O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
7 min para ler 17 Compartilhado 138 Comentários

Cinco anos da linha Moto G: seria essa uma história de sucesso?

Como o tempo passou rápido! O ano de 2017 marca o quinto ano da série Moto G, lançado originalmente em 23 de novembro de 2013. O smartphone, queridinho dos brasileiros, teve momentos bons e ruins, mas se mantém até hoje como uma referência no segmento intermediário. Neste artigo, irei fazer uma rápida retrospectiva sobre estes últimos anos de Moto G, passando por todos os modelos.

O primeiro a gente nunca esquece

Galaxy Win, Nexus 4 e Galaxy S3 Mini. Estes são três exemplos de smartphones que estavam à disposição dos usuários que queriam gastar até R$ 1.500 em 2013. Quem tinha o orçamento curto, acabava investindo em modelos pouco atraentes e funcionais. A luz no fim do túnel naquele ano foi o lançamento do Moto G, em novembro.

Você pode não ligar para os modelos intermediários, ou então não gostar de aparelhos da Motorola. Mas, você não poderá negar que este dispositivo tem uma importância significativa na historia dos smartphones com Android. O preço era bom, o acabamento era interessante e, o melhor, as especificações eram mais do que justas.

AndroidPIT moto g 2013 8956
Moto G 2013 / © AndroidPIT

Como disse, só não usava um Moto G na época quem realmente não gostava da Motorola, ou então preferia investir em modelos tops, como o LG G2 e Xperia ZQ.

O primeiro Moto G é um marco para sua própria fabricante, visto que este é o celular mais vendido em toda sua história até hoje. Existia um modelo com TV, um dual-SIM com mais armazenamento e também uma opção com mais cores de capas traseiras.

Crescendo

Definitivamente, o Moto G era um projeto sólido e bem posicionado no mercado em meados de 2014. Faltava apenas um amadurecimento na série, ou seja, crescer em alguns aspectos. A resposta da Motorola aos anseios do público que esperava pela segunda geração do seu best-seller veio em 5 de setembro daquele ano. A aposta para este modelo foi a tela maior, expansão da memória e áudio estéreo.

Com relação aos alto-falantes, uma curiosidade: a edição 2014 foi a última que trouxe som estéreo, infelizmente. A Motorola introduziu um novo visual, mais adequado ao novo tamanho do aparelho, mantendo as principais características que haviam consagrado a série anterior. Logo, poucas alterações foram feitas no hardware, mas, de modo geral, a novidade foi bem recebida pela comunidade. 

motorola moto g 2015
Moto G 2014 / © AndroidPIT

O ponto mais interessante com esse lançamento era a abrangência do Moto G entre os brasileiros. Os altos índices de vendas fizeram com que o Moto G saísse da comunidade mais envolvida com Android e fosse alcançado por milhares de usuários. As cobranças por mais hardware e recursos logo aumentaram, e isso fez com que as coisas ficassem mais diferentes, digamos, com o próximo lançamento.

Diferente até demais

O que foi o Moto G3? Um erro, um acerto, ou o Moto G menos Moto G que você já viu? Ainda me lembro do evento de lançamento do Moto G3, que aconteceu em 28 de julho de 2015. O nome estava lá, assim como o software puro e suas especificações, que por sinal se mantiveram as mesmas de seu predecessor.

Era nítido que havia um esforço da Motorola em levar o Moto G a novos públicos, apresentando o modelo como um produto mais descolado, cheio de recursos modernos, como proteção contra água, e totalmente customizável. A chegada da plataforma Moto Maker ao Brasil naquele ano foi algo bastante promissor, visto que até então os usuários não haviam tido uma experiência de personalização neste nível.

Anteriormente, o Moto G podia ser customizado através de capas traseiras, o que deixava os usuários incomodados, visto que o excesso de aparelhos iguais pelas ruas era enorme. Logo, a Motorola apostou forte na personalização. 

traseiramotogturbo
Moto G 2015 / © AndroidPIT

Alguns meses após o seu lançamento, o Moto G3 ganhou uma variante, o Moto G3 Edição Turbo. Nela, todas as correções que deveriam ter sido feitas no modelo principal estavam presentes por uma diferença de preço mínima. Tínhamos mais memória RAM e também o suporte para o sistema de carregamento turbo.

Afinal, quem quer gastar pouco num celular certamente irá priorizar um produto que seja funcional e rápido, e não irá se importar muito se o mesmo tem ou não certificação IP68. O Moto G3 foi a série menos atualizada até hoje, visto que o modelo recebeu apenas uma versão do Android, ao contrário de seus predecessores. Nem mesmo a Edição Turbo, com mais memória RAM, ganhou atualizações mais recentes do sistema.

De volta às origens

A Motorola havia se tornado Lenovo, e essa mudança de direção podia ser notada através de seus produtos. A proposta de marca chinesa era expandir a linha Moto para países asiáticos, logo, a necessidade de variar os modelos da série Moto G se tornou uma prioridade. Outro cenário em 2015 era o setor mobile, onde estava se tornando impossível criar um modelo com custo/benefício competitivo por menos de 900 reais.

motog4plus androidpit front
Moto G4 Plus / © AndroidPIT

O Moto G4 foi lançado em três variantes: Moto G4 Play, Moto G4 e Moto G4 Plus. Cada uma delas convencia o usuário por motivos diferentes. A mais básica tinha uma duração de bateria melhor, enquanto o modelo intermediário vinha com custo/benefício mais atraente e o último aparelho carregava alguns extras.

A Motorola otimizou o hardware, melhorou as câmeras e voltou a apostar no básico com o consumidor, como era feito com o Moto G2. Menos recursos mainstream e melhor experiência de uso foi a proposta dessa geração.

Aparência é tudo

Com hardware quase idêntico ao de seu predecessor, os novos Moto G5 chegaram ao mercado este ano apostando, entre outras coisas, no visual elegante. É claro que design é algo subjetivo, mas a Lenovo garante que priorizou a estética e a qualidade dos materiais que compõem os Moto G5. Neste ano, ao contrário de 2016, temos apenas duas variante, o que deixa a faixa de entrada em aberto para a Motorola investir em novas opções não-Moto G.

AndroidPIT lenovo moto g5 1105
Moto G5  / © AndroidPIT

Os modelos novos não agitaram o mercado como aconteceu nos dois primeiros anos de vida, mas a Motorola ainda está por cima. A Lenovo assumiu de vez às frentes deste projeto, o que gerou uma onda de críticas entre a comunidade, que se incomoda bastante com os rumos que a série está tendo.

Talvez pela pressão, ou por questões mercadológicas, a Lenovo precisou rever seus planos e assumiu publicamente que ofuscar o brilho da gigante americana foi um erro. Agora, mais do que nunca, a Motorola volta a ser o cartão de visitas dessa joint venture. Aguardamos as cenas dos próximos capítulos.

Vida longa ao Moto G!

Hoje, a Motorola é a quarta maior fabricante do mundo fora da China. A segunda maior no mercado nacional. O Moto G pode não ser o principal produto no portfólio da marca hoje, na opinião de muitos usuários, mas, definitivamente, ele foi o responsável por consolidar a marca nessas posições tão disputadas entre os fabricantes. Desde 2013 muitas novidades chegaram ao país, e muitas dessas ameaçaram a popularidade do modelo intermediário, como a Asus.

Entramos no quinto ano de vida do Moto G, e pessoalmente desejo vida longa a este cara! Contudo, não devo fechar os olhos ou me ponderar com relação às críticas. O Moto G pode não ser o símbolo da inovação máxima da Motorola, pois já vimos a empresa desenvolver altas tecnologias para outros modelos, como o Moto X Force e o Moto Z, mas ele certamente é um símbolo de uma revolução que aconteceu num determinado momento. Foi o líder máximo.

Opinion by Bruno Salutes
O Moto G não é o símbolo máximo da inovação que a Motorola é capaz de oferecer.
O que você acha?
50
50
782 participantes

Espero que os próximos Moto G voltem a olhar mais para a comunidade que o abraçou, que o divulgou e que difundiu seu valor as pessoas que sequer conheciam as possibilidades que um modelo com hardware justo era capaz de oferecer.

A Motorola abriu um caminho, deslizou em certos momentos, mas em contrapartida conseguiu montar uma base forte de usuários, que consomem a marca antes de olhar para os pontos contras de seus modelos. O Moto G original representa bem essa ideia, e espero que a série caminhe para o futuro sem deixar de olhar para o seu passado.

O que você tem a dizer sobre os Moto G? Já teve algum?

17 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Franco L. há 6 meses

    Ta mais pra uma Historia de fracasso , começou acima da media com G 1 e agora virou tudo aquilo que a google lutou contra quando lançou o G1 .......

  •   20
    Rolê B. há 6 meses

    Querendo ou não a linha G da Motorola e linha J da Samsung são as mais vendidas no Brasil. Não adianta ficar falando que a Lenovo acabou com a Motorola, esse segmento é o que mais vende, quem compra esses produtos nem sempre procuram informações de hardware e software... A grande maioria confia na marca.

  • Henrique P.
    • Blogger
    há 6 meses

    Não vejo nada mais além do que um modelo bom e com um ótimo custo-benefício e na sua segunda versão marcou como o início da queda da qualidade.

    G2: problemas com a atualização do Marshmallow
    G3/G3 Turbo: problemas de áudio e falta da API Nougat para atualizar o aparelho
    G4 Play/G4/G4+: Apenas o primeiro considero como um celular que mostrou-se a nível, mas o custo-benefício não chamou a atenção. Os outros dois, bem acho que não preciso nem falar...
    G5/G5+: um possível acerto, porém sem o custo-benefício que houve na primeira geração.

    Perdeu o título de melhor custo-benefício para o Zenfone 3 e se bobear poderá perder mais coisas ainda.

    Obs: fanboys e pessoas que não tiveram problemas com as gerações citadas, não venham pra cima de mim me xingar e falar que sou hater da Motorola e do Moto G

    - Tenho um Motorola: o Moto Maxx
    - Tenho um Moto G2, como aparelho secundário, o uso quando tenho alguns problemas com as ROMs do Moto Maxx
    - Só porque você não teve problemas não significa que os outros não tiveram

  • Rosane O. há 6 meses

    Minha mãe não larga a Motorola. Acha lindo e há anos -muitos anos- é só essa marca que ela compra.
    Com o dia das mães chegando, pretendo comprar pra ela um bom aparelho, estou pensando entre o Moto G5 Plus ou o Moto Z Play. Dependendo de alguma promoção (vou rezar pra ter), vou acabar pegando o Z mesmo. :)

  • Roger S. há 6 meses

    Comprei o lendário Moto G1 XT1033. Até hj tá firme e forte com a minha mãe, a bateria está boa ainda e o sistema roda liso. Foi o único Moto G que vi vantagem para comprar, depois se tornou somente um telefone a mais dentre os intermediários;

138 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi