O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
Review 804 Compartilhados 279 Comentários

Review do Moto G4 Plus: o conjunto da obra impressiona

Não parece, mas o primeiro Moto G deu as caras há cinco anos. Desde então, a série mais bem-sucedida da Motorola já passou por bons e maus momentos. Depois de apostar em recursos de usabilidade, como a proteção a prova d’água, a quinta geração do Moto G tenta reaver algumas das características que fizeram do modelo um sucesso nacional, como o software integrado ao hardware de forma satisfatória.

O Moto G4 Plus está mais leve, fino e, pelas mãos da Motorola, veio para recuperar o posto de líder no segmento intermediário, que foi ameaçado recentemente pela Samsung. Descubra a seguir o que mais gostei no Moto G4 Plus e também os pontos contras do aparelho.

Avaliação

Prós

  • Acabamento
  • Tela
  • Processamento
  • Sensor biométrico

Contras

  • Alto-falante mono

Moto G4 Plus – Data de lançamento e preço

O Moto G4 Plus foi lançado durante uma coletiva de imprensa em São Paulo no dia 17 de Maio. O modelo já está disponível para compra através do site da Motorola, com disponibilidade também no Moto Maker, com oito opções de cores para a tampa traseira. O preço sugerido é de R$ 1.499,00 para essa versão, que possui 32 GB de armazenamento.

Moto G4 Plus – Desenho & Qualidade de Construção

O design do Moto G4 Plus pode ser visto de duas formas . Se você esconder o botão físico, que serve como sensor biométrico, e olhá-lo como um todo, certamente irá reconhecer traços que estavam presentes em variantes das outras gerações, principalmente do Moto G Edição Turbo. Agora, se você observar o dispositivo de maneira geral, vai notar que o novo visual do aparelho é uma mistura de Samsung com Lenovo. 

Sim, o botão físico trouxe ares sul-coreanos para o modelo americano, que também possui alguns traços chineses herdados de outros modelos da linha Vibe.

androidpit moto g4 plus camera
Parte traseira do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

O modelo é consideravelmente mais fino e leve do que a geração anterior. Segundo a Motorola, as novas espessura e o peso foram possíveis com a retirada da resistência à água, que estava presente no Moto G 2015. Ao invés do IP67, que permitia a submersão do antecessor, o novo Moto G vem equipado com uma nanotecnologia que o torna apenas resistente à respingos.

O Moto G4 Plus vem acompanhado por duas capas traseiras, uma vermelha e a outra na cor azul. Ambas são de silicone, mas entregam texturas diferentes. Enquanto a vermelha é mais áspera e rígida, a preta é mais lisa e anatômica. Por mais que a capa preta deixe o dispositivo mais bonito, a case mais clara torna seu manuseio mais confortável e, aparentemente, menos sujeito a marcas de dedo.

androidpit moto g4 plus front camera
Parte frontal do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

Na parte superior temos um alto-falante mono e o sensor de aproximação, ambos ao lado da câmera frontal. O modelo na cor branca chama mais atenção, enquanto o de cor escura é discreto e um pouco mais elegante. O Moto G4 Plus não possui um contorno em alumínio ao redor do speaker, como podemos encontrar no G Turbo e no Moto G4.

androidpit moto g4 plus fingerprint scanner
Sensor biométrico do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

Particularmente, a linha de design da Motorola nunca me impressionou, principalmente quando olho para os dispositivos da linha Moto G. Agora, sob o comando da Lenovo, é possível dizer que a série em questão passou por sua primeira grande mudança visual. Muitos classificam a nova abordagem como positiva, mas eu tenho minhas dúvidas ainda.

Moto G4 Plus – Tela

O Moto G4 Plus possui um painel de 5,5 polegadas com resolução FullHD. Essa resolução já era esperada por muitos usuários, visto que o padrão HD estava presente na linha há quatro anos. Confesso que fiquei muito satisfeito com a tela do Moto G4 Plus, que é extremamente nítida e possui cores bem balanceadas.

Os tons mais escuros não são profundos, mas o brilho é alto e o contraste é bem equilibrado. A proteção contra riscos é o Corning Gorilla Glass 3, que mantém a superfície do display protegida contra pequenos arranhões. A usabilidade em ambientes com forte iluminação não fica muito comprometida, desde que o brilho esteja no máximo. Não tive problemas ao usar o aparelho sob sol forte.

motog4plus androidpit tela
Tela FullHD do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

Claro, a qualidade da tela não está no nível de um Xperia da série Z, por exemplo, que possui a mesma resolução. Mas, o painel do Moto G4 Plus é melhor do que Lenovo Vibe A7010. As fontes do sistema sao exibidas com um nível ótimo de nitidez, assim como jogos e videos em alta-definição.

Moto G4 Plus – Características Especiais

Sensor biométrico

O Moto G4 Plus é o modelo mais top da atual linha Moto G, mas, de fato, ele não reúne todos os recursos que estão presentes nas duas outras versões. Embora essa versão tenha o dual-chip 2G/ 4G, com software de gerenciamento inteligente, o Moto G4 Plus ficou de fora no quesito HDTV. Mas, o modelo ostentação possui um recurso exclusivo e que não está presente em nenhum outro da linha: o sensor biométrico.

A cereja do bolo do Moto G4 Plus agrega mais segurança ao modelo, visto que o sensor de impressão digital pode ser utilizado para desbloquear o aparelho. Além disso, pelo fato de rodar com o Android 6.0 Marshmallow de fábrica, aplicativos de terceiros podem ser integrados ao sensor, como é o caso do Telegram, que permite o desbloqueio de conversas por meio deste recurso.

motog4plus androidpit detals w782
Sensor biométrico do Moto G4 Plus suporta até 5 digitais / © ANDROIDPIT

Até cinco digitais podem ser adicionadas no software da Motorola. A Play Store também é integrada com o sensor biométrico, permitindo que o usuário autorize pagamentos mediante a confirmação biométrica. Diferente de alguns modelos e, seguindo os passos do Lenovo Vibe A7010, não é preciso deslizar o dedo para desbloquear o Moto G4 Plus, basta encostar no sensor.

Vale lembrar que o sensor biométrico não possui função de botão, ou seja, ele não é clicável como o botão 'home' dos modelos Galaxy S. Aliás, o sensor biométrico não pode ser usado para nenhuma outra funcionalidade que não seja desbloquear o dispositivo, apps e autorizar pagamentos. No sensor biométrico do Lenovo Vibe A7010, por exemplo, é possível capturar uma imagem com a câmera, encostando com o dedo no sensor.

motog4plus fingersensor
Interface para cadastro da biometria do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

Se o dispositivo está apagado, é possível acordá-lo encostando o dedo no sensor biométrico. Essa ação não desbloqueia o aparelho, apenas liga a tela para consulta de horas e de notificações. O desbloqueio do Moto G4 Plus é muito rápido e funcional e não tive problemas em realizá-lo nos dias em que o testei. Mesmo com o dedo úmido é possível destravar a tela.

O cadastro da biometria requer uma segunda opção para bloqueio da tela, seja ela por desenho padrão, PIN ou senha de segurança. Isso é necessário para que o dispositivo permaneça bloqueado, caso sua biometria seja burlada de alguma maneira. Segundo a Motorola, o sensor não possui nenhuma proteção específica contra riscos, ou seja, todo cuidado é pouco.

motog4plus androidpit finger
Sensor biométrico do moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

Moto

O aplicativo Moto segue presente no Moto G4 Plus e, como sempre, ele é o responsável por gerenciar os recursos extras que a Motorola coloca no dispositivo. O Assist e os recursos de voz não estão presentes neste modelo, como já era esperado, visto que são funções características da linha Moto X.

A Moto Tela é uma função interessante, mas, confesso que hoje em dia opto em mantê-la desativada. Acho que a tela padrão do Android Marshmallow ja é o suficiente para o meu uso, mostrando notificações e informações que preciso. A opção da Motorola é basicamente a mesma, permitindo que o usuário consulte o resumo de suas notificações sem a necessidade de desbloquear a tela.

motog4plus mptoapp
Aplicativo Moto do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

As ações de gestos são as mesma que já vimos em outros modelos da marca. A mais interessante, na minha opinião, é a opção de chacoalhar o aparelho para acionar a câmera. Além de funcionar muito bem, ela imprime rapidez em momentos em que precisamos tirar uma foto com urgência.

Dual-SIM inteligente

A função dual-SIM do Moto G4 Plus possui um modo inteligente, que habilita o uso de dados móveis 3G ou 4G apenas para um cartão. O chip-SIM secundário funcionará automaticamente na frequência 2G, eliminando a necessidade de troca manual pelo usuário. Além dessa funcionalidade, o aplicativo que realiza o gerenciamento dos chips-SIM é capaz de sugerir qual é a melhor operadora para cada contato, com base nos números de telefones registrados na agenda do dispositivo.

Moto G4 Plus – Software

O modelo mais novo da Motorola não poderia sair com outra versão do Android que não fosse a mais recente, neste caso, o Android 6.0.1 Marshmallow. O software da Motorola segue dentro do padrão estabelecido pela empresa com o lançamento do primeiro Moto G, ou seja, próximo da versão pura. Tirando o aplicativo Moto, o App Box e o aplicativo de Rádio, todos o restante é do Google.

No total, são 24 aplicativos pré-instalados. Não existe mais o app de galeria de fotos da Motorola, que deu lugar ao Fotos, do Google. Confesso que essa mudança não me agradou muito, visto que, pessoalmente, acho o Fotos um aplicativo complexo para ser utilizado como uma simples galeria de fotos. Se você não configura-lo corretamente suas fotos serão levadas à nuvem toda semana, automaticamente, pelo Wi-Fi.

motog4plus system
Interface padrão do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

Entre as configurações da tela, é possível encontrar um modo para calibragem das cores. Esta opção é a mesma que está presente no Moto X Play e no Moto X Style, permitindo que o usuário escolha entre um padrão de cores mais natural e outro um pouco mais vívido. Na prática, a diferença é mínima, mas, em todo o caso, mantive o esquema de cores mais vívido ativado.

Outro detalhe que eu gostei bastante foi a presença de uma opção para fechar todas as janelas do sistema de uma só vez. Este recurso não estava presente na versão stock do Android Lollipop, por exemplo. Modelos da Motorola que rodavam com essas versão do SO não contavam com esta opção.

motog4plus multtask
Recurso para fechar todas as janelas do sistema / © ANDROIDPIT

Convenhamos, não é possível ter alguma queixa com essa versão pura do Android. O usuário consegue ter ao seu alcance recursos e apps que são essenciais, sem nenhum tipo de intromissão ou de funções desnecessárias. No Android da Motorola, temos os melhores serviços do Google disponíveis e funcionando de forma plena, como é o caso do Google Now On Tap em português, por exemplo.

Moto G4 Plus – Performance

Para quem já teve contato com o Moto G Edição Turbo, as especificações técnicas do Moto G4 Plus não irão surpreender. Aliás, esse padrão de especificações começou em 2015, quando os intermediários começaram a ser vendidos com 2 GB de memória RAM. Antes tarde do que nunca, a Motorola resolveu dobrar a capacidade da memória de todos os seus modelos atuais, permitindo que seus novos aparelhos possam rodar versões futuras do Android sem maiores problemas.

O Moto G4 Plus é embalado pelo processador Snapdragon 617 com oito núcleos, a 1,5 GHZ e 2 GB de memória RAM. A placa gráfica que equipa o modelo é a Adreno 405 de 550 MHz, capaz de rodar jogos um pouco mais exigentes com bom nível de detalhamento gráfico. Nessa configurações é possível executar vários aplicativos sem que o aparelho fique relativamente lento ou aquecido.

androidpit moto g4 plus android marshmallow
O Android Marshmallow é muito bem integrado com o hardware do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

Tudo o que um usuário convencional precisa fazer é possível no Moto G4 Plus. WhatsApp, Facebook, aplicativos para edição de fotos e navegação pela internet não são problemas para o dispositivo. O Moto G4 Plus é um dispositivo rápido e a abertura de menus e aplicativos acontece de maneira imediata.

Claro, ser um dispositivo rápido não significa dizer que ele é pontente, visto que suas configurações ficam apenas dentro do padrão intermediário. Você poderá executar aplicativos e jogos de maneira satisfatória, mas, isso não significa que o poder de fogo do telefone não ficará comprometido conforme seu multitarefa vai ficando sobrecarregado. Não espere potência de nenhum intermediário, por sinal.

O Moto G4 Plus é um dispositivo rápido, mas não é potente como um top de linha

Com isso em mente, o Moto G4 Plus é um modelo com uma ótima integração entre hardware e software, o que não decepcionará nenhum usuário, principalmente aqueles que já tiveram experiências com interfaces proprietárias de outros fabricantes. O armazenamento interno é de 32 GB e pode ser expandido com a ajuda do microSD até 128 GB.

Abaixo, você confere o desempenho do Moto G4 Plus entre os principais benchmarks do mercado:

motog4plus antutu
Desempenho do Moto G4 Plus no AnTuTu / © ANDROIDPIT
motog4plus geekbench
Desempenho do Moto G4 Plus no Geekbench 3 / © ANDROIDPIT
motog4plus vellamo
Desempenho do Moto G4 Plus no Vellamo / © ANDROIDPIT

Moto G4 Plus – Áudio

O Moto G4 Plus conta com um único alto-falante mono, diferente do Moto G 2014, que possui duas saídas de áudio estéreo na parte frontal. O som do dispositivo não é muito potente, embora ele seja relativamente alto. Com isso, o som reproduzido por essas saídas é apenas satisfatório, com balanço caindo mais para o lado dos agudos do que dos graves. Quando depositado numa superfície plana, a áudio é melhor reverberado.

Para ligações telefônicas o áudio é satisfatório, com boa redução de ruído e microfone com boa captação. Os fones que acompanham o Moto G4 Plus na caixa são bem baixos, com qualidade bem mediana, mas atendem chamadas.

lenovo moto g4 plus camera frontal
Alto-falante mono do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

Moto G4 Plus – Câmera

A câmera do Moto G4 Plus é o ponto mais alto do aparelho. A Lenovo pensou em vários aspectos e recursos que pudessem valorizá-la. O software faz parte dessas mudanças, visto que agora é possível contar com um modo manual cheio de recursos avançados.

motog4plus androidpit camerafunc
Opções do software de câmera do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

Quem optar pelo modo automático, verá a interface básica da empresa, enquanto o modo manual chama atenção pelas opções apresentadas, como controle do ISO, exposição, macro, temporizador e obturador.

lenovo moto g4 plus software camera
Recursos do modo manual do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

Outro recurso que agrega muito valor ao aparelho é modo de foco, que está disponível em dois tipos. O primeiro deles, o PDAF (Phase Detect Autofocus), basicamente permite que o Moto G4 Plus mire objetos em movimento com mais velocidade, realizando o bloqueio do enfoque por mais tempo.

Outra tecnologia, o foco a laser, faz com que o aparelho mantenha o objeto selecionado focado por mais tempo independente da condição de luminosidade do ambiente.

Alguns smartphones da Asus possuem o foco a laser, como o Zenfone 2 Laser e o Zenfone 2 Selfie que, por sinal, são dois concorrentes diretos da nova série Moto G. O resultado deste modo, combinado com o PDAF, na teoria, resulta em fotos mais nítidas e com a exposição melhor trabalhada.

IMG 20160526 160543482
Imagem capturada pelo Moto G4 em modo automático / © ANDROIDPIT

O Moto G4 Plus captura imagens rapidamente, com ótimo nível de nitidez e balanço de cores. Em ambientes menos iluminados, a lente do dispositivo faz um trabalho satisfatório, não estourando muito as imagens e mantendo-as dentro da média entre os smartphones atuais. O modo HDR também surpreende e a opção Manual não é muito difícil de usar, só requer um tempo de teste.

Por fim, destaco os recursos de edição de vídeos e fotos, que foram incorporados ao software de câmera do Moto G4 Plus. Agora, o usuário pode personalizar estes arquivos diretamente pelo software de câmera, aplicando efeitos coloridos e fazendo correções pontuais, como rotacionar, regular o contraste e cortar.

motog4plus editor imagens
Editor de fotos nativo da câmera do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

A câmera frontal é a mesma do Moto G Edição Turbo, ou seja, com bom ângulo de visão - 84 graus - e capaz de capturar boas selfies. Abaixo, você pode conferir as fotos feitas pela câmera traseira do aparelho em tamanho real e sem edição:

Moto G4 Plus – Bateria

O Moto G4 Plus possui bateria de 3.000 mAh que, em meus testes, se mostrou suficiente para mais de um dia de autonomia. Costumo ouvir bastante o Spotify durante o dia, assim como assistir a vídeos no YouTube, fazendo streaming pelo Chromecast. O consumo médio de bateria do Moto G4 Plus chega a 11% por hora, com brilho em 60% na maioria do tempo e nessas condições de uso que mencionei.

O 4G gasta um pouco mais da bateria do que o Wi-Fi, mas, essa diferença não é muito considerável. Tudo dependerá da qualidade do sinal da sua operadora e da oscilação da rede de telefonia. O modo de economia de energia do Moto G4 Plus é o padrão do Android, que pausa apps e desativas serviços quando o aparelho chega aos 14%. Outro ponto que impacta no consumo eficiente da bateria é o Modo Doze, que roda em conjunto com o sistema otimizando os recursos energéticos.

androidpit moto g4 plus sim sd slot
Bateria fixa do Moto G4 Plus / © ANDROIDPIT

O que mais me chamou atenção é que o Moto G4 Plus não esquenta. Foram raros os momentos em que pude notar algum tipo de aquecimento no aparelho. E isso é ótimo. Se levarmos em consideração o conjunto de processamento e a espessura do dispositivos, podemos concluir que realmente a Motorola  fez um bom serviço no software do modelo. Também, com o Android quase puro, seria estranho que houvessem erros nesse sentido.

De acordo com os meus testes, ficamos assim:

  • Wi-Fi, streaming pelo Chromecast e Spotify: 16 horas
  • 4G, WhatsApp e Instagram: 9 horas

Ah, e só para constar: embora as capas traseiras sejam removíveis, a bateria é fixa no corpo do aparelho. Ou seja, nada de substituição da mesma.

Moto G4 Plus – Especificações Técnicas

    • Tipo:
    • Smartphone
    • Modelo:
    • Ainda não disponível.
    • Fabricante:
    • Lenovo
    • Dimensões:
    • 153 x 76,6 x 9,8 mm
    • Peso:
    • 155 g
    • Tamanho da bateria:
    • 3000 mAh
    • Tamanho da tela:
    • 5,5 polegadas
    • Tecnologia da tela:
    • Ainda não disponível.
    • Tela:
    • 1920 x 1080 pixels (401 ppi)
    • Câmera frontal
    • 5 megapixels
    • Câmera traseira
    • 16 megapixels
    • Flash:
    • LED
    • Versão do Android:
    • 6.0.1 - Marshmallow
    • RAM:
    • 2 GB
      4 GB
    • Memória interna:
    • 32 GB
      64 GB
    • Memória removível:
    • microSD
    • Chipset:
    • Qualcomm Snapdragon 617
    • Número de núcleos:
    • 8
    • Velocidade máx.
    • 1,5 GHz
    • Conectividade
    • HSPA, LTE, Bluetooth 4.1

Veredito Final

As interferências da Lenovo no modelo mais bem-sucedido da Motorola são mínimas e elas se resumem ao visual do aparelho e sua construção. Quem é fã do formato mais anatômico, com linhas arredondadas, vai precisar de um tempo para se acostumar com o Moto G4 Plus, mas não é nada que alguns dias de uso contínuo não resolvam.

Quando olhamos para o software pouco customizado, temos certeza que estamos utilizando um produto da Motorola. A experiência de uso não engana e também não deixa a desejar em momento algum. O conjunto de especificações não surpreende. Se este fosse o padrão da linha lançada no ano passado, talvez, tivesse causado um pouco mais. O Moto G4 Plus vendido no Brasil não conta com 3 ou 4GB de memória RAM, como a sua versão internacional. 

Sinceramente, eu abriria mão do sensor biométrico em troca de mais memória RAM. Até que se prove o contrário, o leitor de impressões não passa de um recurso para 'mostrar para o primo'. Se no último ano a proteção contra água não encheu os olhos do usuário, não será o sensor biométrico o fator que irá fazer do Moto G4 Plus um modelo imbatível. Claro, se olhamos para o conjunto da obra e para aquilo que é tendência no mercado, até que este recurso tem alguma lógica.

A questão em torno do Moto G4 Plus é bem simples: se você precisa de mais armazenamento e faz questão de um sensor biométrico, então, ele é o modelo ideal. Lembre-se que você precisará abrir mão da TV digital, que só está presente no Moto G4, que por sua vez não conta com sensor biométrico. Também indico que você leve em consideração o serviço Moto Maker, que permitirá a customização do modelo. 

Pelo conjunto da obra, o Moto G4 Plus é uma ótima escolha.

E você, o que achou do Moto G4 Plus?

Moto G4 Plus – Onde comprar

O Moto G4 Plus pode ser adquirido através do varejo físico e online. O preço sugerido pela Motorola para o modelo mais avançado da linha Moto G 2016 é de R$ 1.469,00.  Abaixo, vicie confere as melhores ofertas disponíveis para o Moto G4 Plus:

Os comentários favoritos dos leitores

  • Samuel Serafim há 6 meses

    O que é o Gplus?
    É um X play com leitor biométrico e menos bateria.

  • Don Torresi há 6 meses

    Foi o tempo que havia a "qualidade da Motorola". Bem vindo a "qualidade da Lenovo"!

  • Rafaela Esteban há 6 meses

    Aparelho interessante, nada espetacular, com algumas bolas fora, mas talvez o compraria numa promoção. Realmente esse leitor biométrico na frente ficou feio, e é até um desperdício de tela já que os botões são digitais. Quero ver os comparativos mais hard entre esse G4 Plus e o Vibe A7010.

  • Gaki Kunashii há 6 meses

    Respondendo as perguntas do artigo:
    - O que você achou do Moto G4 Plus?
    É um smartphone que possui um bom conjunto de hardware, bem acima para o seguimento a que ele se propõe.
    A posição do sensor de impressão de digitais não me agradou e quebrou muito do design clássico que vinhamos na linha.

    - Compraria esse dispositivo?
    Não compraria, pois podemos encontrar outros smartphones com um hardware muito superior, pelo mesmo preço.

279 Comentários

Escreva um comentário:
  • NÃO COMPREM!
    Os aparelhos estão vindo com defeito de fábrica. TODOS sem exceção.
    Pesquisem por "Burn In" ou "Ghost Touch" em fóruns, comunidades da Lenovo/Motorola no site deles, no Google Plus, em todos os lugares pessoas relatando defeitos. Eu mesmo troquei por um aparelho novo 7 VEZES (ISSO MESMO, SETE!!!)

  • estou muito contente com o meu g4 plus , não trava, não esquenta, bateria me atende da forma que eu preciso, sem precisar ter o carregador 24 horas por dia comigo ... muito satisfeito a e uma ótima câmera também.

  • O primeiro Moto G foi lançado em Novembro de 2013. Portanto , são 4 anos ,para ser mais exato .

  • E tanto lançamento que já to perdida!!!!

  • Não tenho do q reclamar do meu g⁴ plus , rápido , não trava , excelente aparelho. Rodo os jogos mais pesados sem problemas. Nota 10.

  • Meu moto G4 plus trava demais... Reinicia sozinho... Tá horrível... Tem um mês de uso... Como faço pra melhorar...

    • Sério?! O meu tem só uma semana ,mas tá rodando tudo lisinho lisinho . Recomendo que faça um master reset e reavalie os aplicativos quevo e baixou . As vezes alguns Apps podem causar travamentos por consumirem muita memória RAM.

  • Oi, galere! Tenho um questionamento: o G4 Plus aquece muito, a ponto de não conseguir segurar na mão? Estava pesquisando em alguns sites de venda, e nas opiniões de compradores uma pessoa relatou horrores nesse aspecto. Alguém confirma, ou é pura balela? Obrigado desde já :)

  • Para min, sensor biométrico e o Android quase puro com a garantia das atualizações fazem desse aparelho algo bem interessante!

  • Primeiro moto g foi 2013. Ou seja três anos. Cara não sabe nem somar. Outra: já foi boa opção, hoje é caro e provavelmente tem opções melhores e mais em conta. Acabamento continua ruim.

  • Penso em comprar, pelo que li, vai receber att do android 8.0, tem android puro, 32 GB e etc. É melhor esse ou tem algum com essas características? Se tiver leitor biométrico é bônus e não me importo com NFC... Sei que os da Samsung tem uma duração boa, mas n há suporte em relação à att o que me desanima MUITO. Ah, estou deixando um LG G3 que ainda n recebeu o android M. Vale a pena a troca?

    • Ah, entre ele e o glaxy S6 32Gb por 2,700, qual o melhor em custo/benefício? O S6 vai receber o android N e é possível que ele receba o O?

  • DÚVIDA: Qualquer aparelho comprado em qualquer loja tem o direito aos 2 anos de backup original no Google Fotos? Ou apenas se eu comprar pelo site da Moto?

  • A linha Moto G vai completar 3 anos em novembro próximo e o artigo começa dizendo que é 5. O redator precisa se informar.

  • To pensando em arriscar nesse por ele aguentar o dia de uso moderado... queria o moto X Play, porém gostei muito deste e estou numa dúvida cruel :/

  • Bom oque eu acho é que o Moto G4 Plus é melhor em várias coisas como por exemplo seu hardware e seu software, mas claro que isso não é o suficiente para um bom smartphone. Já o Galaxy A5 trabalha melhor em desing, em autonomia de bateria, Tela e em várias outras coisas assim como o Moto G4 Plus.
    Mas na minha opinião fico com o Galaxy A5, mas não desmerecendo o Moto G4 Plus, alias os dois são ótimos e merecem seus devidos lugares e mérito, mas como são dois intermediários (Mas com Preço Muito alto) não podemos os elevar muito e antes da compra de qualquer um dos dois reflita já que cada um deles tem uma proposta diferente um do outro.
    E principalmente não esquecer do que você prefere e colocar suas opiniões a frente, como por exemplo as interfaces e as fabricantes.

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi