O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
825 Compartilhado 68 Comentários

Review do Xiaomi Mi 4i: a arma secreta da Xiaomi para conquistar o mercado brasileiro?

Com o Xiaomi Mi 4i a fabricante chinesa produziu pela primeira vez um smartphone que não foi pensado para o mercado local. O smartphone intermediário foi concebido primeiramente para o mercado indiano, e pode ser o segundo dispositivo a chegar oficialmente ao Brasil depois do Redmi 2.

A Xiaomi não foi feliz no nome do dispositivo, dando a entender que o Mi 4i seria uma versão do seu bem-sucedido Mi 4. Não é o caso, pois o Mi4 sem o “i” é um smartphone premium sucesso de vendas na China, com ótimas especificações de hardware, e o Mi 4i possui características da gama média e aposta na boa relação custo/benefício. Veja abaixo em nosso teste se o Mi 4i tem potencial para conquistar o mercado brasileiro.

Avaliação

Prós

  • Dual-SIM
  • Acabamento
  • Bateria
  • Preço

Contras

  • Sem memória expansível
  • Google Play Services trava algumas vezes

Xiaomi Mi4i – Data de lançamento e preço

O Xiaomi Mi4i foi lançado em abril de 2015 na Índia. Naquele país o dispositivo custa 12.999 Rúpias, algo em torno de R$ 630,00. Por enquanto, o Mi 4i precisa ser importado no Brasil, fato que diminui sua vantagem para o público local. A empresa, contudo, já iniciou suas atividades no mercado nacional, e o Mi 4i é um forte candidato para figurar no catálogo da Xiaomi no Brasil.

Xiaomi Mi4i – Desenho & Qualidade de Construção

Com suas 5 polegadas de diagonal de tela, o Xiaomi Mi 4i não é nenhum colírio para os olhos, mas destaca-se pelo acabamento de primeira. A parte traseira (que no nosso aparelho de teste é branca, e em combinação com a frente preta lembra os Stormtroopers do Star Wars) felizmente se constitui de plástico opaco, e não se enche de digitais facilmente.

xiaomi mi4i back
Sem chance para as marcas de digitais: a parte traseira do Xiaomi Mi 4i é de plástico opaco. / © ANDROIDPIT

O botão de volume e o de energia se encontram na lateral direita. Eles são de plástico imitando cromo. Seu ponto de pressão é curto e agradável. Nada é solto ou bambo. A entrada para fones de ouvido foi posicionada na parte superior e a entrada para USB fica na parte inferior do aparelho.

xiaomi mi4i buttons
Eles parecem de metal, mas os botões do Mi 4i da Xiaomi também são de plástico. / © ANDROIDPIT

O Xiaomi Mi 4i é um smartphone dual-SIM. Na gaveta dedicada ao SIM, na lateral esquerda do dispositivo, podem ser inseridos dois cartões. Essa característica é muito prática para os usuários que aproveitam dois planos ou usam um SIM para o trabalho e outro para a vida privada.

xiaomi mi4i dual simcard
Entrada para dois cartões SIM na gaveta do Mi 4i. / © ANDROIDPIT

De maneira geral, o design lembra bastante o iPhone 5c da Apple, com a boa diferença de que a Xiaomi não usa plástico brilhante (e sim opaco) na parte traseira.

Xiaomi Mi4i – Tela

Diferentemente do Moto G, por exemplo, o tela de 5 polegadas do Xiaomi Mi 4i possui uma resolução Full HD. Dessa forma, a densidade de pixels do dispositivo (respeitáveis 441 ppp) é alta para a sua categoria de preço. O display IPS é fantástico: as cores são representadas de maneira fiel e o contraste é muito bom. Para o meu gosto, seu brilho é um tanto fraco, mas apesar disso a visibilidade da tela ao ar livre e sob a luz direta do sol ainda é satisfatória.

xiaomi mi4i hero 2
Uma tela Full HD não é tão comum na gama média. O Mi 4i, contudo, apresenta essa resolução.  / © ANDROIDPIT

Olhando-se o display a partir de um ângulo reto, contudo, notamos um tom acinzentado nas páginas brancas, mas nada que distorça a representação de cores. Para um smartphone de gama média, a tela do Mi 4i é excepcionalmente boa.

Xiaomi Mi4i – Software

Como nos casos do Xiaomi Mi Note Pro e do Mi 4, o Mi 4i também usa a interface de usuário própria da companhia, a MIUI. Usuário do Android puro não devem gostar da MIUI 6, uma vez que a típica gaveta de aplicativos está ausente, e com isso vários apps ficam na tela de início. Pode-se, contudo, ordenar os aplicativos em pastas personalizadas, para que não seja necessário procurar infinitamente na homescreen pelo app desejado.

Mi4iinterface
A interface MIUI 6 da Xiaomi no Mi 4i. / © ANDROIDPIT

No quesito velocidade, a MIUI é bem ágil. As animações voam pela tela e não se tem a impressão de que a performance deixa a desejar. O que irritou no nosso teste do Xiaomi Mi 4i foram os aparentes problemas que a interface apresentou em conjunto com os Google Play Services. Estes param de funcionar e caem com frequência, e com eles a Google Play Store, o Gmail, etc. Esperamos que uma atualização de manutenção resolva o problema.

Mi4iconfig
As configurações do Mi 4i / © ANDROIDPIT

Xiaomi Mi4i – Performance

O Xiaomi Mi4i vem embalado pelo processador Snapdragon 615 octa-core da Qualcomm. Esse processador também se encontra no ZTE Blade S6 e também no HTC Desire 820. Sua frequência máxima é de 1,7 GHz e o dispositivo conta com 2 GB de memória RAM. O que impressiona é o fato de o Mi 4i ser bem mais veloz do que o ZTE Blade S6, apesar de ambos ter quase as mesmas especificações técnicas. Em números: enquanto o ZTE Blade S6 marcou 30.000 pontos no Benchmark AnTuTu, o Xiaomi Mi 4i crava 39.000 pontos.

Xiaomi mi4i benchmark
Xiaomi Mi4i convence no teste de Benchmark AnTuTu. / © ANDROIDPIT

Também com jogos o Mi 4i causa uma boa impressão, e não travou com o Real Racing 3. Apenas em games como o Sky Force 2014 e o Asphalt 8 o dispositivo engasga um pouco nas sequências com muita ação. Além disso, notamos um leve aquecimento na área próxima à câmera depois de algum tempo de jogo, mas nada de preocupante.

Uma desvantagem do aparelho é a falta de memória expansível, o que, em combinação com os 16 GB de armazenamento interno, pode se tornar um problema. Quem gosta de ter muitos aplicativos, músicas, fotos e vídeos, deverá confiar num serviço de nuvem.

Xiaomi Mi4i – Áudio

A qualidade do áudio durante ligações com o Xiaomi Mi 4i é boa. Meu interlocutor podia me escutar bem sempre, mesmo num ambiente com barulho alto.

O alto-falante do Mi 4i se encontra na parte inferior traseira do dispositivo e é bem forte. Devido à sua localização, contudo, o som pode sair abafado de coberto pelas mãos ou se o aparelho for colocado com a tela para cima numa mesa.

xiaomi mi4i ce
No Xiaomi Mi 4i o alto-falante fica na parte inferior traseira. / © ANDROIDPIT

Xiaomi Mi4i – Câmera

A câmera do Mi 4i é uma velha conhecida, já tendo sido integrada ao Mi Note e ao Mi Note Pro. A Xiaomi é uma grande cliente da Sony nesse departamento, e o sensor de 13 megapixels foi integrado a quase todos os smartphones atuais da Xiaomi. A câmera tira fotos muito boas, e se levarmos em consideração o preço do aparelho, podemos dizer que é mais do que podíamos esperar. Confira as nossas fotos de teste na nossa galeria abaixo e veja se estou exagerando:

Por outro lado, a Xiaomi economizou um pouco na câmera frontal. Enquanto o Mi Note Pro conta com um sensor Ultrapixel, o Mi 4i chega com “apenas” 5 megapixels em seu sensor frontal. Apesar disso, a câmera é mais do que satisfatória, mostrando-se bos para selfies e vídeo-chamadas pelo Skype e outros serviços.

Xiaomi Mi4i – Bateria

A bateria é, ao lado da tela, um dos destaques do Xiaomi Mi 4i. Com nada menos do que 3.120 mAh, a bateria do Mi 4i bate muitos smartphones premium do mercado atual. Como exemplo, o Galaxy S6 possui apenas 2.550 mAh, e o LG G4 tem 3.000 mAh e o Sony Xperia Z3+ conta com 2.900 mAh.

Com a tela Full HD e o processador de gama média, essa super-bateria tem um autonomia invejável no Mi4i. Depois de um dia intenso de testes com fotos, jogos, navegação pela internet e uso das mais variadas funções, o dispositivo ainda contava com 15% de bateria no final. Com um uso normal, o dispositivo resiste um dia e meio sem precisar ser recarregado.

xiaomi mi4i usb
O Mi 4i conta com carregamento rápido pela entrada de USB. / © ANDROIDPIT

Por fim, o Mi 4i também dispõe da função de carregamento rápido, e com apenas 10 minutos na tomada ele ganha o equivalente a 4 horas de autonomia em ligações. A única desvantagem aqui é que a bateria do dispositivo não é removível.

Xiaomi Mi4i – Especificações Técnicas

    • Tipo:
    • Smartphone
    • Modelo:
    • Ainda não disponível.
    • Fabricante:
    • Xiaomi
    • Dimensões:
    • 138,1 x 69,6 x 7,8 mm
    • Peso:
    • 130 g
    • Tamanho da bateria:
    • 3120 mAh
    • Tamanho da tela:
    • 5 polegadas
    • Tecnologia da tela:
    • LCD
    • Tela:
    • 1920 x 1080 pixels (441 ppi)
    • Câmera frontal
    • 5 megapixels
    • Câmera traseira
    • 13 megapixels
    • Flash:
    • Dual-LED
    • Versão do Android:
    • 5.0 - Lollipop
    • Interface:
    • MIUI
    • RAM:
    • 2 GB
    • Memória interna:
    • 16 GB
    • Memória removível:
    • Não disponível
    • Chipset:
    • Qualcomm Snapdragon 615
    • Número de núcleos:
    • 8
    • Velocidade máx.
    • Ainda não disponível.
    • Conectividade
    • HSPA, LTE, Dual-SIM , Bluetooth 4.1

Veredito Final

O Xiaomi Mi 4i tem uma relação custo/benefício excelente se não contarmos as taxas de importação: sua câmera é boa, a tela convence com sua resolução Full HD e a bateria faz você esquecer da existência de tomadas por quase dois dias. Uma pena que o Xiaomi Mi 4i não conte com memória expansível por cartão microSD, tendo apenas 16 GB para fotos, apps, músicas, etc. Só nos resta esperar que esse dispositivo chegue oficialmente ao país com a entrada da Xiaomi no mercado nacional, para aquecer ainda mais a concorrência na gama média.

Os comentários favoritos dos leitores

68 Comentários

Escreva um comentário:
  • Gostei das especificações desse aparelho, já em relação ao engasgo que ele faz, quando está rodando jogos pesados preocupa um pouco e também a assistência deixa a desejar, mais oque mais gostei foi sua bateria de 3120 mAh.

  • whatsapp VEM PRA RUA 85-8811-2906

  • tem algum site onde é possível comprar esse aparelho no Brasil com segurança?

  • CHEGA LOGO

  • a Xiaomi vai ser campeã de vendas aqui no Brasil

  • A Xiaome MI 4i vai custar 789.00!!

  • Com certeza conhecendo como o brasil é,esse smartphone nao vai custar menos de 900 reais quando chegar por aqui!

  • so começa a vender mesmo dia 18 desse mes nos sites autorizados ate proximo mes acho q ja ta no aliexspress ,

  • Oxe meu LG G2 da 40990 no antutu, vou ficar com ele até me roubarem de novo, ou até ele quebrar, pq Moto G e Moto E pra mim fede "cuspi para o lado" todo mundo tem kkkkkkkk

  • Tudo bem. Fazendo um apanhado de tudo que li na matéria e em parte dos comentários, penso o seguinte. O brasileiro, em geral, preza sim pelo custo-benefício mas há no Brasil ainda aquela velha história do conservadorismo. Apesar de termos aí uma promessa de ótima relação CxB nesse smartphone, penso muito na questão de marcas que já têm nome e reconhecimento no mercado brasileiro (algumas somente nome, concordo) e na memória de 16 Gb que atende parte do mercado mas desagrada outra parte. Há a questão também da assistência técnica, que já foi citada nos comentários acima e que, pessoalmente falando, não seria um problema para mim porque nunca arrumei nada em meu telefone apesar que o alto falante traseiro está ruim. Mas tenho vários exemplos próximos a mim de pessoas que quebraram a tela do telefone por má sorte até, pois o gadget cai e bate uma borda no chão. Portanto, penso que a entrada da Xiaomi no mercado brasileiro vai sim dar uma chacoalhada na coisa. Afinal um octa-core, com 2 Gb de RAM, sensor da câmera Samsung e mais de 3.000 mAh pode ser um ótimo precursor de melhorias em desempenho e até mesmo aparência (o aparelho se mostra bonito em fotos e lembremo-nos da traseira em plástico opaco). Agradeço a quem ler meu humilde testamento. rs

  • Deve ter quase 1 ano que espero ela chegar no Brasil. E desejo comprar um smartphone mas meu único receio é como ira funcionar o pos venda na empresa essa parte estou achando mais complicado.

  • "Usuário do Android puro não devem gostar da MIUI 6, uma vez que a típica gaveta de aplicativos está ausente, e com isso vários apps ficam na tela de início."
    Não entendi a lógica daí, sendo que justamente no puro é uma bagunça!! Ter apps em ordem alfabética no drawer e criar pastas em home.
    Ao acostumar com a Miui ou iOS, se nota que isso comum no Android puro (sem opção de pastas no drawer) não tem lógica nenhum. Idem no WP com atalhos na Home e Geral em alfabética.
    Assim fica muito mais clean e prático.

    • Clean não fica, fica organizado pois pra mim clean é eu colocar apenas alguns poucos apps na home enquanto todo resto está na gaveta guardado e por ordem alfabética MESMO não podendo criar pastas nele (o que seria interessante e ainda com opçao de senha na pasta). Outra coisa é que a MIUI tem um multitarefas que eu NUNCA gostei no meu iphone 4 na época e que permaneceu até o ios 6, que é apenas mostrasr os icones, sendo que para mim até hj o melhor de todos foi o do Android 4.0 até 4.4 depois disso nenhum me agradou, nunca curti do meu l720 ou do ios. Fora isso ele é ótimo, sempre testo suas versões desde 2010 hahaha.;

  • Mais um review e o aparelho vai ficar obsoleto quando entrar no mercado brasileiro, estão demorando muito e com o aumento do impostos dos importados quanto custará. Tá demorando muito o Mi 4

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi