O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
2 min para ler 253 Compartilhado 90 Comentários

Moto G Edição Turbo 2016 - Mais um Moto com processador MediaTek?

Para quem está curioso em como a dupla Lenovo / Motorola trabalhará com a edição 2016 de sua linha de aparelhos, já temos aqui as primeiras informações. Vazou na internet um teste de benchmark do novo Moto G Turbo, que trará o chipset da MediaTek, no lugar dos chips Qualcomm Snapdragon, usados em versões anteriores. 

O modelo de chip a integrar a versão 2016 do Moto G Turbo é o MediaTek MT6752, um processador octa-core, que roda a velocidades de até 1.69GHz. Sua memória RAM seria de 2GB e seu sistema operacional, o Android Marshmallow 6.0.  Na imagem abaixo, você pode ver os resultados do teste de benchmark do modelo (com o app Geekbench 3):

MOTOGTURBO2016
Benchmark do Moto G Turbo 2016: agora com processador MediaTek / © Geekbench Browser

E abaixo, podemos comparar com o benchmark do Moto G Turbo 2015 (também com o Geekbench 3):

geekbenchmotogturbo
Bechmark do Moto G Turbo 2015 / © ANDROIDPIT

Na comparação, podemos notar que o a performance da edição 2016 do Moto G Turbo é bem superior ao da versão 2015 do mesmo modelo. É curioso, pois ambos contam com processador octa-core e 2GB de memória RAM.

A explicação pode estar no fato de que, enquanto a CPU do Moto G Turbo 2015 é formada por quatro núcleos de 1.0 GHz e outros quatro com 1.5 GHz, o chip do Moto G Turbo 2016 pode contar com todos os oito núcleos rodando a 1.69 GHz. Mas aí estamos especulando. 

Em nossa visão, a escolha da MediaTek como a nova fornecedora de processadores é boa notícia. Isso pode significar um preço menor do produto ao consumidor final, além da permanência do carregamento ultra rápido da bateria. Isso porque todos os chips da marca taiwanesa são compatíveis com essa tecnologia. Mas, claro, precisamos ver como será o seu desempenho em testes mais “puxados” do aparelho.

Para completar, em um processo cauteloso de integração de marcas, o novo Moto G Turbo agora ganha a companhia da marca Lenovo, passando a se chamar LENOVO Moto G Turbo.

E o que você achou da adoção dos chips da MediaTek na edição 2016 do Moto G Turbo? Será que teremos ganho ou perda de performance?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Fellipe Paz há 9 meses

    Vocês também são indecisos (não o pit os cara que comenta) encheu o saco que o moto g tava caro blz a empresa vai procurar formas de baratear sem se sacrificar pra isso (lembra que Motorola até agora não se paga) aí o pessoal reclama também

    Vocês querem um Snap 652, 4gb de RAM, câmera frontal Sony de 250mp com modo modelo, 13 MP traseira, som beats, com a foto da camila de wallpaper por 600 conto?

  • Danilo Ferreira de Carvalho há 9 meses

    O moto G turbo 2015 tem 2Gb de RAM, e não 1Gb. A informação no artigo está errada, e provavelmente o benchmark também. (Obsoleto, artigo foi atualizado).

    A Mediatek nesse momento é uma bosta em relação a facilitar o lado das fabricantes quanto a atualização do sistema, queixas de drivers não liberados desde o Xperia C, passando por aparelhos LG, e provavelmente é o problema da Quantum nesse momento. Se a Motorola não exigir compromissos em relação a isso, pode estar dando um tiro no pé, comprometendo uma de suas principais características que é a rapidez em atualizar seus aparelhos perante a versão do sistema lançada, e por fazer isso em praticamente toda a sua linha, somente em 2016 o aparelho de 2013 não foi atualizado, qual outra fabricante fez isso mesmo com "TOPs de linhha"?

    É verdade que essa decisão pode ajudar a reduzir os custos e consequentemente os preços, além de que a tecnologia de gerenciamento de núcleos em uso da Mediatek, o CorePilot, é bastante eficiente, economizando bateria, mas pelo citado acima, se for comprometido o empenho da Motorola em manter a nós, usuários, atualizados em relação ao sistema, ela será apenas mais uma..

  • Leandro Marques há 9 meses

    Moto G, só o lendário 2013....

90 Comentários

Escreva um comentário:
  • Moto G 2013 >>> All

  • Adquiri um ontem e vi aqui pelo CPU-X que, pelo menos nesse meu, o processador é o Octa-core MSM8939 Snapdragon 615 da Qualcomm. Com Adreno 405 e 1.87MB de memoria RAM.

  • Com certeza será um lançamento bombástico, se o Moto G 3° geração já superaquece, esse então vai explodir!

  • Moto G, só o lendário 2013....

  • Para mim, a série Moto G nunca mais será aquela de 2013 :[

  • Preferia q não fosse com mediatek, é problemático pra custom rom e root, mas são até q são bons, preferia q viesse com o chip da Qualcomm mesmo.

    CAV

  • Resumindo: vai colocar um processador barato e manter o preço praticado hoje ou vai vir um pouco mais caro por se tratar de um "novo" smart.

    Só no BR mesmo para ter preços de smartphones acima dos 4.000,00! Veiculos como um Caminhonete por 190.000,00! E o salário não chega a casa dos Mil👎🏼

  • vou sentir sdds de instalar custom ROMs no Moto G...

  •   45

    Rapaz que treta!
    Uma possível adoção do Mediatek na linha E, é até justificável, mas na linha G....
    A Mediatek possui excelentes SoC, com certeza o hardware no que tange a desempenho da linha não seria prejudicada, mas e as atualizações rapidas como ficariam Motorola?
    (Só aceitaria se a mesma lançasse seus drivers regularmente para a nossa alegria)

  • A adoção desses processadores mediatek vai influênciar de forma positiva no preço, porem de forma negativa em alguns aspectos, por exemplo , desempenho, atualizaçoes do sistema. Aparelhos que utilizam esses processadores não costumam receber muitas atualizações.

  • Foi bom te conhecer Motorola 😭👎

  • esse turbo perdeu a força, vamos ver que esse vem com preço menor de 800 reais

  • Essa história de mediatek não vai dar certo =\ olhando para as prateleiras vemos um LG L Prime Plus ou o 2 e ambos tem preço salgado e usam mediatek, claro que são processadores (versões) diferentes mas não vi vantagem para o consumidor. Talvez colocar mediatek nos aparelhos de gama baixa e intermediária pode ser a saída para as empresas terem lucro (do lado delas apenas) e deixar os Snapdragons para os de gama alta, enfim, vejo um futuro (e espero que não seja assim) onde somente os aparelhos de gama alta teriam custom ROMs e os outros não por causa do mediatek, mas claro uns e outros modelos viriam com ele (Snapdragon) porém mais raros. Acabei de escrever e editar o comentário e já me veio outra coisa na cabeça, parece que a mediatek faz isso de propósito de não soltar os drivers, pois se fizessem aparelhos teriam vida mais longa, vide moto G e outros rodando sistemas atuais. @.@ MEDO!

    •   45

      "parece que a mediatek faz isso de propósito de não soltar os drivers, pois se fizessem aparelhos teriam vida mais longa, vide moto G e outros rodando sistemas atuais. @.@ MEDO!"

      Não é bem isso Ader, a Mediatek não libera, por que ela cobra por estes drivers....Assim as empresas podem alegar que não atualizam os smartphone por falta de liberação de drivers, mas tudo no fim sabemos que o real objetivo da empresa é fazer com que o consumidor troque de smartphone.

  • De novo moto G? Já deu Motorola, essa linha já tá enchendo o saco

  • O meu moto G turbo 2015 tem 4x1,46 e 4x1,11 de processador. E a RAM é 2gb.

  • Tava óbvio que isso ia acontecer, Lenovo não tem o compromisso com hardware que a Motorola tinha, o negócio da Lenovo é copiar os aparelhos de hardware meia-boca pintados de prata e dourado da Samsung e Apple e vende-los também a preços fora da realidade para o povo inteligente brasileiro. Adeus Motorola ...😭

    • tem nada haver amigo, motorola não existe mais faz tempo, MTK são processadores menor preço, dependendo qual faixa de preço que sai essa versao é uma otima jogada.

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi