são regidas por protocolos especificos, dentre eles, a questão da distância do aparelho e a torre mais próxima e a quantidade de frequencia a ser liberada + a compensação de energia que o aparelho precisa utilizar para se conectar aquela rede e manter "bons níveis de sinal". É por isso que em outros países podemos as vezes ver um mesmo aparelho durando MUITO mais numa rede 3G em standby ou talk do que aqui, que temos uma rede instável e problemática graças as maravilhosas operadoras que temos. (Sinal instável, compensação de energia pelo aparelho, dentre outras questões = mais consumo de bateria).

    Se a Qualcomm conseguir melhorar isso em 20, 30% com seus novos processadores notaremos muita diferença daqui a um tempo. Espero que logo!

  • Já posso trocar meu Galaxy S4? .-.

  • Camila Rinaldi
    • Admin
    • Equipe
    11/set/2013 Link para o comentário

    É interessante perceber como a Qualcomm vem se preocupando com a autonomia da bateria dos smartphones oferecendo um desempenho inteligente nos seus processadores. Creio que um chipset de qualidade daqui para frente será aquele capaz de otimizar sua performance em prol da energia do aparelho. Afinal, de que adianta ter um super dispositivo se ele não dura tempo suficiente ligado?

  • Já estava na hora!

  • não entendi essa preferência em ser primeiro nos celulares Samsung... mas uma boa notícia...

  • que bom que a samsung esta melhorando o uso de bateria em seus aparelhos.

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi