O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
195 Compartilhados 45 Comentários

WhatsApp vai compartilhar os dados da sua conta com o Facebook se você permitir

Depois de quatro anos, a equipe do WhatsApp atualizou os seus termos de serviço e suas política de privacidade com o objetivo de testar serviços pagos, voltados para estabelecimentos comerciais. Com isso, tanto o WhatsApp quanto o Facebook desejam compartilhar as suas informações. Confira os detalhes deste update abaixo.

De acordo com o comunicado à imprensa enviado hoje, o WhatsApp diz que vai "explorar maneiras para facilitar a sua comunicação com os estabelecimentos comerciais de sua preferência, sem a exibição de anúncios ou spam". A ideia aqui é proporcionar um serviço a lojas, bancos, operadoras de aviação e outros, fazendo com que o WhatsApp pudesse lucrar com os produtos como o aplicativo e o cliente web, por exemplo.

Vale lembrar que, desde o início deste ano, o WhatsApp passou a ser gratuito, logo, a empresa vê nestes serviços pagos, voltados para empresas, a chance de aumentar sua receita, afinal de contas, são mais de 1 bilhão de usuários que o WhatsApp pode oferecer ao mercado hoje.

Mensagens de texto ou ligações do banco para avisar sobre uma possível fraude na sua conta, ou até mesmo um alerta sobre o atraso de um voo, serão alguns dos recursos que o WhatsApp vai passar a testar ao longo dos próximos meses.

Você poderá não aceitar tal termo
whatsapp update termos servicos
O whatsApp atualizou seus termos e serviços depois de quatro anos / © WhatsApp

O WhatsApp compartilha informações com o Facebook

Outra novidade faz referência à ligação entre o WhatsApp e o Facebook. Agora - e finalmente - os termos esclarecem que atualmente é propriedade do Facebook e que compartilha alguns dados sobre seus usuários com a rede social. O WhatsApp foi comprado pelo Facebook em 2014 e até hoje estas informações não contavam nos termos e serviços do WhatsApp. Mas isso não é tudo, aceitando tais termos, você passará a compartilhar os dados da sua conta do mensageiro com a rede social:

"Compartilhar os dados da minha conta do WhatsApp com o Facebook para melhorar minhas experiências com anúncios e produtos no Facebook. Suas conversas e número de telefone não serão compartilhados no Facebook, independente desta configuração."

De acordo com o serviço, você poderá não aceitar tal termo. Contudo, se aceito, o Facebook poderá, por exemplo, começar a fazer sugestões de amizade para você a partir de agora, com base nos contatos que você mantém no app. Para tanto, também será necessário que o seu contato tenha adicionado o número do telefone no perfil do Facebook:

"Outro fato importante é que ao conectar o seu número de telefone com os sistemas do Facebook, você terá melhores sugestões de amizade e anúncios mais relevantes caso você tenha algum tipo de conta com estas empresas. Por exemplo, você poderá ver um anúncio de uma empresa da qual você já tenha utilizado os serviços ao invés de uma que você nunca tenha ouvido falar."

Essa colaboração com o Facebook, segundo o mensageiro, permitirá "obter métricas precisas em relação a com que frequência as pessoas usam nosso aplicativo e também conseguiremos ser mais eficazes no combate ao spam no WhatsApp". Desta forma, a empresa deseja oferecer um serviço aos usuários, loteando o WhatsApp para empresas terceiras, mas quer evitar que a experiência de uso do aplicativo, por exemplo, se torne péssima devido ao envio de mensagens em massa pelos parceiros e continuar sem exibir banners com anúncios para as pessoas. Usando essa estratégia, o Facebook teve um lucro 63% maior no segundo trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2015.

Porém, para que isso aconteça, você vai pagar com informações privadas e compartilhando seus hábitos de usuário. Você tem certeza de que realmente deseja fazer isso?

Criptografia de ponta-a-ponta

Outro ponto chave desta atualização deixa claro a implementação da criptografia de ponta-a-ponta. Isso não poderia ter chegado em momento mais oportuno, visto que faz algum tempo que justiça brasileira já vem questionando o fato de que o mensageiro dizia ter acesso às informações da conta dos usuários e que, a pedido da justiça, poderia divulgá-las. Agora, não existiriam mais dúvidas neste sentido:

"Mesmo que estejamos trabalhando em colaboração com o Facebook, suas mensagens criptografadas permanecerão privadas e ninguém mais poderá lê-las. Nós, o Facebook ou qualquer outra pessoa estarão impossibilitados de ler as suas mensagens. Nós não iremos publicar ou compartilhar seu número de telefone com terceiros, incluindo no Facebook. Nós também não iremos vender, compartilhar ou disponibilizar o seu número de telefone para anunciantes."

Fonte: WhatsApp

Os comentários favoritos dos leitores

  • Leandro Marques há 3 meses

    Esses dias estava conversando com uns amigos no WhatsApp e estávamos planejando um churrasco. Aí surgiu na conversa assunto sobre "grelha argentina" (uma grelha que retém a gordura da carne e não deixa cair no fogo). No outro dia, pra todo mundo que estava na conversa começou a aparecer propaganda de venda desse produto no Facebook, sugestão de páginas e etc. Esse papo de criptografia é conversa, Facebook já monitora conteúdo há muito tempo....

  • Lewis Carlsen há 3 meses

    Telegram

45 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi