O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
590 Compartilhado 133 Comentários

Review do Xiaomi Mi4: quando o smartphone da empresa chega ao Brasil?

O Xiaomi Mi4 deu o que falar nos últimos dias, pois foi ao ar uma página do site brasileiro da Xiaomi mostrando o aparelho e seu suposto preço no país: R$ 1.400,00. A fabricante chinesa já esclareceu que tudo não passava de um teste, mas as chances são grandes de o dispositivo ser lançado no país ainda este ano. Portanto, para que nossos leitores possam conhecer mais a respeito desse exclente dispositivo, aqui está o review completo do Xiaomi Mi4.

Avaliação

Prós

  • Tela de boa qualidade
  • Velocidade e fluidez
  • Modos da câmera

Contras

  • Pequenos problemas com a língua de apps
  • Sem memória expansível

Xiaomi Mi4 – Data de lançamento e preço

O Mi4 ainda não foi lançado no Brasil, tendo vazado por um preço bem convidativo de R$ 1.400,00 no site brasileiro da Xiaomi. Como dito acima, a empresa alegou que se tratava de um teste, e portanto não há informações sobre um possível anúncio do dispositivo para o mercado nacional.

Xiaomi Mi4 – Desenho & Qualidade de Construção

O Mi4 é tudo aquilo que esperamos de um smartphone de gama alta. Ele tem um aspecto valioso, é bastante ergonômico e as bordas de alumínio conferem um detalhe de acabamento muito bem cuidado. Sua parte traseira, contudo, é de plástico brilhante e muito suscetível a impressões digitais.

IMGL9438
Review do Xiaomi Mi4: Detalhe da câmera e da parte traseira. / © ANDROIDPIT

A parte frontal do dispositivo lembra um aparelho da Apple, e sua parte traseira é inspirada no visual da Samsung. Uma identidade visual própria não faria mal ao dispositivo, mas mesmo assim considero seu design bem-sucedido. Seus botões laterais, por exemplo, estão no lugar certo para possibilitar o uso com uma só mão, e também são feitos de metal.

IMGL9415
Review do Xiaomi Mi4: o dispositivo foi lançado internacionalmente nas cores branca e preta. / © ANDROIDPIT

Não gosto muito da posição do alto-falante, pois ele é abafado quando seguramos o Mi4 na horizontal. Este é talvez o único problema no projeto do aparelho. Seu acabamento é impecável, e seu peso relativamente alto garante uma pegada estável. Por fim, a tampa do Mi4 pode ser trocada, e a fabricante apresentou uma variedade de opções tanto de cores quanto de materiais, bem no estilo da Motorola e seu Moto Maker (que aliás nunca chega ao Brasil).

IMGL9268
Review do Xiaomi Mi4: na base está o alto-falante e a entrada de USB. / © ANDROIDPIT

Xiaomi Mi4 – Tela

A tela do Mi4 tem 5 polegadas de diagonal e resolução Full HD, ou seja, 1.920 x 1.080 pixels, o que lhe confere uma densidade de 441 pixels por polegada. A qualidade da tela é excepcional, e o tamanho (abandonado por muitas fabricantes) me parece o ideal. A fabricante se destaca aqui pelas cores quentes, com o vermelho e laranja bem saturados e brilhantes.

xiaomimi4 1
Review do Xiaomi Mi4: a tela é um prazer para os olhos. / © ANDROIDPIT

Como a Xiaomi abriu mão de botões de navegação na tela, o aproveitamento das 5 polegadas é bem melhor do que em dispositivos das mesmas dimensões. Além disso, sua visibilidade em ângulos inclinados é muito boa, e seu contraste e nitidez estão acima da média.

Xiaomi Mi4 – Características Especiais

As especificações técnicas do Mi4 não o fazem se destacar marcadamente da concorrência, mas a escolha de materiais para a carcaça pode ser o diferencial para que ele se torne um sucesso de vendas. O Mi4 oferece diversas opções de cores e materiais para a sua parte traseira, mas ainda não sabemos se todas as variedades também estarão disponíveis para o público brasileiro.

xiaomi m4 backcovers
Review do Xiaomi Mi4: as várias opções de personalização. / © Xiaomi

Xiaomi Mi4 – Software

Os gestos são a chave para personalizar este smartphone. Com três dedos, por exemplo podemos personalizar a tela acrescentando mais ou menos telas e pastas de aplicativos. Por não ter um menu de apps como nos outros Android, deveremos criar pastas para ter todos os aplicativos ordenados na medida do possível. Nesse quesito, o Mi4 seguiu a configuração do iPhone.

xiaomi mi4 2
Review do Xiaomi Mi4: a área de trabalho. / © ANDROIDPIT

O Mi4 roda com a interface Miui (ainda na versão 4 em nosso modelo) em conjunto com o Android 4.4.4 de fábrica. O dispositivo conta com muitos apps nativos. Gosto especialmente do serviço de backup, que nos economiza o download do Titanium Backup ou app equivalente. Um de seus apps nativos também nos ajuda a melhorar a performance otimizando nosso uso das multitarefas.

xiaomi mi4 1
Review do Xiaomi Mi4: a interface bem colorida. / © ANDROIDPIT

Xiaomi Mi4 – Performance

A performance do Mi4 me impressionou. Seu processador Snapdragon 801 quad-core e 3GB de memória RAM garantem a fluidez e a velocidade do dispositivo. Testei o aparelho com vários aplicativos e jogos, e em nenhum momento detectei engasgos ou atrasos. Os controles por gestos mostraram um funcionamento perfeito, e os intervalos de reação do aparelho são bem curtos. No Benchmark AnTuTu, o Mi4 ultrapassou a marca de 35.000 pontos, e mesmo algum tempo após sua apresentação internacional, o dispositivo ainda tem especificações bem competitivas.

Xiaomi Mi4 – Câmera

A câmera do Mi4 possui um modo para profissionais e outro para amadores, por assim dizer. No modo avançado, podemos configurar manualmente o equilíbrio de brancos, ISO, o foco, etc. É muito interessante para quem entende de fotografia e prefere ajustar suas opções por conta própria. Para completar a gama de opções, o aparelho é capaz de gravar vídeos em 4K.

camara xiaomi mi3
Review do Xiaomi Mi4: o software da câmera é super intuitivo. / © ANDROIDPIT

Gostei da ideia de tornar a opção de desativar o flash mais acessível, pois assim ganhamos muito tempo ao não precisar entrar nas opções. Da mesma forma, para escolhermos um modo - por exemplo o HDR - e voltar ao normal, não precisamos entrar nas configurações, pois na tela aparece um botão para sair do modo em questão. Um detalhe bastante prático.

Xiaomi Mi4 – Bateria

O Mi4 tem uma bateria de 3.080 mAh e um gerenciamento muito eficiente. Com esse tamanho de tela, ela dura bastante. Usei o dispositivo por várias horas intensamente, e ele só perdeu 25% de energia. Para um uso moderado, a bateria pode durar bem mais de um dia inteiro.

O único ponto fraco é o fato de ela ser fixa, mas com toda essa capacidade, isso se torna um detalhe. A Xiaomi achou a fórmula do sucesso combinando capacidade, tamanho de tela e um software que gerencia o consumo.

Xiaomi Mi4 – Especificações Técnicas

    • Tipo:
    • Smartphone
    • Modelo:
    • Mi4
    • Fabricante:
    • Xiaomi
    • Dimensões:
    • 139,2 x 68,5 x 8,9 mm
    • Peso:
    • 149 g
    • Tamanho da bateria:
    • 3080 mAh
    • Tamanho da tela:
    • 5 polegadas
    • Tecnologia da tela:
    • LCD
    • Tela:
    • 1920 x 1080 pixels (441 ppi)
    • Câmera frontal
    • 8 megapixels
    • Câmera traseira
    • 13 megapixels
    • Flash:
    • LED
    • Versão do Android:
    • 4.4.4 - KitKat
    • Interface:
    • MIUI
    • RAM:
    • 3 GB
    • Memória interna:
    • 16 GB
      64 GB
    • Memória removível:
    • Não disponível
    • Chipset:
    • Qualcomm Snapdragon 801
    • Número de núcleos:
    • 4
    • Velocidade máx.
    • 2,5 GHz
    • Conectividade
    • LTE, Bluetooth 4.0

Veredito Final

O Xiaomi Mi4 me convenceu em todos os aspectos. Ele apresentou uma velocidade e fluidez que vi poucas vezes num smartphone. Seu processador quad-core em combinação com os 3GB de memória RAM nos garantem essa performance top. Apesar de seu design inspirado em outras marcas, não posso dar-lhe menos do que cinco estrelas neste teste, e espero que o dispositivo chegue mesmo ao Brasil.

590 Compartilhado

133 Comentários

Escreva um comentário:
  • Mais a final qual smartphone devo comprar, a custo benefício? Aqui já foi falado de vários smartphones, tais como: Mi4, MOTO x2, Z2 , e outros, qual melhor a custo benefício podemos arriscar a comprar?

  • Dizer que o fato de não poder usar cartão de memória é um "contra" mostra que vocês não entendem muito do que falam e não passam de simples usuários que foram vítimas de mais uma das falácias da Samsung ,estudem o assunto e verão que não é um "contra" não poder usar cartão ou remover bateria.
    Se esse celular chega aqui com a mesma vantagem que o Redmi 2 tem para o MOTO E e MOTO G ele vai revolucionar o mercado.

  • "preço bem convidativo de R$ 1.400,00"??? Preço BEM convidativo para essa configuração é de 1000 reais NO MÁXIMO.

  • A foto do redator no fim da matéria ficou show! Haha.

  • Ah faz um vídeo de review =(

  • Mimimi pra cá, mimimi pra lá... Mas quando começar a vender todo mundo vai querer um

  • Bateria fixa + sem slot para micro SD? Totalmente copiado do iPhone e Samsung para agradar os fanboys dessas marcas. 'Tô fora mesmo. Marca desconhecida deveria estudar melhor o gosto do nosso mercado para depois fazer seus lançamentos à altura das nossas expectativas. Encrenca por encrenca fico com as encrencas que eu já conheço. Bateria fixa quando for substituida vai provocar o desmantelamento quase completo do aparelho, e isto poderá acontecer até uma vez, ou mais, por ano e por "aquele" precinho nada "camarada". Vejam o caso do Galaxy S6, com traseira "colada" que precisará ser descolada toda vez que for trocada a mixórdia da bateria fixa. Memória não expansível limita e muito nossa criatividade e necessidade de acréscimos de Apps, fotos, etc. 'Tô fora mesmo. Chega de porcanças com nome estranho. Nesse caso o barato também vai sair caro.

  • Pq vcs da androidpit nao fez o review em video e nao postou no youtube seria muito bom um video

  • Infelizmente está caro, por esse preço você compra o Z2 que tem o mesmo hardware, mas tem muitas outras coisas (Smartband, TV digital, a prova de água, entrada sd, design mais bonito, traseira de alumínio e vidro, tela 5,2, câmera de 20 mpx com milhares de funções a mais, lollipop,...).

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi