O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
539 Compartilhados 185 Comentários

Os 10 smartphones-aberração do Android, ou aqueles que não deveriam ter existido

Desde a produção dos primeiros smartphones até hoje existe uma enorme quantidade de modelos com designs diferentes, funcionalidades para todos os públicos possíveis e com todo tipo de preço. Em diversas ocasiões, na ânsia de fazer algo diferente ou vender muito, as companhias metem os pés pelas mãos lançando aberrações que jamais deveriam ter chegado às lojas, e muito menos às ruas. A seguir veremos 10 smartphones cuja existência representa um erro da natureza. Preparado para o circo dos horrores?

1. LG AKA

Vamos começar pelo mais recente de todos. Com vocês, um smartphone com um tamagotchi dentro. Esta coisa precisa de uma capa específica, que segundo a cor mostrará um personagem distinto: o Eggy (cor amarela, o mais pegajoso), Wookie (branco, o mais comunicativo), Soul (azul, amante de música) e YoYo (rosa, um toque feminino).

Os olhos dos tamagotchis aparecem na tela do dispositivo, na parte superior que a capa deixa livre ( ela cobre mais ou menos 80% do display), e ao passar a mão pela câmera frontal os olhos mudam de expressão. Com um Snapdragon 400 em seu interior e 1 GB de RAM, ele pode ser classificado como um intermediário do ano passado. Devia se chamar Eca em vez de Aka.

lg aka
Que tal um smartphone com olhos? / © LG

2. A série Optimus Vu de LG

Que gerente de produto chegou à conclusão de que as pessoas buscam um smartphone quase quadrado? Não falo dos seus cantos, mas de sua forma, quase tão larga quanto comprida. Uma tela com formato 4:3 se encarregava de nos mostrar a informação. Por sorte, esta série de dispositivos não foi para a frente. Um smartphone quase quadrado, com uns cantos mais pontiagudos do que os da série Xperia, que o tornavam demasiado difícil de manusear, sem falar no péssimo aproveitamento do painel frontal para a tela. Esse dispositivo nunca devia ter visto a luz do dia.

lg optimus vu
LG Optimus Vu, o smartphone de tela com formato 4:3 / © LG

3. HTC ChaCha / HTC First

Que mania do Facebook de se meter nos nossos smartphones! O HTC ChaCha é uma espécie de BlackBerry com Android e touchscreen. Um autêntico fiasco com um botão para acessar diretamente o Facebook que nunca deveria ter sido fabricado.

Mas a fabricante taiwanesa não parou por aí. Ela lançou também o HTC First, com o launcher da Rede Social do Zuckerberg, o Facebook Home. Esse aparelho foi um dos primeiros a vir embalado pelo Snapdragon 400, acompanhado de 1 GB de memória RAM e uma tela de 4,3 polegadas. Obviamente foi um fracasso de vendas, e contribuiu para a crise da HTC.

htc chacha first
Os dois smartphones-Facebook. / © HTC

4. HTC Evo 3D / LG Optimus 3D

Outra dupla fatal, dessa vez com boas intenções por parte de ambas as fabricantes: inovar e trazer o mundo 3D para a telefonia móvel.

Um hardware fraco, umas câmeras que tentavam tirar fotos para mostrá-las em 3D, mas que falhavam de forma estrondosa, e umas telas bem ruins - tudo isso fez ambos os dispositivos desaparecem bem rápido. As boas intenções neste caso produziram dois lixos, que não cumpriam nada do prometido. A HTC e a LG deveriam pensar mais um pouco antes de colocar em circulação essas aberrações tecnológicas.

htc motorola 3d
As duas tentativas de introduzir o 3D nos smartphones falahram. / © HTC/LG

5. Kyocera Echo

Aqui temos um smartphone com duas telas, mas com a ideia de poder uni-las para que formem uma só. Ambas as telas contavam com um tamanho de 3,5 polegadas e uma resolução de 480 x 800 pixels.

Em que estaria pensando a fabricante? Talvez em oferecer uma tela grande que coubesse em qualquer bolso, por menor que fosse. Mas a realidade é que a ideia não convenceu ninguém, e a inovação caiu no limbo tecnológico.

kyocera echo
Kyocera Echo, duas telas divididas que não convenceram. / © Kyocera

6. Samsung Galaxy S4 Zoom

A primeira vez que vi esse dispositivo, sinceramente não entendi a intenção da fabricante sul-coreana. Só de olhá-lo já temos a sensação de que tem um manuseio difícil.

Com um zoom ótico de 10 vezes integrado à carcaça e uma segunda protuberância para melhorar a pegada do smartphone/câmera, podemos dar adeus ao quesito portabilidade (ou então dar adeus aos bolsos das nossas calças). Se queriam um monstro fotográfico num smartphone, era melhor ter inventado uma solução mais parecida ao Nokia Lumia 1020.

galaxy s4 zoom
Um dos smartphones mais incômodos de se portar e usar. / © Samsung

7. Samsung Galaxy Round

Ele foi lançado na mesma época que o Galaxy Note 3, com um hardware igual ao seu irmão, mas com uma bateria inferior. Foi o primeiro smartphone com tela curva da Samsung, mas não no mesmo sentido que o LG G Flex. Sua curvatura era na horizontal, fazendo com que o smartphone parecesse uma calha.

galaxy round 3
Samsung Galaxy Round, el phablet-cuna / © Samsung

Parte da sua funcionalidade era que, se tivéssemos o dispositivo na mesa, podíamos inclinar a tela para determinado comando. Por exemplo, com o reprodutor de música ativado, inclinando ligeiramente o smartphone podíamos trocar de canção. O maior problema desse dispositivo era que, apesar de a tela ser curvada, ele não era flexível como o rival da LG. Sentiu o drama?

De todo modo, parece que o experimento ficou no primeiro modelo, e pelo menos ajudou no projeto do bem-sucedido Galaxy Note Edge.

8. Motorola Flipout

Um pequeno smartphone quadrado cujo teclado físico podia ser acessado girando-o. A ideia não parecia ruim, mas a tela era miserável, e a sua bateria deprimente. Melhor nem falar do hardware, excessivamente fraco para a época. Isso sem falar do formato quadradão.

motorola flipout
Um smartphone demasaido quadrado com teclado físico oculto. / © Motorola

9. Samsung Galaxy Beam

Um smartphone com um pequeno projetor na parte superior. A ideia não é ruim, e o smartphone em si dava conta das tarefas diárias, mas o problema era o projetor pouco prático. De tão pequeno, ele tampouco era eficaz. Era bastante estranho ver um enorme farol numa das suas extremidades. Boa ideia, mas pouco prática.

samsung galaxy beam
Uma pena que o projetor não fosse bom. / © Samsung

10. Vertu Signature Touch

Vamos terminar com algo exclusivo. Exclusivo pelo preço e pela feiúra. É difícl achar algo mais horroroso no universo Android. No que diz respeito ao hardware, ele não etá mal equipado: uma tela FullHD de 4,7 polegadas, um processador Snapdragon 801 a 2,5 GHz, 64 GB de armazenamento interno, Android 4.4 KitKat e uma bateria de 2.275 mAh. Além disso, ele conta com alto-falantes de qualidade com tecnologia Dolby Digital Plus e carregamento sem fio. Se você valoriza o interior, até que não seria uma escolha ruim, não fosse o seu preço mínimo de 7.900 Euros (o equivalente a R$ 28.820).

Vertu Signature Touch 2
Preço injustificável, e feio de dar dó. / © VERTU

Estes foram 10 das maiores aberrações encontradas no universo de smartphones Android, e agora é a sua vez de opinar. Concorda com as escolhas? Que outro dispositivo merece um lugar na lista?

Os comentários favoritos dos leitores

185 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi