O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
5 min para ler 235 Compartilhado 48 Comentários

Motorola: a evolução da série Moto G

Entre agosto e novembro de 2013, a Motorola deixou de lado a linha RAZR e investiu na linha Moto. Tudo começou com a primeira geração do Moto X, aparelho que serviu de base para todos os dispositivos que a fabricante iria lançar a partir de então. A série Moto G revolucionou por deixar de lado as características da UI da fabricante, passando a rodar com Android na sua essência e deu início a era do smartphone com preço justo no Brasil. Abaixo, você confere a evolução da linha Moto G e aquilo que podemos esperar da nova versão do mid-range mais popular da Motorola.

Moto G (1ª geração)

moto g 10
A primeira geração do Moto G ofereceu um hardware satisfatório a um preço justo. / © AndroidPIT

Os executivos da Motorola inovaram ao lançar um dispositivo que investia mais na experiência do usuários que nas especificações técnicas ao lançar o Moto X, em 2013. A ideia parece ter dado tão certo que a empresa, a época sob a tutela da Google, deu continuidade anunciando a primeira geração do Moto G. O dispositivo chegou ao mercado com um hardware de gama média e uma experiência com Android quase na sua essência não fossem alguns aplicativos embarcados pela fabricante, tais como o Migração Motorola, Ajuda e Assist. Mas acima de tudo o que tornou este dispositivo tão popular foi o preço acessível. O aparelho chegou ao mercado nacional em diferentes modelos: Moto G, Moto G Dual Chip, Moto G Colors Edition e o Moto G Music Edition. Como nenhuma destas variantes oferecia suporte para 4G, a empresa lançou meses depois o modelo Moto G 4G.

Moto G 4G (1ª geração)

A Motorola anunciou a versão 4G do Moto G oito meses depois do lançamento da versão original. Apesar da semelhança externa, o Moto G 4G, como o nome já diz, foi lançado com suporte para internet de quarta geração e trouxe também a opção de expandir a memória do dispositivo ao oferecer um slot para cartão microSD de até 32GB. Além disso, o Moto G 4G possui um número maior de sensores.

Moto G (2ª geração) 

moto g 2014 9
A segunda geração do Moto G otimizou os pontos fracos da primeira e manteve o custo/benefício. / © ANDROIDPIT

O sucesso da primeira versão do Moto G poderia ameaçar a segunda geração da linha, porém os engenheiros da Motorola optaram por manter boa parte das características da primeira geração, mas investir naquilo que entregaria uma melhor experiência de uso do dispositivo. Assim, depois de realizar uma pesquisa para saber o que as pessoas gostariam de ter de novo no Moto G, a empresa optou por otimizar a qualidade de áudio, oferecer slot para microSD e uma câmera melhor. O dispositivo também ficou maior, a diagonal de 4,5 polegadas de tela deu lugar a um display de 5 polegadas, bem como duas colunas de áudio na parte frontal do dispositivo, o que acabou melhorando a experiência de som, mas recebeu críticas quanto ao design do aparelho.

A segunda geração do Moto G chegou ao mercado em setembro de 2014 e manteve as características de software, mas ainda não trouxe o suporte à tecnologia 4G/LTE. O aparelho também chegou ao mercado nacional em diferentes modelos: novo Moto G e novo Moto G DTV Colors.

Moto G 4G (2ª geração)

Em março de 2015, chegava então ao mercado o Moto G 4G que, além da antena LTE também veio com uma maior capacidade de bateria. Assim, não tivemos uma mudança muito significativa e, depois do lançamento do segunda geração do Moto E, o low-end da Motorola com 4G, esta pode ter sido r a última vez que vemos o modelo 4G como uma variante extra, pois a fabricante poderá oferecer 4G como recurso embarcado em todos os modelos da terceira geração da linha Moto G.

Moto G (3ª geração)

Por último, ainda não oficial, temos a terceira geração do Moto G. O CEO da Motorola já informou que a empresa vai respeitar o atual ciclo de lançamento dos seus dispositivos, o que nos diz que o Moto G 2015 será anunciado durante a IFA 2015, ou seja, entre 4 e 9 de setembro. Até o momento, os rumores indicam que a terceira geração do Moto G deve ser embalar por um processador Snapdragon 615, octa-core, de 64 bits e terá suporte 4G e Wi-Fi 802.11ac. A bateria dever ter uma capacidade de 2.500 mAh e uma tela com resolução fullHD (1920x1080p). Para saber mais sobre o Moto G 2015, clique no link abaixo.

Por fim, olhando para a evolução da linha Moto G e para as novidades que podemos esperar na próxima versão do mid-range da Motorola, percebemos uma melhora constante da série a cada novo dispositivo. Ao que tudo indica, em 2015, teremos uma melhora considerável nas especificações técnicas do dispositivo, o importante é saber se a fabricante deve manter o conhecido custo benefício da linha ao oferecer um hardware melhor.

E aí, você acha que a Motorola vai se manter conservadora quanto ao hardware do novo Moto G ou será que teremos na terceira geração mais um dispositivo que pode revolucionar o mercado mobile no Brasil? Deixe-nos saber sua opinião nos comentários abaixo.

235 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Guilherme Lourenço 24/mai/2015

    Por tudo isso num 2015 não será o mesmo valor do moto g1 sei que tem que melhorar, só que por muita coisa num aparelho que por muitos usuários creio eu (visualizando os usuários nos trens, ônibus, parques...) usam para redes sociais, ou seja uma uma evolução em câmera e bateria já seria o bastante pois a performance para quem tem até hoje o g1 está de bom tamanho. Só acho que eles deveriam é fazer um aparelho (g3) que façam eles saírem do g1 para o g3 pois foram poucos muitos poucos que foram para o g2.

  • Douglas Torres Guimarães 25/mai/2015

    não troco meu moto G1 no moto G2 mais confesso estar ansioso para o G3

48 Comentários

Escreva um comentário:
  • As especulações caíram por terra quando nos deparamos com as especificações do dispositivo, tais como: processador Snapdragon 410, tela HD, sem a saída de áudio estéreo, dentre outras coisas. Claro, teve melhoria na câmera e a proteção contra água, mas a nível de hardware deixou a desejar. Preciso dizer que apesar disso tudo, to orgulhoso de tê-lo adquirido, mas ficou aquele sentimento de que poderia ser mais.

  • Pessoal, comprei um moto g segunda geração dia 8 de maio de 2015 e dia 27 de maio ele apresentou defeito no touch screen, alguem já teve o mesmo problema? Me ajudem por favor, já chorei horrores, foi um presente do meu namorado :(

  • Todas as versões do moto g são lixos, nao batem nem 20k de pontos no antutu!
    Melhor custo/beneficio de todos é do LG G2 desde 2013 reinando nesse quesito e ainda não conseguiram bater ele.

  • Questão de evolução é obrigatória. Pessoas que compraram o Moto G 2013 não viram muita vantagem no 2014. Já os que começaram o Moto G no 2014, podem não sentir alterações no 2015.
    Apesar de dono do Moto G 2014, acho o Design do 2013 melhor. Além de o 2013 ter mais opções de acessórios.

  • gostando ou não da Motorola é impossível não admitir que eles acertaram em cheio nessa formula Android quase puro + bom custo beneficio chamada de linha Moto G... é já que no mundo da industria todo mundo copia todo mundo, deveriam copiar essa estratégia da Motorola, principalmente a samsung... enfim, quando eu decidir trocar meu atual smartphone (Xperia Z2) e não tiver nenhuma opção que me agrade, meu plano B com certeza será um aparelho da linha Moto G

  • espero ancioso pois quero trocar me Moto X de 2° geraçao para o mais novo mid-range da Motorola

  • Comprei um MOTO G2 (com TV e 16GB) mês passado e estou muito satisfeito com ele, o Android é bonito e roda leve todos os jogos que eu gosto :)

  • a grande qüestão é.....o preço vai continuar competitivo...? até porque não adianta trazer toda essas especificações com um preço de 1400

  • Na minha opinião melhorando a Bateria. e manter os 2 auto falantes etereo e 8 nucleos de procesamento e uma camera frontal de 5 mega. E manter a entra pra cartão SD E um pequeno mais pequeno mesmo aumento de preco que provavelmente vai ter que e de custume mais que todos concordem. Porque ta melhorando tbm ne gente e so ta de bom tamanho.................

  • O unico porem que vejo, é o tamanho de telas. Não sei de onde saem as pesquisas que o pessoal realmente gosta de tela grande. Poderiam lançar o moto g com duas opcoes de tela. Ou melhor, ja que estou no moto X¹, poderiam é lançar novo moto x com duas opções de tela no melhor estilo sony rsrsrs um top com somente variação no tamanho de tela.

  • Os aparelhos 2013 e 2014 possuem o mesmo hardware na teoria, só que a experiência de uso no 2014 é outra coisa, sem contar que há mudança no software, que é "mais puro" no atual.
    Mas agora: o Moto G 2013 ficou bem lerdo com o Lollipop e o 2014 não. Como isso pode acontecer se os dois tem o mesmo hardware? Resposta: O hardware do 2014 é mais novo, isso é argumento e ponto.

  • Não tô nem ai, vou comprar um Note 4 mesmo, moto g e celular reserva, na minha opinião.

  • Moto G3 na minha opinião só precisaria de;

    1° Câmera padrão de hoje em dia de 5 frontal

    2° 4G e NFC em todos os modelos moto G3

    3° Gavetinha de Cartões microsd/microsim

    4° Fone de ouvido do Moto X2/Maxx como padrão de toda linha

    5° Snapdragon 415 1,5RAM

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi