Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

2 min para ler 20 Comentários

Cambridge Analytica: para Proteste, Facebook tem que recompensar usuários

A Associação de Consumidores Proteste, junto com outras associações que fazem parte da Euroconsumers, se reunirá com o Facebook na próxima quarta-feira, 11 de abril, em Bruxelas, na Bélgica. A pauta será o recente uso indevido de dados por parte da Cambridge Analytica, através de um aplicativo associado ao Facebook. Além da Proteste, participarão do encontro Test-Achats, da Bélgica, OCU, da Espanha, Altroconsumo, da Itália e Deco Proteste, de Portugal.

Após o escândalo, o grupo enviou uma advertência formal ao Facebook, questionando o envolvimento de consumidores desses países - Brasil incluso - no vazamento de dados. O Brasil aparece entre os dez países mais afetados, com 443 mil usuários atingidos.

Durante a reunião, a Proteste e as demais entidades de defesa do consumidor pretendem deixar claro que não irão admitir que o caso envolvendo a Cambridge Analytica seja encarado como um caso isolado. Em comunicado à imprensa, a Proteste disse que “o presente escândalo vai além disso, sendo apenas um sintoma de um sistema mais amplo que precisa ser revisto e corrigido, dizendo respeito à sistemática coleta e compartilhamento de dados com terceiros, sem que os consumidores tenham ciência desse fato ou recebam qualquer benefício”.

A ideia é questionar a rede social a respeito de como ela pretende recompensar os usuários pelo uso indevido de seus dados, e um reembolso financeiro será proposto.

ca country list
Países afetados pela Cambridge Analytica / © Facebook/Divulgação

Além disso, pretende-se pressionar o Facebook para que “ofereça imediatamente aos seus usuários as ferramentas necessárias para que estes se tornem os verdadeiros e justos gestores de seus dados”. Em nota, o grupo prometeu, ainda, cobrar mais medidas.

“Como Organizações de Consumidores representando um Movimento Consumerista já bastante maduro, estamos prontos para unir forças com agentes de mercado responsáveis ​​para, juntos,  promovermos as condições para um desenvolvimento econômico social estável, com base em uma nova cadeia de valor digital. Cabe ao Facebook escolher o seu lado nessa discussão”, diz o comunicado.

E você, o que acha dessa compensação financeira?

Fonte: Proteste

Os comentários favoritos dos leitores

20 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

Artigos recomendados