Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

3 min para ler 487 Comentários

Moto G6, G6 Play e G6 Plus são lançados custando a partir de R$ 1.099

Demorou, mas finalmente a sexta geração da linha Moto G6 foi lançada. Confira a seguir todas as informações sobre os modelos Moto G6, G6 Play e G6 Plus.

Moto G6 – Lançamento

O Moto G6 foi lançado em conjunto com o Moto G6 Play e o Moto G6 Plus, durante um evento realizado em São Paulo pela Motorola. Os preços e as cores são as seguintes:

  • Moto G6: R$1.299  (Indigo, Prata, Dourado Rosé, Preto de 32 GB)
  • Moto G6 Play: R$ 1.099 (Dourado, Indigo de 32 GB)
  • Moto G6 Plus: R$ 1.599 (Dourado, Indigo de 64 GB)

As vendas começam no site da Motorola a partir de 19 de abril e posteriormente no varejo físico e online.

Moto G6 – Design e acabamento

A Motorola foi bastante caprichosa com os novos dispositivos, pois todos são feitos em vidro e compartilham um visual similar que, por sinal, lembra bastante o Moto X4. Apenas o Moto G6 Play tem o botão biométrico na parte traseira, enquanto o G6 e o G6 Plus têm o recurso na frente. 

Todos os modelos também contam com uma novidade bem interessante e, digamos, moderna, que é a tela com aspecto de 18:9 acompanha de bordas frontais reduzidas. Não é exatamente um conceito de "borda infinita" mas é algo que possibilitou deixar todos os modelos mais estreitos e contribui bastante com o manuseio. As partes traseiras contam com uma suave curvatura nas laterais para ajudar ainda mais na ergonomia.

Image uploaded from iOS 7
Diferenças visuais entre os modelos / © AndroidPIT

É claro que sempre existem diferenças entre os modelos. O Moto G6 Play, por exemplo, tem bateria enorme de 4.000 mAh, enquanto o G6 Plus é o único com DTV. Apenas o G6 e o G6 Plus trazem câmera traseira dupla e outro diferencial do G6 é o alto-falante frontal com tecnologia Dolby. Vale acessar o review desses dispositivos aqui no site para conferir as diferenças de perto. Ah, tem vídeo também:

A Motorola atualizou o hardware de todos os modelos em comparação com a linha Moto G5 e G5S. É claro que existem algumas variações de mercado, mas elas são bem restritas. A seguir você confere as especificações de cada modelo:

Moto G6 – Especificações técnicas

  Moto G6 Play Moto G6 Moto G6 Plus
Sistema Android 8.0 Oreo Android 8.0 Oreo Android 8.0 Oreo
Tela 5.7" HD+ 5.7 Full HD+ 5.9" Full HD+
Processador Snapdragon 430 Snapdragon 450 Snapdragon 630
Núcleos 8 8 8
Velocidade 1.4GHz 1.8GHz 2.2GHz
RAM 3GB 3GB/4GB 4GB/6GB
Armazenamento 32GB 32GB 64GB
Câmera principal 13MP 12MP + 5MP 12+5MP
Câmera secundária 8MP 8MP 8MP
Bateria 4.000mAh 3.000mAh 3.200mAh

O que você achou das novidades dos Moto G6?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Daniel há 10 meses

    Motorola nas mãos da Lenovo se tornou imprevisivel, nunca se sabe quando vc de fato terá um aparelho robusto, vc compra um G5 Plus pensando ter um aparelho mais top da linha "G5" e a fabricante vem e lhe dá uma tapa na cara lançando em seguida o G5S Plus, fiquei foi surpreso por eles não terem lançado um Moto X4S mega Power Blaster turbo.

  • Felipe de Carvalho há 6 meses

    Vejo muita gente criticando de forma ferrenha a Motorola (Lenovo) com relação aos preços praticados, fazendo comparações com custo x benefício do Moto G1 de 2013. Mas se formos analisar de forma mais precisa, nossa moeda desvalorizou de 2013 até agora em comparação ao dólar, o que resulta no encarecimento geral dos produtos importados.

    Em 2013, o Moto G foi lançado por R$ 650,00, com o salário mínimo a R$ 678,00, ou seja, o aparelho custava 95,8% do valor do salário mínimo. Hoje, o Moto G6 foi lançado por R$ 1.299,99, com o salário mínimo a R$ 954,00, ou seja, o aparelho custa cerca de 136,26% do salário mínimo.

    No entanto, naquela época, o dólar estava aproximadamente de R$ 2,30 enquanto agora está em R$ 3,40. O que nos dá uma variação de 147,82%.

    Ou seja, considerando que o produto é lançado com preços internacionais baseados no dólar, e considerando que o dólar subiu bastante (em termos corretos, nossa moeda desvalorizou), entendo que os preços mostram-se na verdade razoáveis comparado com 2013 considerando a situação econômica atual.

    Devemos, sim, criticar e muito os preços praticados aqui, especialmente quando comparamos com preços praticados em outros países. No entanto, devemos ser um pouco mais inteligentes e parar de comparar os preços internos atuais com os de 2013 de forma cega.

  • Dejanir Oliveira há 8 meses

    Qual seria a logica de comprar um G6 Plus? sendo que ele tem as mesmas configurações que um moto Z play??? se duvidar sai mais caro ainda, com menos basteria, mesmo processador e no minimo mesmo tanto de memoria, e sem suporte para moto snaps, é burrice comprar esse celular...

    Depois que a motorola caiu na mão da lenovo os designes só pioram com essas cameras horrorosas e saltadas pra fora, e o quesito atualizações fica mais ridículo cada ano que passa...

  •   94
    Conta desativada há 10 meses

    G6s Plus né CD? rs...

  • Soterio Salles há 10 meses

    Torço para que melhorem o design dos aparelhos... Dos vendidos em território nacional acho os mais feios...
    Também torço para que revejam a política de atualização para que fique como era antes... Pra não abandonar o Moto E5 com o Android Oreo quando for lançado assim como estão fazendo com os Moto E4 e o Android Nougat.

487 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Those are the best site to watch tv series online free full episodes without downloading -- www.fillmeout.net


  • Os caras vendem horrores, lançam celulares intermediários por 1.200 -1.300 reais, e ainda acumulam prejuízo de mais de 100 milhões?!? Tem que trocar o CEO... ahahahaha.


  • Neste fim de semana Li a opinião de quem realmente importa: o CEO da empresa Sérgio Bruniac. Com um prejuízo de 125 milhões de fato ,não dá pra tentar brigar com iPhone ou galaxy's , é focar no tripé bateria, câmera e tela , a incidência crescer dois dígitos no país parece adequada, já que na Europa a empresa prioriza sempre a linha Premium. Outro ponto nunca mencionado neste site é que a Motorola não está com nenhum, absolutamente nenhum smartphone
    que deram lucro a seu fabricante,segundo o relatório da counterpoint Research, certamente os comentários sobre o efeito do soro de cachorro louco usado por boa parte dos internautas brasileiros ao externarem suas opiniões online não contemplam tais dados . ou quando muito repetem as nauseaum o mantra : Ah, quando era fabricação da Google......


  • Acho que o modelo básico é que deveria vir com DTV e não o plus.


  • Excelente é ver a Lenovo dando um show de estética. Notch??? por aqui não, heheheheh


  • Vejo muita gente criticando de forma ferrenha a Motorola (Lenovo) com relação aos preços praticados, fazendo comparações com custo x benefício do Moto G1 de 2013. Mas se formos analisar de forma mais precisa, nossa moeda desvalorizou de 2013 até agora em comparação ao dólar, o que resulta no encarecimento geral dos produtos importados.

    Em 2013, o Moto G foi lançado por R$ 650,00, com o salário mínimo a R$ 678,00, ou seja, o aparelho custava 95,8% do valor do salário mínimo. Hoje, o Moto G6 foi lançado por R$ 1.299,99, com o salário mínimo a R$ 954,00, ou seja, o aparelho custa cerca de 136,26% do salário mínimo.

    No entanto, naquela época, o dólar estava aproximadamente de R$ 2,30 enquanto agora está em R$ 3,40. O que nos dá uma variação de 147,82%.

    Ou seja, considerando que o produto é lançado com preços internacionais baseados no dólar, e considerando que o dólar subiu bastante (em termos corretos, nossa moeda desvalorizou), entendo que os preços mostram-se na verdade razoáveis comparado com 2013 considerando a situação econômica atual.

    Devemos, sim, criticar e muito os preços praticados aqui, especialmente quando comparamos com preços praticados em outros países. No entanto, devemos ser um pouco mais inteligentes e parar de comparar os preços internos atuais com os de 2013 de forma cega.


  • Era melhor chamar o G6 Plus de Moto X.


  • O moto x4 está 1099,00 o mesmo hardware do g6 plus que está a 1599. Não vale a pena mesmo com 64 de memoria interna, z2 play 1350,00 não vale mesmo!


  • Agora eu faço a mesma pergunta que fizeram aqui no Nokia 6, um Snap desses em um aparelho intermediário, se valendo a marca, com uma carcaça que nem é de metal (Nokia 6 é) por esse preço?


    •   42
      Conta desativada há 6 meses Link para o comentário

      Quando esse outro(Nokia 6) chegar no Brasil vai chegar custando quase a mesma coisa, nossa moeda desvalorizou muito de 2014 para cá!


      • Man, eles criticaram a Nokia, que o Snapdragon 430 com um corpo de metal era feio, por oferecer desempenho ruim no corpo bonito, sendo que o Moto G5/6 são a mesma coisa eles falaram bem, ta entendendo o que rola?


  • Não sei se sou eu que tô esperando demais dos fabricantes e o negócio estagnou ao ponto de novidades serem poucas, mas achei todos os aparelhos da linha G6 apenas "bons", nada mais que isso, com preços abusivos como sempre, compro um Galaxy S7, muito mais aparelho e por muito menos, sem inovação.


  • nem.comento.esses preços doidos


  • Achei feios. E no site da Motorola não tem a versão com 4GB de RAM do G6, e nem a de 6GB do Plus.
    A as baterias desses dois aparelhos são decepcionantes. Não vai durar muito com a tela LCD.


  • Achei muito parecido com os antigos LGs, G2 e G3, principalmente na borda superior. O som estéreo é uma ótima iniciativa. Agora vamos ver o preço desses novos G6.

Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados