O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site.

408 Compartilhado 202 Comentários

Review do Moto X4: a volta daquele que já foi o melhor

Um dos mais icônicos aparelhos da fase Google da Motorola, o Moto X voltou ao portfólio da marca que agora pertence aos chineses da Lenovo após um hiato de um ano. Em sua última aparição, o Moto X tinha se transformado em três aparelhos diferentes e ganhando adjetivos: Style, Force e Play.

Em 2017, ele retorna em edição única e com o número da sua geração no nome, algo que a Motorola passou anos evitando. Ainda que não seja mais o mesmo, até porque a Motorola passou por muitas transformações nesses quase dois anos em que o Moto X ficou de fora adicionando novas séries, seu ressurgimento é bem-vindo. Com ele, a Motorola pode recuperar a fama que fez do Moto G um sucesso: a de ser uma fabricante capaz de trazer bons aparelhos e inovação para smartphones intermediários. Mas aquele que já foi o melhor merecia mais atenção.

Avaliação

Prós

  • Acabamento de vidro e metal
  • Proteção IP68
  • Resistência

Contras

  • Design escorregadio
  • Câmera frontal problemática
  • Pouca memória interna disponível

Moto X4 – Data de lançamento e preço

No Brasil, o aparelho foi anunciado no dia 18 de outubro por R$ 1.700 em duas cores: preto e topázio. A versão brasileira tem 3GB de memória RAM e processador Snapdragon 630. Diferente da variante norte-americana, o X4 nacional não vem integrado com a assistente virtual Alexa, da Amazon, visto que a mesma não entende o português.

Moto X4 – Desenho & Qualidade de Construção

Um dos diferenciais da linha G para a linha X sempre foi o design. Na sua quarta geração, o Moto X vem com acabamento em vidro 3D e metal, o que lhe dá uma aparência bem mais sofisticada. A mistura de vidro 3D e metal cria um efeito ondulado na traseira, formando um S quando na luz, o que para alguns pode soar mais brega do que bonito mas, enfim, é um detalhe do aparelho e eu até que gostei.

AndroidPIT motorola moto x4 2499
O Moto X4 Topázio é lindo/ © AndroidPIT

Além de refletir a luminosidade, o acabamento em vidro 3D e metal recolhe algumas impressões digitais, que não aparecem tanto na versão preto quanto na versão topázio, infelizmente minha preferida e que foi testada. O módulo com câmera dupla não é nenhum pouco discreto, pelo contrário. Tem até um riscado que dá ao componente uma cara de relógio de pulso. Goste você ou não, o módulo de câmera grande e saltado para fora do corpo do aparelho se tornou uma marca registrada dos aparelhos mais recentes. Eu não chego a me importar. Logo abaixo vem o icônico logotipo da Motorola. Acho que para fortalecer novamente a marca depois de quase matá-la, a Lenovo fez questão de que o M fosse relativamente grande e que a palavra Moto aparecesse só na frente.

De modo geral, o Moto X4 tem uma pegada boa, pois além do seu tamanho, a traseira tem uma leve curvatura nas bordas, o que ajuda a encaixá-lo na mão, porém, é um dos aparelhos mais escorregadios e, consequentemente, resistentes, que eu testei recentemente. Se você estiver com o modo vibratório ligado, toda a vez que o aparelho estiver sob uma superfície e começar a tremer, ele vai andar. Algumas vezes ele vai andar tanto que vai cair. Isso aconteceu várias vezes comigo, tantas que até perdi as contas. O lado bom disso é que ele não quebrou em nenhum lugar importante, mas algumas marcas foram feitas, especialmente nos cantos da moldura de alumínio anodizado. Tanto na tela quanto na parte traseira, o Moto X4 conta com proteção Corning Gorilla Glas que, bem, funciona.

Apesar de não ser fino como Moto Z2 Play, que inclusive perdeu bateria para se tornar mais fino, o Moto X4 não pode ser considerado grande. Tem dimensões de 148.4 x 73.4 x 8 mm e pesa apenas 168 gramas. Além disso, o aparelho vem com resistência à água com certificação IP68, algo que a Motorola tinha deixado de lado nos últimos tempos – muito embora tenha existido um ano que a Motorola tenha dito que essa era uma característica e tanto, lembro bem. 

AndroidPIT motorola moto x4 3414
Moto X4 tem moldura de alumínio anodizado/ © AndroidPIT

Os botões ficam todos do lado direito e o de liga e desliga apresenta uma textura para diferenciá-lo dos de volume, detalhe que é muito bem-vindo. O aparelho tem gaveta Dual SIM híbrida e sensor de digital no local mais correto possível, o botão inicial que, no caso da Motorola, é também um painel de navegação por toque. 

AndroidPIT motorola moto x4 3417
Botões laterais do Moto X4 / © AndroidPIT

 

Moto X4 – Tela

Com tela de 5,2 polegadas, o Moto X4 tem um tamanho bom, mas alguma moldura, o que tempos de tela infinita passou a chamar a atenção: 74.5 cm2 (cerca de 68,4% do corpo é ocupado por tela). Com resolução Full HD (424 ppi de densidade) e proporção 16:9, a tela LTPS IPS LCD entrega um resultado satisfatório de brilho e cores. Há dois modos de cor para você escolher: Padrão e Intensidade. O primeiro traz cores mais realistas, enquanto o segundo, que já vem configurado, dá um ganho nas cores e na saturação, deixando tudo meio azulado, ainda que a diferença seja pouco perceptível. 

Dentro do aplicativo Moto é possível encontrar modos específicos de tela, como o Modo Tela Noturna, que reduz a luz azul, e o Modo Tela, por meio do qual é possível configurar para receber notificações simples que aparecem e desaparecem na tela está desativada. Se você é escravo das notificações, pode atrapalhar mais do que ajudar, mas se você sabe dispensar um alerta sem culpa, o recurso pode te ajudar, sim. O Modo Tela não aparece se o aparelho estiver no bolso ou na bolsa, com a tela para baixo ou em uma chamada. Segundo a Motorola, essas notificações te ajudam a economizar bateria, e você pode abrir, excluir ou fechá-las só deslizando o dedo na tela.

Moto X4 – Características Especiais

As características especiais do Moto X4 estão quase todas ao software, em especial o de câmera, que recebeu uma camada de recursos da própria Motorola para fazer mais do que faz atualmente. Falaremos disso mais além. O Moto X4 vem com a função Reconhecimento de Objetos e Pontos Turísticos, que mostra ao usuário informações gerais sobre o que está sendo visto pela suas lentes. É possível até ler cartões de visitas e rapidamente adicioná-los aos contatos. Outro recurso divertido são as Animações e Efeitos Gráficos, que permitem acrescentar uma camada de desenhos em fotos ou vídeos usando recursos de realidade aumentada.

AndroidPIT motorola moto x4 3438
Câmera reconhece objetos e pontos turísticos/ © AndroidPIT

Esse segundo não é exatamente uma novidade, mas uma atualização importante visto que todas as demais fabricantes estão trazendo filtros à moda Snapchat em suas câmeras, mas o primeiro, esse sim, é uma novidade. Para que o reconhecimento funcione, é preciso estar conectado à Internet e ter uma certa paciência de ficar segurando o aparelho na mesma posição enquanto ele reconhece o objeto ou o ponto turístico. Talvez seja um recurso legal quando se viaja, mas eu não recomendaria que você utilizasse ele em lugares de grande movimento como a Avenida Paulista. Ficar com o celular parado a alcance de outras mãos não é algo que se recomende nos dias de hoje. Alguém de bicicleta pode passar e arrancar da sua mão – acreditem, já aconteceu comigo. 

Outras novidades de software incorporadas pelo Moto X4 são a Captura Rápida de Tela que permite ao usuário fazer um print da tela pressionando o display com apenas três dedos ao mesmo tempo. Demora para acostumar, mas dá menos errado do que apertar mais de um botão ao mesmo tempo e você consegue fazer com apenas uma mão. Além disso, o Moto X4 também traz o Moto Key, que permite desbloquear sites protegidos por senha, pelo celular ou laptop, com um simples toque no sensor de impressão digital multifunção do aparelho. O recurso está dentro do app Moto, que traz também as Moto Ações, o Moto Tela e o Moto Voz. Devo reconhecer que sempre gostei das Funções Moto e que acho todas elas, no geral, uma grande adição às funcionalidades do sistema. O lance de balançar a câmera para abrir o app é tão útil e fácil de usar que pegar outro smartphone que não tenha uma função fácil dessas é frustrante.

Moto X4 – Software

Infelizmente, não podemos mais chamar o Android da Motorola de puro. Muito embora ele o com menos modificação do mercado brasileiro, a cada ano que passa a Lenovo/Motorola coloca mais coisas e faz mais mudanças na interface. Não bastassem os apps próprios pré-instalados com ícones terríveis em 3D que mais parecem papéis desdobrados de um Origami, o Moto X4 vem com quase metade da sua memória interna de 32 GB ocupados pela plataforma Android – que ainda é o Android 7.1 Nougat, mas com promessa de atualização para o Android 8.0 Oreo. 

AndroidPIT motorola moto x4 3444
Moto X4 tem Android 7.1 com promessa de upgrade para o Oreo/ © AndroidPIT

Ou seja, se for comprar o Moto X4, certifique-se de comprar também um cartão microSD (que no Moto X4 é compatível com 256 GB) ou de efetivamente guardar tudo na nuvem. Eu, em menos de 30 dias e com 100 aplicativos instalados – sendo que alguns são cópias dentro do perfil de Trabalho que eu utilizo nos aparelhos – cheguei a 30 GB de memória de armazenamento ocupados. Preocupante, eu diria. 

Afora isso, o software tem um delay bizarro e, pior do que isso, visível. Não foram poucas as vezes que ao invés de ver a tela do aplicativo que eu abri eu vi o símbolo de atualização, aquela flecha circular, na tela enquanto o app carregava. Esse tipo de comportamento do software de um aparelho com processador intermediário, que mesmo quase puro ocupa mais de 16 GB, é bastante decepcionante. 

Moto X4 – Performance

Como sabemos, perfomance é resultado da combinação software mais hardware, e muito embora o Moto X4 tenha um hardware bom, formado por um processador Qualcomm Snapdragon 630 com GPU Adreno 508 e 3 GB de RAM, os resultados poderiam ser melhores. Além desse delay visível do software, teve um dia que o aparelho travou durante um sessão de fotos, ficando com imagens fantasma na tela e só voltando ao normal com uma reinicialização forçada. Deixei o aparelho quieto por quase 30 minutos, tentei colocar ele para carregar e nada. Tive que apelar para os botões pois já estava quase batendo um desespero de ficar em Minas Gerais sem smartphone durante uma cobertura de evento. Afora esse episódio, observei alguns outros entraves, especialmente quando se exigia muito das câmeras.

Moto X4 – Áudio

Além de contar com a entrada P2 na parte inferior do aparelho ao lado do USB-C, o Moto X4 tem apenas um alto-falante na parte superior, mas pode se conectar com até quatro dispositivos de áudio Bluetooth simultaneamente porque tem Bluetooth 5.0 e uma tecnologia da empresa TempoW.

AndroidPIT motorola moto x4 3420
Entrada P2 do Moto X4 / © AndroidPIT

O TempoW Audio Profile (TAP) permite que você conecte vários dispositivos Bluetooth ao Moto X4 e reproduza o mesmo conteúdo entre eles. O dispositivo também pode servir como controle de alto-falante sem fio, fones de ouvido Bluetooth entre outros. O TempoW trabalha melhor a latência e promete entregar um som mais uniforme e melhor sincronizado entre os dispositivos conectados. 

Moto X4 – Câmera

As câmeras são o grande atrativo do Moto X4, especialmente por seus recursos inteligentes. Uma pena que a experiência real não seja equivalente à propaganda, pelo contrário, há problemas nas câmeras do Moto X4. Com a câmera frontal, é possível tirar selfies em alta resolução, uma vez que a câmera é de 16 megapixels, tem abertura de f/2.0 e Flash LED. Já com a traseira é possível fazer uso da câmera dupla, uma de 12 MP com abertura de f/2.0 e outra de 8 MP com abertura f/2.2, ambas com Flash dual-LED (dual tone) e tecnologia Dual Autofocus Pixel. No total, a câmera captura 120 graus. O Moto X4 suporta vídeos em 4K a 30 fps, e é possível chegar até 60 quadros por segundo em Full HD.

O software da câmera traseira dupla permite acrescentar um fundo desfocado (bokeh), para dar às fotos um efeito de câmera profissional; selecionar preto e branco para o primeiro ou o segundo plano da imagem, ou até mesmo alterar o fundo. A outra novidade que vem com o Moto X4 é o efeito cor em destaque, que permite ressaltar uma das cores na imagem, deixando todo o restante em preto e branco. Durante os testes que fizemos com o dispositivo, notamos que o Moto X4 leva bastante tempo para capturar uma imagem com o efeito de profundidade. O reconhecimento é demorado e o pós-processamento também. É possível que este seja um problema que possa ser corrigido, mas ainda assim deixa uma péssima primeira impressão para um smartphone que já tem uma carreira e tanto na indústria.

AndroidPIT motorola moto x4 3405
Câmeras traseiras do Moto X4/ © AndroidPIT

A câmera traseira é cumpridora, ainda que sofra um pouco em ambientes pouco iluminados, mas tem aquele recurso de você selecionar se quer a foto normal ou mais aberta, com ajuda da lente grande-angular, que eu gosto bastante, mas a frontal deixa a desejar. Primeiro porque por algum motivo que me escapa a frontal vem com o tamanho da foto no modo avançado na proporção 4:3 de 4 MP e não no modo de 16 MP, segundo porque mesmo a Motorola dizendo que não há problemas, é perceptível a olho nu que o foco da câmera frontal funciona muito mal, deixando o foco atrás da pessoa que deveria estar em evidência numa selfie. De novo, é possível que este seja um problema que possa ser corrigido via atualização de software, mas ainda assim deixa uma péssima segunda impressão para um smartphone que acaba de retornar das cinzas, à moda Fênix.

AndroidPIT motorola moto x4 3426
Câmera frontal do Moto X4/ © AndroidPIT

 

Moto X4 – Bateria

O aparelho vem ainda com bateria de 3.000 mAh, que dura o dia todo, e é compatível com a tecnologia TurboPower de carregamento rápido, que permite até seis horas de uso com apenas 15 minutos de carga. O carregador rápido vem na caixa, para a nossa felicidade.

Moto X4 – Especificações Técnicas

${device:motorola/1073}

 

Veredito Final

A volta do Moto X era para abalar as estruturas: não apenas porque é um aparelho icônico – eu tive um de Moto X de primeira geração e fui muito feliz com ele, consegui até revendê-lo depois de deixá-lo quase um ano parado enquanto eu testava outros modelos –, mas porque é um intermediário básico, na linha custo-benefício que fez a fama da Motorola. Mas além de ter um concorrente de peso dentro do portfólio da própria empresa, o Moto Z2 Play, ele tem alguns problemas que não podem ser ignorados, especialmente nas câmeras chamadas de inteligentes na propaganda pela própria Motorola e de memória.

É claro que a Motorola sempre pode corrigir os problemas, especialmente o do foco da câmera frontal, por software, mas a questão da memória interna é mais difícil. E comprar um aparelho em 2017 que promete 32 GB, mas vem com menos da metade disponível em pleno 2017 é o mesmo que comprar um aparelho de 16 GB e, bem, por mais serviços de nuvem que você utilize, 16 GB para aplicativos e registros rotineiros é muito, mas muito pouco.

408 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

202 Comentários

Escreva um comentário:

  • Ainda bem que preferi adquirir um Moto Z Play chinês de 64Gb do que essa bomba cheia de bugs. Esse Moto X não chega nem perto, pelo menos, de um Moto X Play que muitos consideram ruim.


  • Esperando a Motorola tomar vergonha na cara e concertar esse fiasco da memória interna... Meu Z2 veio comendo 13GB só do sistema não sei de que, mas como ele não tem 64GB nem liguei muito, mas 15GB comido em um de 32GB?


  • Será que não teria sido melhor se esse aparelho tivesse sido lançado como Moto M2?
    Porque já ficou bem claro que chamá-lo de Moto X acabou sendo um problema, já que ele não honra muito o legado dessa série de aparelhos.


  • Concordo com o título da matéria!

    Acompanha uma surpresa ao usuário, já vem com metade da capacidade de armazenamento ocupado!

    Por cerca de R$100 a mais dá comprar um superior da mesmo marca, um Moto Z2 Play!


  • Saudades Mito X1 e Mito X2.


  • Fiquei uma semana com um moto X4 nas mãos. Visualmente, foi o aparelho mais bonito que já peguei (azul topázio). Uma, vi mais problemas do que os relatados. Travou muitas vezes usando a câmera, muita lentidão em alguns aplicativos leves, grande desfoque na selfie e sobre a memória, não adianta nada comprar um cartão, porque ele não aceita formatação como memória interna. Após essa semana, com peso no coração, consegui trocar por um moto z2 play. Não estou feliz porque torci pro moto X4 ser mais do que havia lido, mas estou satisfeito pela troca. Não era o que eu desejava, mas estou mais bem servido hoje, com o moto z2.


  • Quando vi as especificações do MX4, 32Gb, 3Gb ram, tela LCD, bateria 3000Mah (com tela LCD o consumo alto), ai fiquei um pouco decepcionado. Nem tanto pelo processador, IP68, conexão multipla do Bluetooth e câmera com mais recursos pra categoria, mas o conjunto da obra acho desequilibrado no geral. Então decidi pegar o Moto Z2 Play, pois tecnicamente entrega ao usuário 64Gb, 4Gb ram, tela super amoled, snaps, super leve, e a câmera está no mesmo nível do Moto X Style (já me dou por satisfeito), bom processador, que aliás, é muito responsivo. Com Snap de bateria, meus problemas de autonomia de bateria foram pro espaço e mesmo sem o snap, a autonomia é muito boa.


  • Não confio mais nos aparelhos da LenovoEnrola 🤔
    Mas posso comprar um mesmo com minha desconfiança...


  • Esse Moto X4 tinha tudo pra ser um dos grandes celulares do ano mas um dos pontos mais importantes e básicos de um smartphone que deveria ser melhor refinado e otimizado , o software, não teve isso. A câmera mesmo, no Moto G5S Plus informam que alguns efeitos como o bokeh está em beta, na hora eu já desconfiava que até o Moto X4 tivesse o software de câmera em beta e segundo as informações de reviews na Internet deixou claro que realmente está em beta. Mancada master da Motorola pq eu recomendaria o celular pra algumas pessoas mas com toda essa mancada não farei isso.


  • Tem gente comentando que essa metade do espaço do Moto X4 está preenchida devido ao Android A/B (alguma coisa assim) nunca tinha ouvido falar a respeito até ver sobre tal assunto na Internet, poderiam nos informar melhor sobre isso aqui pq ainda não é perdoável o que fizeram com o armazenamento do Moto X4 mas estaríamos mais cientes do que está acontecendo.


    • Pois é rapaz, o pessoal parece que tá tão cego em queimar o dispositivo que não fala da partição A/B que a Google implementou com o lançamento do Nougat e a Motorola tá sendo a primeira a usar nesse dispositivo, não comentam dessa nova criptografia por arquivo que impede o uso da memória adotavel e outras coisas mais detalhadas como o Google assistente funcionando com a tela desligada, ter o sensor do moto tela quando passa a mão, testar o moto Key, enfim, o jeito é aceitar que o povo só fala mal do aparelho mesmo, como um amigo disse alguns comentários abaixo, ele tem os seus prós e contras mas em todo lugar só leio contras.


    • Basicamente a Motorola, ao preparar o aparelho para o Android Oreo, está preparando ele para duas empreitadas: o Projeto Treble (o SO em si vai cuidar de lidar com drivers e tudo mais, diminuindo drasticamente o processo de atualização) e o que a Google chama de Seamless System Update, onde a partição B vai cuidar de todo esse procedimento.


  • É bonito... Seria melhor ainda se fosse snap 835 memória de 6GB RAM e 128 internos... Seria o cheque mate da Motorola...

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações