O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
227 Compartilhados 88 Comentários

Cinco histórias sobre a Xiaomi que talvez você não conheça

A Xiaomi não tem uma história muito longa: a empresa foi fundada em 2010 e rapidamente ficou conhecida internacionalmente. Ela é muito mais popular na China do que em qualquer outro lugar, mas conseguiu ganhar uma reputação sólida, mesmo vendendo seus smartphones em poucos países. Mas essa história todos os fãs conhecem, então vamos contar algumas particularidades bem menos conhecidas.

O nome é um mistério

Se o fabricante é chinês, o nome é chinês. O termo Xiaomi é a implementação de caracteres chineses no alfabeto ocidental, o que, como de costume, pode deixar a interpretação confusa. Quando perguntei a uma amiga chinesa, ela disse que  小米 (Xiao Mi) significam literalmente “pouco milho” ou “pouco arroz”.

O logotipo da Xiaomi parece a sílaba “mi” em caracteres latinos. Charlotte explicou que no logo a Xiaomi tentou integrar caracteres chineses e latinos já que, de ponta cabeça, o “mi” lembra o símbolo chinês para “coração”. O termo “Mi” também é encontrado em todos os modelos de smartphones da marca (Mi, Mi Note, Redmi) e serve para transmitir uma ideia positivo que infelizmente não funciona no Ocidente.

AndroidPIT Redmi 3S review xiaomi 0734
O logotipo foi muito bem pensado / © AndroidPIT

O valor da empresa é fenomenal

O ano de 2015 foi de consagração para a Xiaomi. Se normalmente imaginamos start-ups como empresas pequenas de 30 pessoas tentando fazer seu nome, a Xiaomi vai um pouco além: ela até conseguiu passar o Uber e foi a maior start-up do mundo, com negócios acima dos 20 bilhões de dólares! O que mais você quer?

Hoje, a Xiaomi ainda está em crescimento e, mesmo o Uber tendo retomado a posição nº. 1, ela orgulhosamente mantém seu 2º lugar com um valor de 46 bilhões de dólares, muito à frente do Airbnb. Ela continua a crescer, e emprega mais de 8.000 funcionários, o que é um número respeitável, mas ainda muito baixo quando comparado com os 170.000 da sua rival chinesa Huawei. A empresa está em ascensão, mas é melhor que não descanse no ponto, porque o mercado muda rapidamente e é preciso mudar com ele se ela quiser permanecer na corrida.

BP
Benoit Pepicq
A Xiaomi não quer correr o risco de ser engolida pelos concorrentes.
O que você acha?
762 participantes
50
50

As atividades da companhia são variadas

Se não nos surpreende que as gigantes da tecnologia (Sony, Huawei, Samsung) estendam seus tentáculos sobre muitas indústrias, é um tanto curioso que uma empresa tão jovem faça o mesmo. Dito isso, o caso da Xiaomi é especial e ela entende que a chave do sucesso no mundo high-tech é diversificar. No Ocidente ela é conhecida por seus smartphones, vendidos a um “preço o mais próximo possível do custo de produção” para atrair mais clientes. Porém, a Xiaomi é muito mais que isso.

A Xiaomi é especializada na produção de dispositivos eletrônicos conectados, como smartphones, pulseiras, tablets, smartTVs e até sapatos. Ela também fabrica muitos acessórios, como fones de ouvido e outros. No entanto, a Xiaomi vai além, e também cria routers, gamepads e até drones. Ainda não tive a oportunidade de testar o Mi Drone, mas pelo que li sobre ele, não é o melhor produto que ela faz.

AndroidPIT Xiaomi banda média 2 2 avaliação
Câmeras, smartphones e pulseiras /  © AndroidPIT

A jovem Xiaomi atrai especialistas experientes

Isso não é exclusividade da Xiaomi: ter os contatos certos é sempre útil para um negócio, independente do seu nível ou posição. Como a Xiaomi é nova no mercado, precisa aprender muito, e o faz perguntando a quem sabe: Em 2013, conseguiu levar Hugo Barra (ex-gerente de produto da Google e ex-gerente de desenvolvimento Android) para o posto de vice-presidente.

hugobarra androidpit
Hugo Barra / © AndroidPIT

Em 2014, a Xiaomi fez um convite a Steve Wozniak, um dos fundadores da Apple; ele disse que a empresa “tem grandes produtos” que “são bons o suficiente para entrar no mercado americano”; bela forma de bajular o ego de uma empresa jovem. Não obstante, um dos criadores da Xiaomi é chamado de “Steve Jobs chinês” e outro é um antigo especialista da Google que já trabalhou na Microsoft. Em suma, gente boa para ter em uma start-up.

Possuir as conexões certas é sempre útil para um negócio

A Xiaomi já foi acusada de espionagem

Talvez você já tenha ouvido falar que os chineses tendem a espionar os telefones. Preconceito ou realidade? Em 2014, spywares (softwares espiões) foram encontrados no Xiaomi Redmi Note e no Xiaomi Redmi 1S em modelos vendidos na China, Hong Kong e Taiwan. A história foi divulgada enormemente pela mídia e um estudo foi feito em placas que também são usadas por outras fabricantes. O resultado: tudo estava limpo.

Dito isso, o estrago na reputação estava feito. Em 2015, a empresa alemã G Data anunciou que era comum encontrar spyware em smartphones chineses, que confirmavam os resultados anteriores com o Star N9500. Bem, como meu colega Eric diz: "o que é pior: os fabricantes chineses saberem tudo de nós, ou a Google saber tudo de nós?"

Conhecem outras histórias da Xiaomi?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Deivis Schuman há 3 semanas

    A Xiaomi veio, espionou o Brasil e constatou que seria uma furada investir aqui e foi embora!

  • Adriano S. há 3 semanas

    O pequeno grão de arroz não suportou a soberania do café

  • Rodrigo J. B. Duarte há 3 semanas

    Se eu tivesse grana compraria 3 Redmis só pra alinhá-los e mostrar as traseiras pros haters em horas adequadas: MI MI MI!! sahshashhshhs.

  • Waldiney Santos há 3 semanas

    Pelo que eu li, 小米 junto é o nome de uma planta que dá um grão que fica entre o arroz e o milho em semelhança, que muitos conhecem como 'painço'. Já 小 米 separado é que se traduz como 'pequeno arroz'. A pronúncia de ambos é a mesma. Como a cultura oriental é muito ligada ao arroz como alimento, imaginar um simples arroz pequeno (ou um grão de arroz) que consegue alimentar nações enormes chega a ser meio filosófico. =D

  • Marcus Vinicius Rodrigues há 3 semanas

    Cara, é só importar. Basta um pouco de paciência e conter a ansiedade da espera do produto chegar.

88 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi