O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
5 min para ler 211 Compartilhado 120 Comentários

O Android Nougat só te conquistará em um smartphone novo!

O Android 7.0 Nougat já está entre nós. Os dispositivos da linha Nexus estão recebendo a atualização da versão final do sistema operacional e isso quer dizer que, em breve, o código da atualização será liberado para todas as fabricantes. Mas quando este update chegará até você?

Os novos dispositivos serão os mais beneficiados com o Android Nougat

Nos últimos meses, fomos testemunha de uma nova etapa do Android. Não se percebe assim, de cara, mas ele tem uma alma de revolução. Com a edição N do sistema operacional muitas coisas mudaram. Além de funções inéditas, o ponto mais forte desta versão da plataforma é o seu programa para usuários Beta.

Isso significa que milhares de usuários de todo o mundo serviram como "cobaias" para testar as novas atualizações. Este engajamento acelerará a correção de erros e proporcionará maior segurança, pelo menos para os dispositivos Nexus.

AndroidPIT N 1356
Os Nexus 6, Nexus 5X e Nexus 6P já estão recebendo a atualização para Android Nougat / © ANDROIDPIT

Mas quando nós seremos beneficiados com estas tantas melhorias no sistema? Bom, a resposta pode não agradar a todos, mas é quase certo que a maioria só irá desfrutar do Android Nougat quando comprar um smartphone novo.

O primeiro dispositivo que sairá de fábrica rodando com o Nougat será o LG V20. O aparelho, sucessor do V10,  estreará a nova atualização mesmo antes dos novos Nexus. Esperamos que esta mudança de estratégia por parte do Google resulte em uma colaboração mais estreita com as fabricantes tanto para o desenvolvimento das futuras versões do SO, quanto para que as atualizações sejam liberadas mais rapidamente.

O Android Nougat chegou antes do esperado, mas tarde demais

A evolução do Android demonstra que poucos usuários verão o Nougat durante o próximo ano nos seus atuais smartphones, salvo algumas exceções. Aqui segue um bom exemplo: depois de quase um ano da liberação oficial do Android Marshmallow, apenas 15% dos dispositivos do mundo receberam a atualização.

Se prestamos atenção no gráfico abaixo, vemos como as primeiras versões do Android eram liberadas em uma velocidade muito maior, chegando a mais aparelhos. Contudo, com as versões seguintes, vemos que a curva diminui, ou seja, cada versão o SO do Google tem um alcance menor que a anterior. E isso acabou gerando o grande problema do sistema operacional do Google: a sua fragmentação.

historical android distribution wiki commons Erikrespo
Uma história decadente / © Wikimedia Commons - Erikrespo

Neste leque de cores e nas contas do pessoal do Google Developer, podemos ver como 50% dos dispositivos têm um sistema operacional defasado, com mais de três anos de idade. Não é de se estranhar que uma das principais preocupações dos usuários é saber se receberão a próxima atualização. Estes dados só revelam o abandono absoluto que muitos aparelhos sofrem por parte da fabricante depois da sua produção e venda.

Novos obstáculos para o Android Nougat

A boa notícia é que este ano pudemos ver alguns "brotos verdes", que não floresceram com o Android Marshmallow, mas chegaram com a nova atualização. Para começar, temos o programa Beta, citado anteriormente, que foi copiado por fabricantes como a Sony, que liberou uma das prévias para desenvolvedores do Android Nougat para o Xperia Z3.

android n sony xperia Z3
Android Nougat em um Xperia Z3 / © ANDROIDPIT

Mesmo que não de maneira oficial, a prévia do Nougat chegou em julho "por acidente" para o Huawei P9. O que nos dá muita esperança, já que a Huawei é uma das companhia que traz a skin de fabricante mais agressivas do Android, motivo pelo qual a empresa sempre atrasa a liberação das atualizações para seus dispositivos.

O Android 7.0 deu um salto em alguns aspectos, tais como a criptografia e segurança de dados, novas atualizações Seamless, um novo JDK sem propriedade intelectual, aberta à comunidade e os dois avanços mais esperados: o Vulkan e o DayDream.

Com o Android Nougat, o Google deixou de usar a linguagem Java (o JDK), propriedade da Oracle,  e optou pela versão open source da mesma - o OpenJDK - para as APIs que usa para desenvolver seus aplicativos. Ainda que o resultado final não seja notado pelo usuário comum, os desenvolvedores vão perceber a novidade.

Isso significa que o sistema é ainda mais aberto e colaborativo do que antes e, como bônus, o Google evita mais processos judiciais por parte da Oracle. Atualmente, as duas empresas estão em um imbróglio legal por violação dos direitos de propriedade intelectual da tecnologia Java.

 

Opinion by Luis Ortega
O futuro do Android Nougat está nos dispositivos que serão lançados nos próximos meses.
O que você acha?
50
50
755 participantes

Por sua vez, o Vulkan e o DayDream são dois dos melhores avanços que podemos ver no Android desde a incorporação do modo Doze de economia de bateria no Marshmallow. O primeiro melhorará a experiência do usuários com gráficos para jogos, tornando-os ainda mais realistas; o segundo é a nova plataforma que facilitará o acesso a conteúdos focados em realidade virtual de qualidade. Contudo, para poder desfrutar destes avanços, é preciso ter um bom dispositivo com bom poder de processamento.

E, mais uma vez, boa parte dos smartphones atuais dificilmente poderá desfrutar dos avanços mencionados, seja por abandono total por parte da fabricante no que toca as atualizações do sistema ou por ter um hardware que não aguentaria tantas novidades. Logo, o futuro do Android Nougat está nos dispositivos que virão nos próximos meses.

Você acredita que o seu aparelho vai receber o Android Nougat?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Pamella Scramin F. há 4 meses

    Em algum dia do ano que vem, a Samsung vai atualizar o s6

  • Thiago Rodrigues há 4 meses

    Eu acho que seria melhor lançar novas versões a cada dois anos, porque eles lançam uma nova sem muitas novidades, muitos não recebem e a fragmentação continua aumentando. Nesse esquema de dois anos teria mais tempos para adicionar inovações de fato, além de que teria mais tempo para as fabricantes atualizarem seus aparelhos e lançarem os novos com o mesmo SO sem que a versão dele seja um diferencial para pessoas que querem ter a versão mais atual, seja por que gosta o por medo de perder novidades que só serão lançadas daquela versão em diante.

  • André C. há 4 meses

    Que título mais equivocado. Beirou a má-fé.
    Os problemas apontados são exatamente os mesmos de quase todas as versões do Android.
    Citando só as últimas (Marshmallow, Lolipop e KitKat) houve o lançamento de novas funções, a necessidade de hardware mais robusto (no caso da mudança de arquitetura dos antigos 32 para 64 bits) ou o eterno problema da atualização, que fica entre abandono e atraso descarado.
    Nada de novo. Nem os tais programas Beta, pois isso é a realidade de todo proprietário de um Nexus - servir de "cobaia" em troca da certeza de atualizações.
    Em resumo, o texto carrega nas tintas com doses cavalares para que o leitor desperte uma necessidade suprema de comprar um novo smartphone.

    PS: Ler um texto desses dias após da notícia de que o brasileiro NÃO TROCA seu celular antes de completar 12 meses faz o alarme de JABÁ ser acionado.

120 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi